Curso Online de TERAPIA NUTRICIONAL EM AIDS
4 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de TERAPIA NUTRICIONAL EM AIDS

Esse curso ensina como devemos alimentar, manter e recuperar o peso de portadores de AIDS.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 6 horas

Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Esse curso ensina como devemos alimentar, manter e recuperar o peso de portadores de AIDS.

bacharel em nutrição, possui curso do EAD educação a distância.


- Cecília Andrea Dos Santos Sales

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Terapia Nutricional em AIDS

    Terapia Nutricional em AIDS

    Nutricionista: Elyenne Pinheiro

  • Aspectos históricos

    1987 – surge o AZT
    1993 – principal causa de morte entre americanos de 25 a 44 anos
    1995-6 –surgem os inibidores de protease (IPs)
    1996 – Governo brasileiro passa a distribuir gratuitamente os ARVs

    Aspectos históricos

  • AIDS

    A AIDS ou Síndrome da Imuno-deficiência Adquirida (do inglês Acquired Immunodeficiency Syndrome) caracteriza-se por uma profunda imunossupressão associada a infecções oportunistas, neoplasias secundárias e manifestações neurológicas

    AIDS

  • Aspectos históricos

    • 1959 – caso mais antigo identificado
    • 1978 - Homossexuais nos Estados Unidos e heterossexuais na Tanzânia e no Haiti começam a apresentar sintomas da Aids
    • 1980 - Cientistas identificam os primeiros casos de uma doença rara, entre jovens homens homossexuais, que ataca o sistema imunológico do organismo deixando-o vulnerável a doenças oportunistas
    • 1981 – 1º relato da AIDS(Síndrome da Imunodeficiência Adquirida em homossexuais nos EUA
    • 1982 – 1º caso no Brasil
    • 1983 – Isolamento do vírus pelo Dr.Luc Montaigner
    • 1985 – descoberta do HIV-2

    Aspectos históricos

  • O Vírus

    Possui as seguintes enzimas:
    * Transcriptase reversa: converte RNA viral em DNA viral a ser acoplado ao DNA da célula infectada. Essa é a base da infecção pelo HIV.
    * Integrase: atua na incorporação do DNA viral ao genoma do hospedeiro.
    * Proteases: separam capsídeos dos novos vírus a serem liberados.

    O Vírus

  • Sistema Imunológico

    Função: proteger o organismo contra as alterações promovidas por agentes agressores como: bactérias, vírus, fungos, parasitas, células estranhas, entre outros.

    Sistema Imunológico

  • Importante

    Importante

    O vírus é transmitido por troca de fluidos orgânicos.
    O vírus persiste no hospedeiro por definitivo, podendo estar em níveis baixos.
    O vírus apresenta alta taxa de mutação.
    A infecção evolui lentamente através de estágios HIV: além do mecanismo de destruição das celulas CD4 , o vírus induz apoptose celular

  • Transmissão

    Sexual
    Anal
    Vaginal
    Oral
    Sanguínea
    Transfusão Sanguínea e de Hemoderivados
    Compartilhamento de seringas
    Vertical
    Placentária
    Aleitamento

    Transmissão

  • Alterações

    Alterações

    Estresse oxidativo

    Infecções oportunistas
    Febre

    Ingesta Alimentar

    Problemas
    Psicossociais

    Efeitos colaterais de
    medicamentos

    Imunidade

    Síndrome
    Lipodistrófica

    Diarréia e
    Má-absorção

    Drogas x nutrientes

    Comorbidades

  • Desnutrição X AIDS

    A AIDS é uma doença crônica e progressiva, com impacto no estado nutricional manifestado mais agressivamente na Síndrome Consumptiva, sendo este um critério definidor de AIDS. Este impacto é notado de forma mais branda na vasta maioria dos pacientes, devendo ser prevenido ou tratado, pois mesmo a desnutrição moderada tem um claro efeito adverso no resultado da doença.
    Niyongabo T, Melchior JC, Henzel D, Bouchaud O, Larouzé B. Comparison of methods for assessing nutritional status in HIV-infected adults. Nutrition 1999; 15(10):740-43.

    Desnutrição X AIDS

  • Alterações Metabólicas

    Inflamação crônica – elevados níveis plasmáticos de citocinas pró – inflamatórias. TNF-, interferon- IL 1, IL 6.
    Ciclos fúteis - AG livres se mobilizam a partir da gordura e não são oxidados no fígado, e sim reesterificados - gasto energético.
    Redução da síntese protéica e da capacidade de limitar a perda de massa muscular.
    Gliconeogênese e síntese de PTNs para o sistema imune.
    Ortiz, 2005; Polo et. al., 2007; Linares, 2003

    Alterações Metabólicas


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Terapia Nutricional em AIDS
  • Aspectos históricos
  • AIDS
  • Aspectos históricos
  • O Vírus
  • Sistema Imunológico
  • Importante
  • Transmissão
  • Alterações
  • Desnutrição X AIDS
  • Alterações Metabólicas
  • Importante
  • ESTÁGIOS DA DOENÇA
  • Sinergismo entre Nutrição e HIV/AIDS
  • Perda de peso/ Desnutrição/Wasting
  • ALTERAÇÕES METABÓLICAS
  • … Advento da TARV – redução significativa na ocorrência da síndrome consuptiva
  • SÍNDROME LIPODISTRÓFICA DO HIV (SLHIV)
  • Componentes da SLHIV
  • Síndrome Lipodistrófica
  • SÍNDROME LIPODISTRÓFICA DO HIV
  • INTERAÇÕES DROGAS X NUTRIENTES
  • IMPORTÂNCIA DA INTERVENÇÃO NUTRICIONAL
  • OBJETIVOS DA TERAPIA NUTRICIONAL
  • AVALIAÇÃO CLÍNICA
  • AVALIAÇÃO DO RISCO NUTRICIONAL
  • BAIXO RISCO Acompanhamento nutricional quando necessário
  • RISCO MODERADO Acompanhamento nutricional ao menos a cada 3 meses
  • ALTO RISCO Acompanhamento nutricional mensal
  • PESO
  • Perda de Peso
  • Avaliação da composição corporal
  • AVALIAÇÃO BIOQUÍMICA
  • AVALIAÇÃO DA INGESTÃO ALIMENTAR
  • NECESSIDADES ENERGÉTICAS
  • RECOMENDAÇÕES
  • EQUAÇÕES DE HARRIS BENEDICT
  • PROTEÍNAS
  • MACRONUTRIENTES
  • ATENÇÃO!
  • MICRONUTRIENTES
  • PRE E PROBIÓTICOS
  • IMUNONUTRIENTES
  • TNE
  • TNP
  • ESTIMULANTES DO APETITE E ANABOLIZANTES
  • CASO CLÍNICO
  • Responda