Curso Online de Educação Especial
5 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Educação Especial

O Curso de Educação Especial, traz uma reflexão acerca do tema revelando diversas formas de inclusão, onde as crianças e jovens com neces...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 25 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 25,00
(Pagamento único)

Mais de 70 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

O Curso de Educação Especial, traz uma reflexão acerca do tema revelando diversas formas de inclusão, onde as crianças e jovens com necessidades especiais são aquelas que devido a alguma diferença no seu desenvolvimento necessitam de alterações ou adaptações no sistema educacional, tornando-as autônomas e capazes de serem independentes atingindo assim seu potencial. O presente curso apresenta alguns tópicos essenciais para os educandos como: A Deficiência Física, Igualdade de Oportunidades, Projeto de brinquedoteca, Jogos e atividades lúdicas, Sensório-motor, Educação infantil.

A equipe é formada por profissionais de diversas áreas e formação, onde prestamos serviços de consultoria e treinamento em empresas de vários portes seja ela pública ou privada. Atuamos com consultoria e prestação de serviço, onde oferecemos treinamentos a funcionários de grandes empresas através de cursos.


- Elaine Maria De Araujo

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Curso de Educação Especial

    Curso de Educação Especial

    25 Horas

  • Tendo como objeto de estudo a criança, é fundamental falar sobre o desenvolvimento infantil. Contudo, refletir sobre esta área é uma tarefa complicada; pois existe toda uma identidade a ser revelada. Cada ser humano é único no meio social em que está inserido.

    Tendo como objeto de estudo a criança, é fundamental falar sobre o desenvolvimento infantil. Contudo, refletir sobre esta área é uma tarefa complicada; pois existe toda uma identidade a ser revelada. Cada ser humano é único no meio social em que está inserido.

  • A psicologia do desenvolvimento é uma área da Psicologia que só no final do século XIX é que se tornou uma ciência; dando-nos assim, oportunidade de ver a criança com outros olhos e de percebermos que ela passa por diversas fases do desenvolvimento.

    A psicologia do desenvolvimento é uma área da Psicologia que só no final do século XIX é que se tornou uma ciência; dando-nos assim, oportunidade de ver a criança com outros olhos e de percebermos que ela passa por diversas fases do desenvolvimento.

  • A visão que se tem sobre a infância nem sempre foi a mesma. Se hoje a criança é vista como um ser com especificidades (cognitivas, emocionais, psicológicas e físicas), com uma história pessoal e até dispõe de direitos; há muitos séculos atrás ela era vista como um ser insignificante, sem estatuto social e sem autonomia.

    A visão que se tem sobre a infância nem sempre foi a mesma. Se hoje a criança é vista como um ser com especificidades (cognitivas, emocionais, psicológicas e físicas), com uma história pessoal e até dispõe de direitos; há muitos séculos atrás ela era vista como um ser insignificante, sem estatuto social e sem autonomia.

  • Visto isto, a educação infantil também foi sofrendo alterações e, felizmente hoje existe uma consciência e preocupação em relação ás peculiaridades de cada idade. A Educação Infantil passou a ver a criança de forma integral, isto é, respeitando as suas especificidades (emocional, física, psicológica e cognitiva).

    Visto isto, a educação infantil também foi sofrendo alterações e, felizmente hoje existe uma consciência e preocupação em relação ás peculiaridades de cada idade. A Educação Infantil passou a ver a criança de forma integral, isto é, respeitando as suas especificidades (emocional, física, psicológica e cognitiva).

  • Assim, apresentaremos uma breve viagem histórica da infância nas diferentes épocas, tendo como referência a conceção de infância defendida pelo francês Philippe Ariès (1978) que muito contribuiu para nos ajudar a perceber o verdadeiro conceito de infância ao longo dos tempos.

    Assim, apresentaremos uma breve viagem histórica da infância nas diferentes épocas, tendo como referência a conceção de infância defendida pelo francês Philippe Ariès (1978) que muito contribuiu para nos ajudar a perceber o verdadeiro conceito de infância ao longo dos tempos.

  • A partir da obra de Ariès (1978), podemos constatar que na antiguidade a criança era desvalorizada, simplesmente o sentimento pela infância não existia. Nesta época a criança era vista como um adulto em ponto pequeno; a infância era um estado de transição para a vida adulta e não precisava de tratamentos especiais; o que interessava mesmo era que a criança cresce-se o mais rápido possível para entrar no mundo dos adultos, ou seja, que pudesse trabalhar. (Ariès, 1978)

    A partir da obra de Ariès (1978), podemos constatar que na antiguidade a criança era desvalorizada, simplesmente o sentimento pela infância não existia. Nesta época a criança era vista como um adulto em ponto pequeno; a infância era um estado de transição para a vida adulta e não precisava de tratamentos especiais; o que interessava mesmo era que a criança cresce-se o mais rápido possível para entrar no mundo dos adultos, ou seja, que pudesse trabalhar. (Ariès, 1978)

  • A partir dos sete anos, as crianças eram entregues a famílias desconhecidas para aprenderem serviços domésticos; onde a criança era a aprendiz e o anfitrião era visto como mestre, isto tudo acontecia independentemente da classe social a que a criança pertencia.

    A partir dos sete anos, as crianças eram entregues a famílias desconhecidas para aprenderem serviços domésticos; onde a criança era a aprendiz e o anfitrião era visto como mestre, isto tudo acontecia independentemente da classe social a que a criança pertencia.

  • imagem da criança divertida à criança educável Após o século XVII, houve grandes alterações nas relações sociais e, isto veio a refletir-se nas famílias, nas escolas e até mesmo no conceito dado à infância. A criança deixa de estar presente no mundo dos adultos e, passa então a ser vista como algo de bom, agradável de se conviver dando-lhe uma especial atenção que até então era renegada.

    imagem da criança divertida à criança educável Após o século XVII, houve grandes alterações nas relações sociais e, isto veio a refletir-se nas famílias, nas escolas e até mesmo no conceito dado à infância. A criança deixa de estar presente no mundo dos adultos e, passa então a ser vista como algo de bom, agradável de se conviver dando-lhe uma especial atenção que até então era renegada.

  • No entanto, chegou-se à conclusão que tantos cuidados em volta da criança poderiam ser prejudiciais à mesma, uma vez que as podia tornar mimadas e até mesmo mal-educadas. Deste modo, achou-se necessário educar as crianças para torna-las adultos respeitados.

    No entanto, chegou-se à conclusão que tantos cuidados em volta da criança poderiam ser prejudiciais à mesma, uma vez que as podia tornar mimadas e até mesmo mal-educadas. Deste modo, achou-se necessário educar as crianças para torna-las adultos respeitados.

  • Substitui-se a educação prática oferecida pelas famílias, pela educação teórica dada pelos colégios e, a criança possa a ser educável. Esta nova forma de ver a infância deu um novo significado à família onde a criança passa a ser o centro das atenções.

    Substitui-se a educação prática oferecida pelas famílias, pela educação teórica dada pelos colégios e, a criança possa a ser educável. Esta nova forma de ver a infância deu um novo significado à família onde a criança passa a ser o centro das atenções.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 25,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • A Deficiência Física
  • Igualdade de Oportunidades
  • Projeto de brinquedoteca
  • Jogos e atividades lúdicas
  • Sensório-motor
  • Educação infantil
  • Sugestões de brincadeir