Curso Online de Rodas Automotivas - Modulo XXVIII

Curso Online de Rodas Automotivas - Modulo XXVIII

Com o objetivo de contar a Historia da Roda, sua Evolução Técnica, Modos de Produção até a Regulamentação Técnica estabelecida pelo INMETRO.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 14 horas

De: R$ 1.430,00 Por: R$ 1.000,00
(Pagamento único)

Mais de 90 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Com o objetivo de contar a Historia da Roda, sua Evolução Técnica, Modos de Produção até a Regulamentação Técnica estabelecida pelo INMETRO.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • 2016 ...

    Treinamento
    Rodas Automotivas

    Rev. 00 de 25/02/16

  • A Historia da Rodas e Pneus
    O que é a Roda?*
    Aplicações
    Tipos e Formatos das Rodas.
    Veículos de passeio
    Veículos de competição
    Outros veículos
    Rodas de Liga Leve X Rodas de Ferro
    Processo de Desenvolvimento
    Tipos de Rodas
    Processo de fabricação
    Testes e Ensaios
    Tipos de Aço
    Forno elétrico
    Acabamento
    Balanceamento de Rodas

    Aros
    Manual Técnico: Aro e Tala
    Identificação da Roda
    Conclusão do estudo
    Portaria n.º 445 de 19/11/2010
    Definições
    ETAPAS DO PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO
    Selo de Identificação da Conformidade e Rastreabilidade do Produto
    Tratamento de Reclamações
    Documentos Complementares - Normas
    Laboratório acreditado pela CGCRE
    REGISTRO DO PRODUTO NO INMETRO
    VIDEOS
    Referência bibliográfica

    Conteúdo Programático

  • A Historia da Rodas e Pneus

    Nas sociedades primitivas, cabia às mulheres carregar os objetos domésticos de seu grupo ao mudarem de moradia.

    Mas a necessidade de poder carregar peso além da força humana fez com que os seres humanos começassem a usar animais domesticados, muito mais resistentes, para levar carga.

  • Sabe-se, por exemplo, que enquanto a civilização sumeriana, que floresceu às margens do rio Eufrates há cerca de 6.000 anos atrás, sabia usá-la (como está gravado em um baixo-relevo de UR) e enquanto os egípcios pareciam familiarizados com ela desde 1.700 Antes de Cristo, a roda era completamente desconhecida na Oceania antes da chegada dos primeiros europeus.

    Mesmo as civilizações pré-colombianas não acharam uso prático para ela, embora em princípio já a conhecessem. Acredita-se que a roda foi desenvolvida originada do rolo (um tronco de árvore) que, provavelmente, representou o primeiro meio usado pelo homem para impedir o atrito de arrasto entre dois planos, substituindo-o pelo atrito de rolamento (Figura 1).

  • Mesmo as civilizações pré-colombianas não acharam uso prático para ela, embora em princípio já a conhecessem. Acredita-se que a roda foi desenvolvida originada do rolo (um tronco de árvore) que, provavelmente, representou o primeiro meio usado pelo homem para impedir o atrito de arrasto entre dois planos, substituindo-o pelo atrito de rolamento (Figura 1).

  • Em outra ocasião, alguém pensou em proteger o cubo da roda contra choques utilizando uma cobertura, e surgiu a precursora das calotas modernas, que tem objetivo mais ou menos funcional.

    A evolução das rodas dos automóveis se originou diretamente das rodas das antigas carruagens puxadas a cavalos, às quais eram, a princípio, idênticas.

    Mais tarde, este rolo se transformou em disco, e foi, talvez, a necessidade de introduzir a mão para lubrificar o eixo que fez com que o homem

    Figura 1 - Primeiras rodas

  • Figura 2 – Novas rodas e novas aplicações

    Praticamente, desde o começo, as rodas dos carros tinham o aro coberto de borracha sólida, e por isso eram muito duráveis, mas também muito rígidas. Na segunda metade do século XIX, John Boyd Dunlop, um cirurgião veterinário escocês, tornou a bicicleta de seu filho muito mais confortável inventando o pneumático: um tubo de borracha, contendo ar sob pressão, cobria o aro.

  • Em 1888, a invenção foi patenteada na Inglaterra, mas Dunlop achou que não valia a pena abandonar sua profissão para se dedicar a ela.

    Preferiu vender todos os seus direitos de inventor por uma pequena quantia.

    A idéia continuou não tendo aceitação para os automóveis - que mantiveram o uso de pneus maciços - até que alguém pensou em substituir o modelo de Dunlop por um outro com duas partes: um tubo interior e uma cobertura.

  • Deve-se a Charles Goodyear a descoberta do processo de vulcanização, pelo qual a borracha adquire durabilidade e elasticidade.

    Até 1920, os pneus eram feitos fixando a borracha sob pressão a uma base de algodão. O conjunto era então moldado e o exterior vulcanizado (Figura 2).
    Os pneus assim produzidos tinham uma câmara interior de alta pressão e rodavam em média cerca de 7.240 km.

    Pouco depois de 1920 foram introduzidos os pneus de baixa pressão, e alguns deles duravam cinco vezes mais que os anteriores.

    Primeiros pneus nas rodas.

  • Evidentemente, são muito mais resistentes, tanto quanto a furos quanto ao próprio desgaste, devendo ser perfeitamente ajustados ao aro, para não deixarem escapar o ar.

    A partir de 1955, tornaram-se comuns os pneus sem câmara de ar, particularmente nos Estados Unidos.

    De certa forma, estes pneus representavam uma volta ao passado.

    Cadillac-Serie-62-1955-pneu-banda-branca

  • O que é a Roda?*

    A roda é uma das seis máquinas simples com vastas aplicações no transporte e em máquinas, caracterizada rotativo no seu interior.

    A roda transmite de maneira amplificada para o eixo rotação eixo qualquer força aplicada na sua borda, reduzindo a transmissão tanto da velocidade quanto da distância que foram aplicadas.

    Similarmente, a roda transmite de maneira reduzida para a borda qual aplicada no seu eixo rotação eixo, amplificando a transmissão tanto da velocidade quanto da distância que foram aplicadas.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 1.000,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • A Historia da Rodas e Pneus
  • O que é a Roda?*
  • Aplicações
  • Tipos e Formatos das Rodas.
  • Veículos de passeio
  • Veículos de competição
  • Outros veículos
  • Rodas de Liga Leve X Rodas de Ferro
  • Processo de Desenvolvimento
  • Tipos de Rodas
  • Processo de fabricação
  • Testes e Ensaios
  • Tipos de Aço
  • Forno elétrico
  • Acabamento
  • Balanceamento de Rodas
  • Aros
  • Manual Técnico: Aro e Tala
  • Identificação da Roda
  • Conclusão do estudo
  • Portaria n.º 445 de 19/11/2010
  • Definições
  • ETAPAS DO PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO
  • Selo de Identificação da Conformidade e Rastreabilidade do Produto
  • Tratamento de Reclamações
  • Documentos Complementares - Normas
  • Laboratório acreditado pela CGCRE
  • REGISTRO DO PRODUTO NO INMETRO
  • VIDEOS
  • Referência bibliográfi