Curso Online de DETERMINAÇÃO DA PROVA DO TESTE DE REDUTASE EM LEITE FLUIDO

Curso Online de DETERMINAÇÃO DA PROVA DO TESTE DE REDUTASE EM LEITE FLUIDO

Este curso destina-se aos profissionais das mais diversas áreas ligadas as indústrias de produtos lácteos, principalmente aos analistas f...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 10 horas

Por: R$ 50,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso destina-se aos profissionais das mais diversas áreas ligadas as indústrias de produtos lácteos, principalmente aos analistas físico-químicos e microbiológicos de das indústrias de laticínios. Este curso tem como objetivo fornecer as principais informações e procedimentos analíticos da análise da prova de redutase realizada no leite fluido. Neste curso você aprendera sobre fundamentos, princípios e métodos utilizados para a determinação do teste da prova de redutase, sendo utilizada para a avaliação da qualidade higiênico-sanitária do leite cru refrigerado, além de também dos pontos críticos de controle da análise, interpretação e julgamentos dos resultados, e critérios para a classificação do leite quanto ao resultado os testes de redutase gerados. Para isso foi elaborado o curso a fim de fornecer subsídios para a realização da prova do teste de redutase em leite cru refrigerado, de maneira corretada, com a finalidade de evitar possíveis erros virtude de um erro no durante os procedimentos analíticos. Este curso possui 110 slides, com fotos ilustrativas.

Sou Biológo Licenciado pela Universidade do Estado de Mato Grosso - Unemat, com Especialização em Processamento e Controle de Qualidade em Carnes, Leite e Ovos, pela Universidade Federal de Lavras - UFLA, com 17 (doze) anos de experiência em laticinios, nas mais diverdas aréas, como laboratório Fisico-quimico e Microbiológico,atuando no Controle e na garantia da Qualidade. De 2013 a 2015 trabalhei na area de processamento e no controle de qualidade em um Frigorifico (abatedouro) de Aves, e em uma fabrica de industrializados embutidos de derivados de aves, atuando como Supervisor nas areas de Processamento Industrial na produção de Linguiças, Salsichas, Mortadelas, Presunto e Apresuntado de frango, e no Controle e Garantia da Qualidade. Em outubro de 2015 voltei a para no setor lacteo trabalhando novamente em laticínio, com produção de queijos: Mussarela, Prato, Provolone, Parmessão, Ricota, Minas Frescal, manteiga, doce de leite em pasta e barra, requeijão cremosso, creme de leite, nata, bebida láctea fermentada e não fermentada,iogurte,coalhada, etc. email para contato: jpdanibio@hotmail.com



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • DETERMINAÇÃO DO TESTE DE REDUTASE PARA A AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO LEITE CRU REFRIGERADO

    DETERMINAÇÃO DO TESTE DE REDUTASE PARA A AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO LEITE CRU REFRIGERADO

    1

    1

  • 2

    JOÃO PAULO DANI
    Biólogo CRB: 43.140/01
    Especialista em
    Controle de Qualidade

  • 3

    3

    Olá!

    Sejam bem vindos.
    Neste cursos vamos estudar sobre:
    A determinação do teste da prova de redutase, sendo utilizado para a avaliação da qualidade higiênico-sanitária do leite cru refrigerado.

    3

    3

  • INTRODUÇÃO

    4

    INTRODUÇÃO

  • 5

    A má qualidade do leite cru refrigerado produzido no Brasil se deve a vários fatores, como por exemplo, a deficiências no manejo e na higiene durante ordenha, os grandes índices muitos elevados de mastite, a falta de manutenção dos equipamentos utilizados durante a ordenha, a desinfecção inadequadas dos equipamentos e utensílios, a refrigeração ineficiente, ou ainda a inexistente de uma mão de obra desqualificada, entre outros fatores.

    INTRODUÇÃO

  • 6

    Dentre os mais variados indicadores da qualidade do leite, o principal indicador, é o seu perfil microbiológico.
    Os grupos específicos de microrganismos são pesquisados, com essa finalidade, são os aeróbios, os mesófilos, os coliformes, e os psicrotróficos.

    INTRODUÇÃO

  • 7

    A refrigeração do leite tem como seu principal objetivo, controlar a multiplicação dos microrganismos mesófilos, que fermentam a lactose produzindo ácido lático, o que causa a acidificação do leite e, conseqüentemente, compromete a sua utilização para fins industriais.

    INTRODUÇÃO

  • 8

    No entanto, a refrigeração do leite por longos períodos prolongados (acima de 48 horas), pode favorecer o desenvolvimento da microorganismos psicrotróficos, os quais são capazes de se desenvolver em temperatura de muitos baixas (refrigeração), e independentemente de sua ótima temperatura de multiplicação.

    INTRODUÇÃO

  • 9

    A Instrução Normativa 51 (IN51) prevê, como provas de qualidade do leite cru refrigerado, tanto a contagem padrão em placas (mesófilos), como também a possibilidade do uso do teste de redutase por meio da prova da redução do azul de metileno, mais conhecido como TRAM.

    INTRODUÇÃO

  • 10

    Esta prova é simples, rápidas, e de baixo custo, muito utilizadas nas indústrias de produtos lácteos, para avaliar qualidade microbiana geral do leite cru refrigerado.
    No entanto, basicamente a microbiota mesófila acidificante com alta atividade redutora é identificada, minimizando, portanto, o impacto da microbiota psicrotrófica sobre a qualidade do leite e derivados.

    INTRODUÇÃO

  • AVALIAÇÃO DA QUALIDADE HIGIÊNICO-SANITÁRIA DO LEITE

    AVALIAÇÃO DA QUALIDADE HIGIÊNICO-SANITÁRIA DO LEITE

    11


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 50,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • DETERMINAÇÃO DA PROVA DO TESTE DE REDUTASE EM LEITE FLUIDO INTRODUÇÃO
  • AVALIAÇÃO DA QUALIDADE HIGIÊNICO-SANITÁRIA DO LEITE
  • CONTROLE DA QUALIDADE DO LEITE CRU REFREIGRADO
  • OBJETIVOS DO CONTROLE DE QUALIDADE DO LEITE CRU REFRIGERADO
  • FUNDAMENTAÇÃO
  • ALGUMAS CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES
  • PRÍNCIPIOS DO TESTE
  • SOLUÇÕES E REAGENTES
  • APARELHOS E EQUIPAMENTOS
  • VIDRARIAS
  • UTENSÍLIOS
  • TÉCNICA DE ANÁLISE
  • RESULTADOS
  • OBSERVAÇÕES
  • CONTAGEM ESTIMATIVA DO NÚMERO DE BACTÉRIAS EM FUNÇÃO DO TEMPO DE DURAÇÃO DAS ANALISES
  • JULGAMENTO DA QUALIDADE EM FUNÇÃO DO TEMPO DE DURAÇÃO DAS ANALISES
  • CLASSIFICAÇÃO DO LEITE ATRAVES DA ANÁLISE DE REDUTASE
  • PONTOS CRITICOS DE CONTROLE DURANTE A ANALISE
  • PREPARO DA SOLUÇÃO AZUL DE METILENO
  • PREPARO DA SOLUÇÃO DE AZUL DE METILENO – SOLUÇÃO STOCK
  • PREPARO DA SOLUÇÃO DE AZUL DE METILENO – SOLUÇÃO DE TRABALHO
  • REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS