Curso Online de TÉCNICAS DE MELHORAMENTO NA CUTURA DO PINHÃO MANSO

Curso Online de TÉCNICAS DE MELHORAMENTO NA CUTURA DO PINHÃO MANSO

O Brasil e o mundo buscam alternativas de fontes renováveis de matérias-primas para a realização do bioediesel, e pinhão manso e uma pl...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 10 horas

De: R$ 50,00 Por: R$ 29,90
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído



O Brasil e o mundo buscam alternativas de fontes renováveis de matérias-primas para a realização do bioediesel, e pinhão manso e uma planta que apresenta alto teor de óleo. As perspectivas favoráveis da implantação racional da cultura do pinhão-manso decorrem não somente dos baixos custos de sua produção agrícola, mas, sobretudo porque ele poderá ocupar os solos pouco férteis e arenosos, de modo geral inaptos à agricultura de subsistência, proporcionando, dessa maneira, uma nova opção econômica as regiões carentes do país. Este curso apresenta a introdução, parte morfológica,o melhoramento da cultura do pinhão manso e trabalho de pesquisa, expectativa desta cultura para o Brasil.

Formação acadêmica/titulação 2012-2016- Doutorado em Agronomia (Produção Vegetal),Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Sao Paulo, Brasil. 2009 - 2011 Mestrado em Agronomia - Produção Vegetal. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Sao Paulo, Brasil 2003 - 2007 Graduação em Agronomia.Universidade Federal de Goiás, UFG, Goiânia, Brasil



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • Doutora: Juliana Teodora de Assis Reges

    TÉCNICAS DE MELHORAMENTO NA CUTURA DO PINHÃO MANSO

  • ORIGEM E EVOLUÇÃO

  • Arruda et al (2004) ressaltam, que provavelmente é originário do Brasil, tendo sido introduzido por navegadores portugueses nas Ilhas do Arquipélago Cabo Verde e Guiné, de onde foi disseminada pelo continente Africano. O mais aceito é que ele seja originário da América Tropical.

  • O pinhão manso e utilizado no emprego medicinal e folclórico, iluminação de casas, produção de sabão e tinta, Anti-microbianas e cicatrizantes, as raízes das plantas são diuréticas, folhas combatem doenças de pele, e também podem ser usadas com cerca viva na demarcação de limites.

  • Oliveira et al (2007), afirmam que o pinhão manso possui princípio tóxico, o éster do forbol 12-deoxi-16-hidroxiforbol. A ação tóxica parece estar relacionada à capacidade que essa substância possui de gerar uma resposta inflamatória dos tecidos da mucosa intestinal quando as sementes são ingeridas, causando intensa dor abdominal, náuseas, vômitos e diarreia.

  • Óleo extraído da sua semente do pinhão manso pode ser usado em combustível nos motores diesel, utilizado também no combate à mosca do chifre e como repelente a insetos em pomares.

  • A conservação da semente de pinhão manso é fácil , podendo ser armazenada por longos períodos sem os inconvenientes da deterioração do óleo como acontece com as sementes de outras oleaginosas. Atualmente, esta espécie está sendo estimulada para a exploração comercial no Brasil. Pois, segundo Carnielli (2003), é uma planta oleaginosa viável para a obtenção do biodiesel, produzindo, no mínimo, duas toneladas de óleo por hectare, levando de três a quatro anos para atingir a idade produtiva, que pode se estender por 40 anos.

  • Pode ser utilizado na conservação do solo em áreas degradadas, pois o cobre com uma camada de matéria seca, reduzindo, dessa forma, a erosão e a perda de água por evaporação, evitando enxurradas e enriquecendo o solo com matéria orgânica decomposta. O plantio do pinhão já é tradicionalmente utilizado como cerca viva para pastos no Norte de Minas Gerais, coma vantagem de não ocupar áreas importantes para outras culturas e pastagens e favorecer o consórcio nos primeiros anos, pois o espaçamento entre plantas é grande (PURCINO e DRUMMOND, 1986).

  • CLASSIFICAÇÃO BOTÂNICA

  • O pinhão manso pertence a família Euphorbiaceae, cerca de 8000 espécies, com aproximadamnte 320 gêneros;

    Gênero do pinhão manso é: Jatropha;

    A cultura tem plantas Herbáceas e arbustivas, sendo que 160 espécies são Ornamental, medicinal e outras produzem óleo.

  • PINHAO MANSO pode ser chamando de:

    Pinhão-paraguaio,
    Pinhão-de-purga,
    Pinhão-de-cerca,
    Pinhão-da-índia,
    Pinhão-dos-barbados,
    Pinhão croá,
    Pinhão-branco,
    Pinhão-paraguaio,
    Pinhão-bravo,
    Purgante-de-cavalo,
    Mandiguaçú,
    Figo-do-inferno,
    Purgueira,
    Medicineira
    Simplesmente purga


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 29,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail: