Curso Online de Curso de Leitura e Interpretação de Desenho Técnico
5 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Curso de Leitura e Interpretação de Desenho Técnico

Curso completo de leitura e interpretação de desenho técnico

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 11 horas

Por: R$ 60,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Curso completo de leitura e interpretação de desenho técnico

Possuo Experiência de 2 anos e 10 meses como coordenador de qualidade. 4 anos e 7 meses como técnico de processos com vasta experiência em inspeção de qualidade utilizando paquímetro, micrômetro, controle de instrumentos de medição, sou capacitado para ministrar treinamentos de procedimentos e instrução de trabalho técnico, domínio de uso de excel elaborando planilhas de controle de custo, consumo e quebras para tomar ações de contenção e melhorias. Facilidade de comunicação e trabalho em equipe. Capacitado para acionar fornecedores para resolução de não conformidades. Gestão de pessoas. Disponibilidade de horário. Vasto conhecimento em preparação, manuseio e manutenção de ferramentas de usinagem. Efetuar a análise criteriosa de processo de fabricação. Atuar na avaliação de fluxo de processos de montagem com base em fluxogramas. Avaliar perdas e gargalos de produção e suas soluções possíveis. Ajustar maquinários para teste inspeção e montagem automática. Elaborar documentações técnicas (IT´S) para consulta por parte do setor fabril. Elaborar planos de ações preventivas e corretivas. Conhecimento amplo em operação de torno CNC, Transfer e TPM (Manutenção Produtiva Total) sendo que Trabalhei com inspeção de qualidade, montagem do conjunto da carcaça do diferencial, operação de torno CNC, Transfer, ajustes de máquinas, troca de ferramentas, TPM, correção de programa de usinagem. Aparelhar e manejar em torno, acionando o equipamento eletroeletrônico (comando numérico), instalando as ferramentas, introduzindo o programa da peça a ser usinada na memória do comando através de cartões perfurados, fitas perfuradas, cassetes ou teclando o alfanumérico no painel do comando. Atuar nos controles ou teclados alfanuméricos no painel do comando, atuando nos controles de partida, de parada, de rotação da peça, de avanço da ferramenta, das correções, para furar, tornear paralelos e cônicos, facear e roscar as peças em metal. Conhecimento em informática com os programas Word, Excel avançado, Access, Power-point, internet, tendo feito curso de aperfeiçoamento. Linkedin: http://br.linkedin.com/pub/alan-marcelo-ferreira-de-paula/34/574/630


- Avner Henrique De Oliveira Pereira

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Veja esse video no youtube Clicando aqui!

  • CURSO DE LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE DESENHO TÉCNICO

    CURSO DE LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE DESENHO TÉCNICO

  • Introdução ao Estudo do Desenho Técnico

    Definição de Desenho Técnico e Pré-requisitos

    Introdução ao Estudo do Desenho Técnico

  • Princípios Básicos para Leitura de Desenhos

    Ler um desenho significa entender a forma espacial do objeto representado no desenho bidimensional resultante das projeções ortogonais.
    O principal pré-requisito para fazer a leitura de desenhos técnicos é estar familiarizado com a disposição das vistas resultantes das projeções ortogonais associadas aos rebatimentos dados na peça desenhada.
    É muito importante que, ao olhar para qualquer vista, se tenha em mente que estamos vendo a representação de um sólido, visto ortogonalmente de uma determinada posição, onde cada linha representa uma intersecção de superfícies (cada linha representa um canto da peça) e que existe uma terceira dimensão escondida pela projeção ortogonal.

    Princípios Básicos para Leitura de Desenhos

  • Definição de Projeção Ortogonal

    Nos desenhos projetivos, a representação de qualquer objeto ou figura será feita por sua projeção sobre um plano.

    Definição de Projeção Ortogonal

    Desenho resultante da projeção de uma forma retangular sobre um plano de projeção.

    Os raios projetantes tangenciam o retângulo e atingem o plano de projeção formando a projeção resultante.

  • Definição de Desenho Técnico

    • Forma de expressão gráfica que tem por finalidade a representação de forma, dimensão e posição de objetos de acordo com as diferentes necessidades requeridas pelas diversas modalidades de engenharia e também da arquitetura.
    • Utiliza-se de um conjunto constituído por linhas, números, símbolos e indicações escritas normalizadas internacionalmente.
    • Linguagem gráfica universal da engenharia e da arquitetura.

    Definição de Desenho Técnico

  • Definição de Projeção Ortogonal

    Como os raios projetantes, em relação ao plano de projeção, são paralelos e perpendiculares, a projeção resultante representa a forma e a verdadeira grandeza do retângulo projetado.
    Este tipo de projeção é denominado Projeção Ortogonal (do grego ortho = reto + gonal = ângulo), pois os raios projetantes são perpendiculares ao plano de projeção.

    Definição de Projeção Ortogonal

  • O Desenho Técnico e a Engenharia

    Todo o processo de desenvolvimento e criação dentro da engenharia está intimamente ligado à expressão gráfica.
    O Desenho Técnico
    Representa o que deve ser executado ou construído.
    Apresentado em gráficos e diagramas que mostram os resultados dos estudos feitos.
    Apresenta soluções gráficas que podem substituir cálculos complicados.
    Desenvolve o raciocínio, o senso de rigor geométrico, o espírito de iniciativa e de organização.

    O Desenho Técnico e a Engenharia

  • Tipos de Desenho Técnico

    Desenho projetivo
    São os desenhos resultantes de projeções do objeto em um ou mais planos de projeção e correspondem às vistas ortográficas e às perspectivas.
    Desenho não-projetivo
    Na maioria dos casos corresponde a desenhos resultantes dos cálculos algébricos e compreendem os desenhos de gráficos, diagramas etc..

    Tipos de Desenho Técnico

  • Tipos de Desenho Técnico

    Os desenhos projetivos compreendem a maior parte dos desenhos feitos nas indústrias
    Desenho Mecânico
    Desenho de Máquinas
    Desenho de Estruturas
    Desenho Arquitetônico
    Desenho Elétrico/Eletrônico
    Desenho de Tubulações
    Os desenhos não-projetivos são utilizados para representação das diversas formas de gráficos, diagramas, esquemas, ábacos, fluxogramas, organogramas etc..

    Tipos de Desenho Técnico

  • A Padronização dos Desenhos Técnicos

    As normas técnicas que regulam o desenho técnico são normas editadas pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas)
    Registradas pelo INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial) como normas brasileiras -NBR e estão em consonância com as normas internacionais aprovadas pela ISO (International Organization for Standardization).

    A Padronização dos Desenhos Técnicos


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 60,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • CURSO DE LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE DESENHO TÉCNICO
  • Introdução ao Estudo do Desenho Técnico
  • Princípios Básicos para Leitura de Desenhos
  • Definição de Projeção Ortogonal
  • Definição de Desenho Técnico
  • Definição de Projeção Ortogonal
  • O Desenho Técnico e a Engenharia
  • Tipos de Desenho Técnico
  • A Padronização dos Desenhos Técnicos
  • Normas da ABNT
  • Princípios Básicos para Leitura de Desenhos
  • Ângulos Diedros
  • Projeções Ortogonais pelo 1º Diedro
  • Identificação de vistas
  • Representação de Superfícies Inclinadas
  • Representação de Linhas de Centro
  • Vistas em corte
  • Definição
  • Hachuras
  • Regras para Traçado de Vistas em Corte
  • Corte Total
  • Meio Corte
  • Corte Total
  • Corte Parcial
  • Seções
  • ESCALAS E DIMENSIONAMENTO Introdução
  • Escalas Dimensão do Desenho : Dimensão Real do Objeto
  • Escalas
  • Regras de Cotagem
  • Regras para Colocação de Cotas
  • Símbolos e Convenções
  • Símbolos em Materiais Perfilados
  • Convenções para Acabamento de Superfícies
  • Indicação de estado de superfície
  • Rugosidade
  • Símbolo sem indicação de rugosidade
  • Símbolos com indicação da característica principal da rugosidade Ra
  • Símbolos com indicações complementares
  • Símbolos para direção das estrias
  • Tabela - Característica da rugosidade Ra
  • Tolerância
  • Conceitos na aplicação de medidas com tolerância
  • Indicações de tolerância
  • Tolerância ISO (International Organization for Standardization)
  • Campo de tolerância
  • Qualidade de trabalho
  • Grupos de dimensões em milímetros
  • Ajustes
  • Cotagem com indicação de tolerância
  • Agradecemos a todos os que compareceram ao curso! Apresentamos nossas estimas de sucesso a todos!