Curso Online de ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO - CONSTRUÇÃO CIVIL

Curso Online de ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO - CONSTRUÇÃO CIVIL

Este material visa dar noções no que se refere a questões de segurança na área de construção civil. Por meio de uma fundamentação teórica...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 10 horas

Por: R$ 100,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este material visa dar noções no que se refere a questões de segurança na área de construção civil. Por meio de uma fundamentação teórica, o profissional poderá contribuir para a proteção do trabalhador em todas as instâncias de desenvolvimento de sua atividade laboral.

- Engenheiro pela Universidade Federal de Uberlândia. - Professor de cursos de pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO

    engenharia de segurança do trabalho

    construção civil

  • TRABALHO EM ALTURA

    trabalho em altura

    campo de aplicação:

    aplica-se a qualquer tipo de trabalho a ser
    realizado em local elevado incluindo: a
    montagem e desmontagem de andaime
    utilizado para acesso ou como plataforma
    de trabalho, utilização de escada e máquina
    plataforma elevatória, serviço sobre telhado,
    “pipe rack”, pórtico, torres, antenas, etc.

  • Referências Legais e Normativas

    referências legais e normativas

    nr 06 - “equipamentos de proteção individual”
    nr 08 - “edificações”
    nr 11 - “transporte, movimentação, armazenagem e manuseio de materiais”
    nr 18 - “condições e meio ambiente de trabalho na indústria da construção”
    iss 025 – “jsa – análise de segurança do trabalho”
    iss 026 - “equipamento de proteção individual”
    iss 028 - “controle de energia perigosa – bloqueio/sinalização”
    iss 029 - “trabalho em área operacional e de serviço”
    iss 032 - “isolamento de local de trabalho e emprego de barreira”
    iss 037 - “trabalho em instalação elétrica”
    igi 023 - “seleção, treinamento e qualificação de liberador de segurança”
    psp 002 - “revisão de es&h”
    tecfact xxxx – n 15 - “fall protection from elevated worksites”
    tecfact xxxx – n 20 - “fiberglass reinforced plastic ladders”
    “manual de aplicação da nr-18” – josé carlos de arruda sampaio, são paulo: pini: siduscon-sp, 1998.

  • Definições :

    definições :

    abraçadeira - componente de união no andaime tubular convencional fabricado em aço-mola forjado, temperado e revenido, pesando aproximadamente 1,24kg por peça, composta de um corpo principal e dois parafusos curvos com porcas e arruela. a abraçadeira pode ser fixa - prende dois tubos fazendo um ângulo reto entre si ou giratória - prende dois tubos fazendo qualquer ângulo desejado.

    absorvedor de energia – dispositivo acoplado à argola “d” das costas do cinto de segurança que reduz o risco de dano durante a retenção de uma queda, dissipando a energia e limitando a força de desaceleração que impõe uma queda ao corpo. um absorvedor de energia, quando atuado, atinge uma distensão de 2,20 metros. este dispositivo somente deve ser utilizado para trabalhos em altura superior a 6 metros.

  • ancoradouro – ponto (olhal, suporte, etc.) que possa ser conectado um sistema de proteção contra queda que seja capaz de suportar 2.268kgf.

    andaime - plataforma elevada sustentada por meio de estruturas provisórias ou outros dispositivos de sustentação com os acessos necessários para execução de serviços de elevação que sustentam o trabalhador e os materiais necessários na execução do serviço.

    andaime em balanço - andaime fixo, suportado por vigamento e balanço, cuja segurança é garantida, seja por engastamento ou por qualquer outro sistema de amarração no interior de equipamentos, edifícios ou estruturas.

  • andaime de encaixe rápido - andaime que utiliza tubos dotados de dispositivos de encaixe rápido com elemento de ligação entre postes, travessas e diagonais, sendo utilizado como estrutura simplesmente apoiada. ex: tubo elite da mills, modex da sh formas.

    andaime de quadro - andaime que utiliza quadros de tubos metálicos pré-montados com encaixe nos pontaletes, sendo utilizados como estrutura simplesmente apoiada.

  • andaime simples ou apoiado - andaime cuja estrutura trabalha simplesmente apoiada podendo ser fixa ou deslocar-se no sentido horizontal sobre rodízios.

    andaime suspenso - plataforma elevada de trabalho dotada de guarda-corpo suspensa por cabos de aço em guinchos ou suportada por estrutura metálica tubular, de quadros ou de madeira destinada a execução de serviços de construção, manutenção e pintura.

  • andaime tubular convencional - estrutura metálica tubular, simplesmente apoiada ou em balanço, onde os componentes, postes, travessas e diagonais são tubos metálicos que unidos uns aos outros através de braçadeiras formam a estrutura. são geralmente montados com os seguintes componentes: tubos, braçadeira fixa, braçadeira giratória, placa de base, luva, rodízio e forcado.

  • argola “d” – conector integrante do cinto de segurança, as quais são utilizadas para a conexão do mosquetão do talabarte ou linha de vida. dependendo de sua localização, a argola “d” possui diferentes funções:

    argola do peito (conexão frontal): é usada para içamento (baixar ou subir), resgate ou posicionamento

    argola nas costas (conexão nas costas): é usada para retenção de queda e, eventualmente, para movimento restritivo e resgate

    argola da cintura (conexão nas laterais): é usada para posicionamento e, em alguns casos, para movimento restritivo

  • chave de andaime (chave catraca 3/4”) - ferramenta utilizada na montagem e desmontagem de andaime tubular convencional, fabricada em aço cromo-vanádio com boca acoplada no cabo para operação em locais de difícil acesso.

    cinto de segurança tipo pára-quedista - é o que possui tiras de tórax e pernas com ajuste, argolas e mosquetões de aço forjado, ilhoses e presilhas de material não ferroso e fivela de aço forjado ou material similar. as argolas são para a colocação do cabo de segurança ou talabarte.

    conector de ancoragem - acessório confeccionado em nylon ou material de resistência equivalente, destinado a prender-se à estruturas, visando a fixação do talabarte do cinto de segurança, onde este não possa ser preso diretamente.

  • diagonais - são peças ligadas às junções entre poste e travessas, responsáveis pela amarração da estrutura, estabilidade dos postes à flambagem e dispostas obliquamente em relação aos dois componentes anteriores.

    escada de andaime - peça montada nos andaimes com a finalidade de formar degraus sequenciados e com espaçamentos de 280 a 300mm dentre degraus de modo a facilitar o acesso seguro dos usuários à plataforma.

    escada portátil ou de mão - são equipamentos confeccionados em madeira, aço, alumínio ou fibra de vidro, constituído de montantes, degraus e bases antiderrapantes, destinado para acessar o local em nível diferente.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 100,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO
  • TRABALHO EM ALTURA
  • Referências Legais e Normativas
  • Definições :
  • Responsabilidades
  • Descrição da Atividade
  • Normas Gerais de Segurança para Trabalho em Local Elevado
  • Trabalho em Local Elevado Acima de 2 Metros
  • Equipamento de Proteção Contra Queda Proteção Coletiva ( Proteção Primária)
  • Proteção Individual (Proteção Secundária)
  • Práticas Seguras nos Serviços de Montagem, Desmontagem e Utilização de Andaime Requisitos Gerais
  • Requisitos para Montagem e Desmontagem de Andaime
  • Requisitos para Utilização de Andaime
  • Práticas Seguras nos Serviços com Utilização de Escada Portátil
  • Requisitos Gerais
  • Escada Simples ou de Apoiar
  • Escada de Abrir
  • Escada de Extensão ou Prolongável
  • Práticas Seguras nos Serviços com Utilização de Máquina Plataforma Elevatória
  • Práticas Seguras nos Serviços em Telhados
  • Práticas Seguras nos Serviços em “Pipe-rack”
  • Práticas Seguras nos Serviços em Torres, Antenas e Postes de Iluminação
  • Práticas Seguras nos Serviços sobre ou Próximo a Pórtico
  • Práticas Seguras nos Serviços em Gaiolas de Elevação
  • Permissão para Trabalho em Local Elevado Requisitos Gerais
  • Permissão para Montagem e Desmontagem de Andaime
  • Permissão para Trabalho em Local Elevado (acima de 2 metros)
  • Duração, Interrupção e Revalidação da s Permissões
  • Exceções