Curso Online de CURSO TUDO SOBRE OBESIDADE NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA

Curso Online de CURSO TUDO SOBRE OBESIDADE NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA

Devido ao grande aumento de pessoas com sobrepeso no mundo, a Organização Mundial da Saúde está considerando esse transtorno alimentar co...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 10 horas

Por: R$ 34,99
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Devido ao grande aumento de pessoas com sobrepeso no mundo, a Organização Mundial da Saúde está considerando esse transtorno alimentar como uma epidemia. No Brasil, por exemplo, a obesidade infantil e posteriormente na adolescência cresceu nada menos do que 240% nos últimos 20 anos. Adolescentes são alvo de estudos em todo o mundo, por apresentarem altos índices de comportamento de risco, como o decréscimo do hábito regular de atividade física, hábitos alimentares irregulares e transtornos psicológicos;

A adiposidade excessiva nos jovens representa um risco para a saúde ainda maior na condição de adulto que a obesidade que teve início na vida adulta. As crianças e adolescentes com peso excessivo, independente do seu peso corporal final quando adultos, exibem um risco bem mais alto de uma ampla gama de enfermidades como adultos que os adolescentes com peso normal. Alterações substanciais no reservatório dos genes da população (que levam milhões de anos), não podem explicar o aumento nacional dramático da obesidade observado desde 1980; principalmente na população norte-americana que possuem em sua maioria um estilo de vida sedentário e uma grande disponibilidade de alimentos saborosos e ricos em lipídios e calorias servidos em porções cada vez maiores em restaurantes que estimulam o consumismo. Do ponto de vista epidemiológico então, tudo conduz às explicações ambientais, já que não houve alterações substanciais nas características genéticas da população.
É uma condição clínica séria e prevalente, podendo se tornar o principal problema de saúde do século XXI e a pri­meira causa de doenças crônicas do mundo, pois induzem a múltiplas anormalidades metabólicas que contri­buem para a manifestação de dislipidemias (alterações da concentração de lipídeos no sangue), doenças cardiovasculares, diabetes mellitus, entre outras doenças crônicas.

As crianças obesas com 6 a 9 anos de idade comportam uma probabilidade de 55% de serem obesas quando adultas - um risco 10 vezes maior que aquele das crianças com peso normal. Se existe obesidade também nos pais, o risco de obesidade para a criança na vida adulta passa a ser duas a três vezes maiores que aquele de crianças com peso normal sem pais obesos. A associação entre hábitos familiares precários nas áreas da dieta e do exercício entre os pais resulta em um processo de modelação por parte dos filhos em seguir os mesmo hábitos de seus progenitores, portanto um risco aumentado de desenvolver doenças crônico-degenerativas.


Cerca de 50% de crianças obesas aos seis meses de idade e 80% das crianças obesas aos cinco anos de idade permanecerão obesas; Segundo TERRES (2006), ? a obesidade na adolescência vem aumentando nos últimos anos, atingindo índices de 10,6% nas meninas e 4,8% nos meninos, sendo que na região Sul do País os índices de prevalência chegam a 13,9%.?

*TERAPEUTA NATURALISTA E MASSAGISTA. *TÉCNICO EM MEDICINA CHINESA, *TÉCNICO EM MEDICINA AYURVEDA *TÉCNICO EM MEDICINA E TIBETANA *CONSULTOR PROGRAMAÇÃO NEUROLINGUÍSTICA. *CONSULTOR INTELIGÊNCIA EMOCIONAL APLICADA EM SALA DE AULA. *TÉCNICO EM LEITURA DINÂMICA ,MAPAS MENTAIS E APRENDIZAGEM ACELERADA. *FORMADO EM QUÍMICA / BIOLOGIA



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • curso tudo sobre
    obesidade na infância e na adolescência

    prof.:sérgyo costa

  • problema nutricional mais prevalente nos eua
    afetando 1/3 da população adulta e adolescente
    não havendo intervenção  em 2035 90% dos indivíduos com excesso de peso
    no brasil:
    dados da abeso mostram que  40% da população brasileira apresentam excesso de peso
    uma em cada 6 crianças apresentam excesso de peso

    obesidade: alguns dados epidemiológicos:

  • o que ocasiona este fenômeno?

    a conscientização das classes mais favorecidas sobre os riscos do excesso de peso
    o processo de “transição nutricional”

    desnutridos recuperados

    podem incorporar

    mais facilmente energia sob a forma de gordura num reflexo de proteção contra uma fome futura

    anos de 1960:
    associadas às classes sociais mais favorecidas
    dias de hoje: atinge com maior intensidade as classes menos favorecidas

  • hipótese do genótipo thrifty:

    obeso pobre  mecanismo de adaptação metabólica

    populações expostas ao consumo alimentar inadequado

    geram métodos adaptativos para atingir um alto nível de eficiência no uso de energia e depósito de gorduras

    se estes métodos forem retidos quando esses grupos tiverem maior acesso a alimentos

    excesso de peso

  • processo de transição nutricional

    endef
    1974/75

    pnsn
    1989

    pnds
    1995/96

     prevalência de desnutrição

     prevalência de excesso de peso

    novo quadro epidemiológico

    população infantil: 1974: 4 desnutridos para 1 obeso
    1989: 2 desnutridos para 1 obeso

  • dados de 1989 (pnsn):
    1 milhão e meio de crianças obesas
    5,0% (meninas) e 4,8% (meninos)
    região sul: 7,2% sudeste: 6,2% nordeste: 2,5%
    famílias de maior renda: 8% menor renda: 2,5%
    dados de 1996:
    família de maior renda:  para 4,5%
    nordeste:  para 4,5%

  • os primeiros seres humanos tinham dentes e mandíbulas enormes para poderem mastigar os alimentos crus
    descoberta do fogo e do cozimento = mandíbulas e dentes foram diminuindo (alimentos mais macios)
    se continuar nesse ritmo  vamos acabar ficando sem queixo

  • obesidade - conceitos:

    acúmulo de tecido adiposo, regionalizado ou em todo o corpo
    causado por doenças genéticas ou endócrino-metabólicas ou por alterações nutricionais
    doença crônica, multifatorial, em que ocorre uma sobreposição de fatores genéticos e ambientais
    a obesidade de etiologia nutricional responde por  95% dos casos
    5% seriam os obesos endógenos, com causas hormonais

  • obesos endógenos:
    alteração do metabolismo tireoidiano, gonadal, hipotálamo-hipofisário
    tumores como o craniofaringeoma
    síndromes genéticas: prader-willi e lawrence moon biedl

    obesidade  já na adolescência verifica-se a concomitância de fatores de risco tais como:
    dislipidemia, hipertensão,  da resistência insulínica

    adulto jovem   da morbimortalidade cardiovascular

  • dietz (2004) cita 3 fases críticas de risco para manutenção do excesso de peso na vida adulta:

    gestacional
    (3º trimestre)

    5 a 6 anos

    adolescência

  • a chance de uma criança obesa chegar a vida adulta como obesa está ao redor de 16%

    infância: fatores determinantes para o estabelecimento da obesidade:
     desmedido do ganho de peso gestacional
    desmame precoce e a introdução inadequada de alimentos
    fórmulas lácteas inadequadamente preparadas
    distúrbios do comportamento alimentar
    inadequada relação familiar


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 34,99
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Grande aumento de pessoas com sobrepeso no mundo
  • Organização Mundial da Saúde
  • No Brasil, a obesidade infantil
  • Adolescentes são alvo de estudos em todo o mundo
  • Altos índices de comportamento de risco
  • Hábito regular de atividade física
  • Hábitos alimentares irregulares e transtornos psicológicos
  • A adiposidade excessiva nos jovens
  • As crianças e adolescentes com peso excessivo
  • Independente do seu peso corporal
  • Adolescentes com peso normal.
  • Alterações substanciais
  • Grande disponibilidade de alimentos saborosos e ricos em lipídios
  • Uma condição clínica séria
  • Principal problema de saúde do século XXI
  • Doenças crônicas.
  • As crianças obesas
  • A associação entre hábitos familiares precários
  • Áreas da dieta e do exercício
  • Aumentado de desenvolver doenças crônico-degenerativas.
  • Nos últimos an