Curso Online de CRIAÇÃO DE FRANGO E GALINHA CAIPIRA PARA AGRICULTORES FAMILIARES

Curso Online de CRIAÇÃO DE FRANGO E GALINHA CAIPIRA PARA AGRICULTORES FAMILIARES

O presente curso, aborda de forma clara e com metodologia simples, a criação de frango e galinha caipira, para agricultores familiares qu...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 10 horas

Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

O presente curso, aborda de forma clara e com metodologia simples, a criação de frango e galinha caipira, para agricultores familiares que queiram produzir dentro de técnicas acessíveis.

Engenheiro Agrônomo (UFRPE), Especialista em Gestão Ambiental e Desenvolvimento Sustentável (UNINTER), Especialista em Educação Ambiental e Sustentabilidade (UNINTER) e Técnico em Edificações (CEFET/PE) - Experiência profissional em: Planejamento Ambiental (Planos e Projetos), Planejamento Rural (Projetos Agropecuários), Assistência Técnica e Extensão Rural, Agricultura Familiar, Cooperativismo e Associativismo, Projetos de Costruções e Instalações Rurais, Avaliação de Imóveis Rurais (Laudos Técnicos), Economia Solidária e Desenvolvimento Rural Sustentável. Tendo atuado nas áreas citadas durante 25 anos através de Entidades Públicas, Privadas e Organizações Não Governamentais.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • CRIAÇÃO DE FRANGO E GALINHA CAIPIRA PARA AGRICULTORES FAMILIARES

    CRIAÇÃO DE FRANGO E GALINHA CAIPIRA PARA AGRICULTORES FAMILIARES

    JANILSON BARROS DO AMARAL
    Engenheiro Agrônomo

  • 1 – INTRODUÇÃO

    1 – INTRODUÇÃO

    A Galinha Caipira foi introduzida no Brasil na época do descobrimento, e é originária de quatro ramos genealógicos distintos: o americano, o mediterrâneo, o inglês e o asiático.

    Essas aves eram criadas soltas, originando, por isso, o termo “Galinha Caipira”. Nas últimas décadas, em busca de uma melhor produtividade, tem-se melhorado as técnicas de criações dessas aves, através de um manejo mais técnico e do melhoramento das raças, porém sem perder as qualidades “caipiras” das aves.

    A exploração de Frango e Galinha Caipira tem grande importância para os agricultores familiares, por possibilitar – lhes uma fonte de renda com a venda de carne e ovos, além de oferecer à família o consumo de alimento de alto valor proteico. Essa exploração busca, também, promover a diversificação da propriedade rural, e seus produtos vem apresentando uma maior procura, por consumidores que buscam uma alimentação mais saudável.

    Neste sentido, o presente curso pretende mostrar técnicas de criação de frango e galinha caipira que sejam acessíveis aos agricultores familiares, e que tragam resultados econômicos e sustentáveis para as propriedades familiares rurais do Brasil.

  • 2 – CONSIDERAÇÕES SOBRE AS PRINCIPAIS RAÇAS DE GALINHA CAIPIRA

    2 – CONSIDERAÇÕES SOBRE AS PRINCIPAIS RAÇAS DE GALINHA CAIPIRA

    2.1 – Raça “Gigante Negra de Jersey”

    Foi desenvolvida em New Jersey por volta de 1.800, quando havia grande demanda por raças de galinhas pesadas para produção de frangos “capões” para o mercado de Nova Iorque. Existem as variedades preta e branca exploradas para carne. São aves de crista em forma de serra, de grande porte. A pele é de cor amarela e os ovos são de casca marrom. Quando adultos, os machos pesam em média 6,0 kg e as fêmeas 4,5 kg. As galinhas produzem em média 180 ovos no primeiro ciclo de postura, que pesam em média 60g.

  • 2 – CONSIDERAÇÕES SOBRE AS PRINCIPAIS RAÇAS DE GALINHA CAIPIRA (continuação)

    2 – CONSIDERAÇÕES SOBRE AS PRINCIPAIS RAÇAS DE GALINHA CAIPIRA (continuação)

    2.2 – Raça “Plymouth Rock Barrada”

    As aves desta raça, que também são chamadas de “Carijó”, apresentam penas com barras brancas e pretas no sentido transversal, dando uma aparência cinzenta às aves. Quando adultos, os machos pesam em média 6,0 kg e as fêmeas 5,0 kg. A produção de ovos pode chegar até 220 ovos/ano.

  • 2 – CONSIDERAÇÕES SOBRE AS PRINCIPAIS RAÇAS DE GALINHA CAIPIRA (continuação)

    2 – CONSIDERAÇÕES SOBRE AS PRINCIPAIS RAÇAS DE GALINHA CAIPIRA (continuação)

    2.3 – Raça “New Hampshire”

    É uma raça americana de pele amarela, e ovos de casca marrom. Apresenta cor vermelho claro e crista serra. Por muitos anos foi utilizada para a produção de frangos de corte. Mais tarde passou a ser utilizada para cruzamentos com outras raças de corte na produção de frangos. Quando adultos, os machos pesam em média 4,0 kg e as fêmeas 3,0 kg. As galinhas produzem em média 220 ovos no primeiro ciclo de postura, que pesam em média 55g.

  • 2 – CONSIDERAÇÕES SOBRE AS PRINCIPAIS RAÇAS DE GALINHA CAIPIRA (continuação)

    2 – CONSIDERAÇÕES SOBRE AS PRINCIPAIS RAÇAS DE GALINHA CAIPIRA (continuação)

    2.4 – Raça “Rhodes Island Red”

    É uma raça americana. A galinha tem penas vermelhas a castanho escuro, ovos vermelhos, pele amarela e peso corporal médio. Excelente produtora de ovos (produz cerca de 200 ovos/ano). O galo apresenta penas na cor castanho, com rabo preto a azulado.

  • 2 – CONSIDERAÇÕES SOBRE AS PRINCIPAIS RAÇAS DE GALINHA CAIPIRA (continuação)

    2 – CONSIDERAÇÕES SOBRE AS PRINCIPAIS RAÇAS DE GALINHA CAIPIRA (continuação)

    2.5 – Raça “Brahma”

    É uma raça asiática, produz carne de boa qualidade, a cor da pele é amarela, e das cascas dos ovos marrom – claros. Os machos pesam de 5kg a 7kg, e as fêmeas de 4kg a 5kg, e produzem, em média 150 ovos por ano.

  • 2 – CONSIDERAÇÕES SOBRE AS PRINCIPAIS RAÇAS DE GALINHA CAIPIRA (continuação)

    2 – CONSIDERAÇÕES SOBRE AS PRINCIPAIS RAÇAS DE GALINHA CAIPIRA (continuação)

    2.6 – Raça “Label Rouge”

    É uma raça que foi desenvolvida na França, denominada popularmente, também, de “Pescoço Pelado”. É uma ave forte, pesada, é considerada boa poedeira e sua carne possui textura e sabor inconfundível pelo consumidor, com pele fina e sem acúmulo de
    Gorduras. A rápida adaptação dessas aves no Brasil transformou-a num produto tropical, a caipira Pescoço Pelado. São aves altamente rústicas e versáteis.

  • 3 – SISTEMAS DE CRIAÇÃO

    3 – SISTEMAS DE CRIAÇÃO


    Existem 3 tipos de Sistema de Criação para Galinha Caipira: Extensivo, Semi – intensivo e Intensivo.

    No Sistema Extensivo, os animais são criados totalmente soltos; no Semi - intensivo ficam uma parte do dia presos e outra soltos e no Intensivo ficam totalmente presos.

    O sistema ideal para a Agricultura Familiar é o Semi - intensivo, devido aos seguintes fatores:
    1 - Diminuem os custos, pois os animais se alimentam de ração e de capim, sementes e insetos nos piquetes de pastagem;
    2 - Diminuem as doenças pois as aves não ficam muito juntas melhorando a higiene e levam sol durante uma parte do dia;
    3 - Melhora a qualidade da carne e dos ovos produzidos.

  • 3 – SISTEMAS DE CRIAÇÃO (continuação)

    3 – SISTEMAS DE CRIAÇÃO (continuação)

    3.1 – Sistema de Criação Extensivo

    O sistema extensivo de criação de aves caipiras é praticado com o propósito de atender ao consumo familiar de ovos e carne e, às vezes, para venda de excedentes no comércio local. Geralmente as aves – tanto macho quanto fêmeas – pastam livremente pela propriedade ou em piquetes, e a alimentação suplementar não é balanceada (com nutrientes necessários calculados), constituindo restos de grãos, hortaliças e frutas. Geralmente não é feito controle produtivo, reprodutivo, nutricional e sanitário.

    Sistema Extensivo com aves pastando
    livremente em piquete de livremente

    Fonte: EPAMIG, 2010

  • 3 – SISTEMAS DE CRIAÇÃO (continuação)

    3 – SISTEMAS DE CRIAÇÃO (continuação)

    3.2 – Sistema de Criação Semi - Intensivo

    O sistema Semi - Intensivo de criação de aves caipiras foi desenvolvido para atender à crescente demanda em quantidade e qualidade demandada pelo mercado. Nesse caso, é um negócio que sobrevive com lucro. O sistema requer maior investimento em insumos (ração balanceada e vacinas), e maiores cuidados no manejo com as aves. Por isso é essencial construir instalações que podem ser rústicas porém funcionais, para proteção das aves nas diversas fases de desenvolvimento.


    Sistema Semi – Intensivo, com piquete de
    pastagens e galpão para as aves



    Fonte: EPAMIG, 2010


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • CRIAÇÃO DE FRANGO E GALINHA CAIPIRA PARA AGRICULTORES FAMILIARES
  • 1-INTRODUÇÃO
  • 2-CONSIDERAÇÕES SOBRE AS PRINCIPAIS RAÇAS DE GALINHA CAIPIRA
  • 3-SISTEMAS DE CRIAÇÃO
  • 4-MANEJO DO REBANHO
  • 5-MANEJO SANITÁRIO DO REBANHO
  • 6-CONSTRUÇÕES E INSTALAÇÕES
  • 7-MANEJO ALIMENTAR
  • 8-MANEJO DA PRODUÇÃO DE OVOS
  • 9-MANEJO REPRODUTIVO
  • 10-MERCADO E COMERCIALIZAÇÃO
  • 11-REFERÊNCIAS