Curso Online de NR12 - Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos
5 estrelas 3 alunos avaliaram

Curso Online de NR12 - Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos

Este curso destina-se aos profissionais operadores de máquinas produtivas; líderes e encarregados de produção; estudantes de curso técnic...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 18 horas

De: R$ 50,00 Por: R$ 29,90
(Pagamento único)

Mais de 50 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso destina-se aos profissionais operadores de máquinas produtivas; líderes e encarregados de produção; estudantes de curso técnico nas áreas da saúde e segurança do trabalho; e demais profissionais que tenham interesse em conhecer as particularidades da NR12.
OBJETIVO DO CURSO
Capacitar os trabalhadores na operação, manutenção, inspeção e demais intervenções segura de maquinas e equipamentos, visando prevenir acidentes de trabalho e doenças ocupacionais.

Experiência de 16 anos como Técnico de Segurança do Trabalho em indústria do ramo metalúrgico, gráfico, têxtil e de prestação de serviços, além de pequenas atuações em muitos outros segmentos industriais. Atuei em empresas de grau de risco 3, com mais de 500 funcionários, e grau de risco 2, com mais de 800 funcionários. Responsável pelas atividades do departamento de segurança do trabalho na matriz e filiais das empresas onde atuei. Lecionei por quatro anos em escola de cursos técnicos (segurança do trabalho e meio ambiente). Conhecimentos gerais e específicos de todas as normas regulamentadoras; Auditoria; sistemas de gestão da qualidade, segurança e meio ambiente; treinamentos. Experiência na formação da CIPA,Brigada de Emergência, Licenciamento Ambiental, E-Social, AVCB, cursos, etc. Atualmente sou Coordenador de SSMA em Industria Têxtil e de Confecção de grande porte em SP. Formação Acadêmica: Pós Graduado em Ergonomia; Bacharel em Teologia; Pós graduado em Gestão Ambiental; Bombeiro Profissional Civil; Tecnólogo em Gestão Ambiental e Segurança do Trabalho; Técnico de Segurança do Trabalho.


- Diogo Ezequiel Ribas Pereira Martins

- Rondinely Palheta Mar

- Rodrigo Alexandre Da Silva Alves

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • CURSO DE

    SEGURANÇA NO TRABALHO EM 

    MÁQUINAS E
    EQUIPAMENTOS

  • Público-alvo
    Este curso destina-se aos profissionais operadores de máquinas produtivas; líderes e encarregados de produção; estudantes de curso técnico nas áreas da saúde e segurança do trabalho; e demais profissionais que tenham interesse em conhecer as particularidades da NR12.
    Pré-requisitos: não há pré-requisitos para esse curso, sugere-se ter Ensino Médio completo (não obrigatório).
    Vantagens do Certificado:
    Atendimento à NR12;
    Atualizar seu Currículo, aumentando suas chances para conquistar um bom emprego;
    Aumentar suas chances de promoção no emprego (atual);
    Completar horas em atividades Extracurriculares (geralmente exigidas em Faculdades).

  • Nunca se esqueça de que o objetivo central é aprender o conteúdo, e não apenas terminar o curso. Qualquer um termina, só os determinados aprendem!
    Leia cada trecho do conteúdo com atenção redobrada, não se deixando dominar pela pressa.
    Explore profundamente as ilustrações explicativas disponíveis, pois saiba que elas têm uma função bem mais importante que embelezar o texto, são fundamentais para exemplificar e melhorar o entendimento sobre o conteúdo.
    Todos têm acesso aos mesmos cursos, mas o aproveitamento que cada aluno faz do seu momento de aprendizagem diferencia os “alunos certificados” dos “alunos capacitados”.

    Dicas importantes

    Busque complementar sua formação fora do ambiente virtual onde faz o curso, buscando novas informações e leituras extras, e quando necessário procurando executar atividades práticas que não são possíveis de serem feitas durante o curso.
    Entenda que a aprendizagem não se faz apenas no momento em que está realizando o curso, mas sim durante todo o dia-a-dia. Ficar atento às coisas que estão à sua volta permite encontrar elementos para reforçar aquilo que foi aprendido.
    Critique o que está aprendendo, verificando sempre a aplicação do conteúdo no dia-a-dia.

    O aprendizado só tem sentido quando pode efetivamente ser colocado em prática.

  • OBJETIVO DO CURSO

    Capacitar os trabalhadores na operação, manutenção, inspeção e demais intervenções segura de maquinas e equipamentos, visando prevenir acidentes de trabalho e doenças ocupacionais.

  • Introdução;
    Norma Regulamentadora Nº12;
    Noções sobre legislação de segurança e saúde no trabalho;
    Identificação dos riscos associados com máquinas e equipamentos;
    Noções sobre acidentes e doenças decorrentes da exposição aos riscos;
    Princípios de segurança na utilização da máquina ou equipamento;
    Segurança para riscos mecânicos, elétricos e outros relevantes;
    Equipamento de Proteção Coletiva e Individual EPC/EPI
    Sistemas e dispositivos de proteções das máquinas e equipamentos;
    Aspectos ergonômicos;
    Método de trabalho seguro;
    Permissão de trabalho;
    Serviços de manutenção;
    Procedimentos operacionais;
    Sinalização de segurança;
    Procedimentos em situação de emergência; e
    Noções sobre prestação de primeiros socorros.

    Treinamento prático na própria máquina.

    CONTEÚDO

  • De forma geral, a saúde e a segurança no local de trabalho melhoraram na maioria dos países industrializados durante os últimos 20 ou 30 anos. No entanto a situação nos países em vias de desenvolvimento é menos clara, em grande parte devido à identificação e informação inadequada dos acidentes e doenças, assim como à falta de atualização de registos e de mecanismos informativos. Estima-se que, anualmente, ocorram pelo menos 250 milhões de acidentes de trabalho a nível mundial. 335.000 destes acidentes são fatais (resultam na morte). (Tendo em conta que muitos países não possuem uma manutenção rigorosa dos registos e dos mecanismos informativos, pode presumir-se que os dados reais são bastante mais elevados do que aqueles aqui apresentados.) O número de acidentes mortais é muito mais elevado nos países em vias de desenvolvimento do que nos países industrializados. A diferença deve-se sobretudo a programas mais eficazes de prevenção em matéria de segurança e saúde no trabalho, à melhoria dos primeiros-socorros e aos serviços de medicina do trabalho existentes nos países industrializados, bem como à participação ativa dos trabalhadores no processo de tomada de decisão sobre questões de saúde e de segurança. Algumas das sectores de atividade com riscos mais elevados de acidentes a nível mundial, são as seguintes: indústria extrativa, sector, agrícola, incluindo a silvicultura e a exploração florestal, e sector da construção.

    INTRODUÇÃO

  • Identificar a causa de um acidente
    Em alguns casos, a causa de um acidente de trabalho é fácil de identificar. No entanto, muitas vezes existe uma série de fatores não evidentes, por trás do acidente, que o provocou. Por exemplo, frequentemente, os acidentes são provocados indiretamente por negligência por parte do empregador, por não ter fornecido a formação adequada, ou por um fornecedor, ter prestado informações erradas sobre um produto, etc. As taxas consistentemente elevadas de acidentes mortais nos países em vias de desenvolvimento evidenciam a necessidade de programas de formação sobre as questões de saúde e segurança no trabalho que se focalizem numa prevenção eficaz . É igualmente importante promover o desenvolvimento de serviços de saúde ocupacional, incluindo a formação de médicos para a identificação de doenças profissionais nas suas fases iniciais.

    INTRODUÇÃO

  • Identificar a causa da doença profissional
    A causa das doenças profissionais é muitas vezes difícil de determinar. Um dos fatores dessa dificuldade, consiste no período de latência (o facto de poder demorar anos até que a doença produza um efeito perceptível ou visível na saúde do trabalhador). No momento em que a doença é identificada, pode ser demasiado tarde para qualquer intervenção em relação à mesma, ou para descobrir os perigos perante os quais o trabalhador esteve exposto no passado. Outros fatores, como a mudança de emprego ou os comportamentos pessoais (como o consumo de tabaco e de álcool), aumentam ainda mais a dificuldade de interligar as exposições do local de trabalho a uma manifestação de doença. Apesar dos riscos profissionais serem atualmente mais bem compreendidos do que acontecia no passado, todos os anos são introduzidos novos produtos químicos e tecnologias que, por sua vez, representam novos perigos, muitas vezes desconhecidos para os trabalhadores e para a comunidade. Estes novos e desconhecidos perigos representam grandes desafios para os trabalhadores, empregadores, educadores e cientistas, ou seja, para todos os que estão envolvidos nas questões da saúde dos trabalhadores e dos efeitos que os agentes perigosos produzem no ambiente.

    INTRODUÇÃO

  • A multiplicidade de perigos
    Há um número ilimitado de perigos que podem ser encontrados em quase todos os locais de trabalho. Existem condições de trabalho obviamente perigosas, como acontece quando as máquinas não estão protegidas, os pisos estão escorregadios, ou a prevenção de incêndios é inexistente ou inadequada. Existem igualmente algumas categorias de perigos não visíveis ou não identificados (ou seja, aqueles riscos que são perigosos, mas que podem não estar evidentes, incluindo:
    riscos químicos, resultantes de líquidos, sólidos, poeiras, fumos, vapores e gases;
    riscos físicos, tais como o ruído, a vibração, a luminosidade insuficiente ou inadequada, a radiação e as temperaturas extremas;
    riscos biológicos, como as bactérias, os vírus, os desperdícios sépticos e as infestações;
    riscos psicológicos, resultantes do stress e da pressão;
    riscos associados à não-aplicação dos princípios ergonómicos, como por exemplo, a má concepção das máquinas, dispositivos mecânicos e ferramentas utilizadas pelos trabalhadores, assentos desajustados, local de trabalho mal concebido, ou práticas de trabalho deficientemente organizadas .

    INTRODUÇÃO

  • A maioria dos trabalhadores enfrenta um conjunto destes riscos no seu local de trabalho. Por exemplo, não é difícil imaginar um local de trabalho onde se possam encontrar expostos a químicos, a máquinas que produzem demasiado ruído e sem proteção, a temperaturas quentes, a pisos escorregadios, etc., ao mesmo tempo. Pense no seu próprio local de trabalho. Consegue pensar em alguns perigos a considerar?

    INTRODUÇÃO

  • Norma Regulamentadora Nº12


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 29,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Introdução;
  • Norma Regulamentadora Nº12;
  • Noções sobre legislação de segurança e saúde no trabalho;
  • Identificação dos riscos associados com máquinas e equipamentos;
  • Noções sobre acidentes e doenças decorrentes da exposição aos riscos;
  • Princípios de segurança na utilização da máquina ou equipamento;
  • Segurança para riscos mecânicos, elétricos e outros relevantes;
  • Equipamento de Proteção Coletiva e Individual ? EPC/EPI
  • Sistemas e dispositivos de proteções das máquinas e equipamentos;
  • Aspectos ergonômicos;
  • Método de trabalho seguro;
  • Permissão de trabalho;
  • Serviços de manutenção;
  • Procedimentos operacionais;
  • Sinalização de segurança;
  • Procedimentos em situação de emergência;
  • Noções sobre prestação de primeiros socorros.
  • Treinamento prático na própria máquin