Curso Online de INSPEÇÃO INDUSTRIAL E SANITARIA  NA PRODUÇÃO DE REQUEIJÃO CREMOSO

Curso Online de INSPEÇÃO INDUSTRIAL E SANITARIA NA PRODUÇÃO DE REQUEIJÃO CREMOSO

Este curso destina-se aos profissionais de diversas áreas, como analistas de laboratórios físico-químicos e microbiológicos, encarregados...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 15 horas

Por: R$ 100,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso destina-se aos profissionais de diversas áreas, como analistas de laboratórios físico-químicos e microbiológicos, encarregados de produção e de fabricas de laticínios, gerentes industriais, técnicos em alimentos, técnicos em laticínios, e aos demais profissionais ligados ao controle de qualidade. Neste curso você aprendera a inspeção industrial e sanitária em requeijão cremoso, sobre origem e histórico do requeijão cremoso, definição, classificação, e tipos de requeijão cremoso, composição do requeijão cremoso, ingredientes obrigatórios e opcionais do requeijão cremoso, aditivos e coadjuvantes utilizados no requeijão cremoso, requisitos físico-químicos, microbiológicos do requeijão cremoso, características sensoriais e organolépticas do requeijão cremoso, descrição das etapas e fluxogramas do processo de fabricação do requeijão cremoso, fatores que afetam o processo de fabricação do requeijão cremoso, principais erros, e prováveis possíveis causas de defeitos durante o processo de fabricação do requeijão cremoso, e algumas medidas corretivas e preventivas para evitar possíveis defeitos em requeijão cremoso, além de formas de prevenção. Para isso foi elaborado esse curso a finalidade de fornecer principais subsídios para evitar possíveis defeitos no requeijão cremoso, durante seu processo de fabricação. Este curso possui 154 slides.

Sou Biológo Licenciado pela Universidade do Estado de Mato Grosso - Unemat, com Especialização em Processamento e Controle de Qualidade em Carnes, Leite e Ovos, pela Universidade Federal de Lavras - UFLA, com 17 (doze) anos de experiência em laticinios, nas mais diverdas aréas, como laboratório Fisico-quimico e Microbiológico,atuando no Controle e na garantia da Qualidade. De 2013 a 2015 trabalhei na area de processamento e no controle de qualidade em um Frigorifico (abatedouro) de Aves, e em uma fabrica de industrializados embutidos de derivados de aves, atuando como Supervisor nas areas de Processamento Industrial na produção de Linguiças, Salsichas, Mortadelas, Presunto e Apresuntado de frango, e no Controle e Garantia da Qualidade. Em outubro de 2015 voltei a para no setor lacteo trabalhando novamente em laticínio, com produção de queijos: Mussarela, Prato, Provolone, Parmessão, Ricota, Minas Frescal, manteiga, doce de leite em pasta e barra, requeijão cremosso, creme de leite, nata, bebida láctea fermentada e não fermentada,iogurte,coalhada, etc. email para contato: jpdanibio@hotmail.com



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • INSPEÇÃO INDUSTRIAL E SANITARIA NA PRODUÇÃO DO REQUEIJÃO CREMOSO

    INSPEÇÃO INDUSTRIAL E SANITARIA NA PRODUÇÃO DO REQUEIJÃO CREMOSO

    JOÃO PAULO DANI
    Biólogo CRB: 43.140/01
    Especialista em
    Controle de Qualidade

    1

  • 2

    2

    Olá!

    Sejam bem vindos.
    Neste cursos vamos estudar sobre:
    Inspeção industrial e sanitária na produção do requeijão cremoso.

    2

    2

  • INTRODUÇÃO

    INTRODUÇÃO

    3

  • 4

    4

    4

    4

    INTRODUÇÃO

    O requeijão cremoso é um queijo fundido tipicamente brasileiro obtido pela fusão de massa fresca, gordura láctea, água e sais fundentes.
    O requeijão cremoso tradicional é geralmente produzido em laticínios utilizando equipamento triturador e homogeneizador, com sistemas de aquecimento por injeção direta e indireta de vapor, como é o caso da máquina Stephan/Geiger.

  • 5

    5

    5

    5

    INTRODUÇÃO

    Uma nova alternativa tecnológica para o requeijão cremoso, consiste em, após o processo de fusão, esterilizar o produto em trocador de calor e envase em embalagem asséptica.
    O emprego deste processo permitiria aumentar a durabilidade do requeijão cremoso obtido devido ao tratamento térmico e à embalagem asséptica.

  • 6

    6

    6

    6

    INTRODUÇÃO

    Nesse tipo de processo existe a possibilidade de proceder pequenas alterações em algumas de suas características, utilizando variações tecnológicas típicas da região ou da unidade processadora onde está sendo fabricado.
    Seu grande consumo é devido ao fato de que esse queijo é bastante utilizado em pratos culinários do tipo: salgados, tortas e, principalmente em pizzas.

  • HISTÓRICO

    HISTÓRICO

    7

  • 8

    8

    8

    8

    O requeijão cremoso é um tipo de queijo que se originou no Brasil.
    Por ser de fácil elaboração, é processado e aceito em todo o território nacional.
    Originalmente o requeijão surgiu como um subproduto elaborado a partir de leite fluido desnatado tido como soro, na época considerado descarte, das regiões produtoras de creme para a fabricação de manteiga.

    HISTÓRICO

  • 9

    9

    9

    9

    Normalmente este desnate era efetuado em fazendas localizadas próximas a pequenas estações de paradas ferroviárias (em Minas Gerais), que enviavam o creme para industrias de processamento de manteiga, normalmente localizadas em cidades polos.

    HISTÓRICO

  • 10

    10

    10

    10

    O leite desnatado e também o leite ácido eram processados em pequenas escalas restringindo ao consumo local sob a forma do requeijão.
    Com a evolução do meio de transporte e das condições de armazenamento e distribuição este produto conquistou o status de um dos carros chefes da indústria de laticínios nacional ocupando a preferência de consumo de muitos brasileiros.

    HISTÓRICO

  • 11

    11

    11

    11

    Atualmente inúmeras são as tecnologias empregadas assim como os formatos, embalagens e coadjuvantes tecnológicos.
    O queijo creme (português europeu) ou requeijão cremoso (português brasileiro) é uma variedade de queijo, de consistência pastosa, cuja massa é formada pela nata do leite coalhada sob a ação do calor.

    HISTÓRICO


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 100,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • INSPEÇÃO INDUSTRIAL E SANITARIA NA PRODUÇÃO DO REQUEIJÃO CREMOSO
  • INTRODUÇÃO
  • HISTÓRICO
  • DEFINIÇÕES
  • COMPOSIÇÃO E REQUISITOS
  • INGREDIENTES OBRIGATÓRIOS
  • INGREDIENTES OPCIONAIS
  • CARACTERÍSTICAS SENSORIAIS
  • CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICAS
  • CARACTERÍSTICAS MICROBIOLÓGICAS
  • CLASSFICICAÇÃO DO REQUEIJÃO
  • ETAPAS DO PRODESSO DE FABRICAÇÃO DO REQUEIJÃO
  • 1ª ETAPA: RECEPÇÃO E SELEÇÃO DO LEITE (MATÉRIA-PRIMA)
  • 2ª ETAPA: RESFRIAMENTO E ESTOCAGEM
  • 3ª ETAPA: PADRONIZAÇÃO DA GORDURA
  • 4ª ETAPA: PASTEURIZAÇÃO
  • 5ª ETAPA: COAGULAÇÃO DO LEITE - OBTENÇÃO DA MASSA
  • 6ª ETAPA: CORTE, AQUECIMENTO E DESSORAGEM DA COALHADA
  • 7ª ETAPA: FERMENTAÇÃO DA MASSA
  • 8ª ETAPA: PESAGEM DA MASSA
  • 9ª ETAPA: PREPARAÇÃO DA MASSA COM ADIÇÃO DOS INGREDIENTES
  • 10ª ETAPA: FUSÃO DA MASSA
  • 11ª ETAPA: TRATAMENTO ULTRA ALTA TEMPERATURA (UAT)
  • 12ª ETAPA: ENVASE - EMBALAGEM
  • 13ª ETAPA: ARMAZENAMENTO E ESTOCAGEM
  • 14ª ETAPA: TRANSPORTE E COMERCIALIZAÇÃO
  • 15ª ETAPA: CONTROLE DE QUALIDADE
  • DEFEITOS NA PRODUÇÃO DE REQUEIJÃO CREMOSO
  • BIBLIOGRAFIA CONSULTADA
  • ANEXOS
  • FLUXOGRAMA DA FABRICAÇÃO DO REQUEIJÃO CREMO