Curso Online de TÉCNICAS E PROCEDIMENTOS PARA COLETA  DE AMOSTRAS PARA ANÁLISES MICROBIOLÓGICAS

Curso Online de TÉCNICAS E PROCEDIMENTOS PARA COLETA DE AMOSTRAS PARA ANÁLISES MICROBIOLÓGICAS

Este curso destina-se as profissionais de laboratórios nas mais diversas, tais como áreas de ensino, de saúde e de laboratórios alimentos...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 9 horas

De: R$ 100,00 Por: R$ 70,00
(Pagamento único)

Mais de 20 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso destina-se as profissionais de laboratórios nas mais diversas, tais como áreas de ensino, de saúde e de laboratórios alimentos de empresas. Em ambos os casos, é de suma importância haver uma padronização das técnicas e de procedimentos para coleta de amostras para análises microbiológicas, apropriadas para cada tipo de amostras de alimentos. Para que os analistas possam exercer suas atividades com alto índice de confiabilidade em seus ensaios laboratoriais. Para isso foi elaborado o curso a fim de fornecer subsídios para a utilização correta das técnicas e procedimentos de coleta das amostras de alimentos destinadas à realização de análises microbiológicas.

Sou Biológo Licenciado pela Universidade do Estado de Mato Grosso - Unemat, com Especialização em Processamento e Controle de Qualidade em Carnes, Leite e Ovos, pela Universidade Federal de Lavras - UFLA, com 17 (doze) anos de experiência em laticinios, nas mais diverdas aréas, como laboratório Fisico-quimico e Microbiológico,atuando no Controle e na garantia da Qualidade. De 2013 a 2015 trabalhei na area de processamento e no controle de qualidade em um Frigorifico (abatedouro) de Aves, e em uma fabrica de industrializados embutidos de derivados de aves, atuando como Supervisor nas áreas de Processamento Industrial na produção de Linguiças, Salsichas, Mortadelas, Presunto e Apresuntado de frango, e no Controle e Garantia da Qualidade. Em outubro de 2015 a abril de 2019, voltei novamente em laticínio, com produção de queijos: Mussarela, Prato, Provolone, Parmessão, Ricota, Minas Frescal, manteiga, doce de leite em pasta e barra, requeijão cremoso, creme de leite, nata, bebida láctea fermentada e não fermentada,iogurte,coalhada, etc. Atualmente estou trabalhando como supervisor do controle e qualidade em uma rede de supermercado. email para contato: jpdanibio@hotmail.com



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • 1

    1

    1

    1

    1

    1

    1

    1

    joão paulo dani
    biólogo crb: 43.140/01
    especialista em
    controle de qualidade

    técnicas e procedimentos
    para coletas
    de amostras para
    análises microbiológicas

    1

  • 2

    2

    2

    olá!

    sejam bem vindos.
    neste cursos vamos estudar sobre:
    as principais técnicas e procedimentos de coletas, de amostras para análises microbiológicas.

    2

  • 3

    3

    3

    3

    3

    3

    3

    3

    introdução

    a análise microbiológica de um produto tem inicio com a escolha do plano de amostragem, seguida da coleta da amostra constituindo assim, etapas importantíssimas para a seqüência do processo analítico.

    para uma análise representativa do lote é recomendável seguir de um plano de amostragem, para a realização das coletas das amostras de um lote.

    para tanto algumas técnicas, regras e procedimentos de coletas, devem ser obedecidos.

    3

  • 4

    deve haver sincronismo, entre a quantidade de coleta de amostra de um lote, e a real capacidade do laboratório microbiológico de executar as análises.

    observação

  • 5

    5

    5

    5

    5

    5

    5

    técnas para coletas
    de amostras para

    análises microbilógicas

    5

  • 6

    6

    6

    6

    6

    6

    6

    a maneira como se faz a coleta de amostras, é de fundamental importância para a exatidão dos resultados de uma análise microbiológica, pois falhas ocorridas nesta etapa podem significar a presença de contaminantes interferentes, no resultado final da analise.

    para se evitar a ocorrência da presença de microrganismos interferentes na pesquisa, alguns cuidados necessários, deverão ser tomados como:

    introdução

    6

  • 7

    7

    7

    7

    7

    7

    7

    ► os utensílios que vão entrar em contato com o produto devem estar esterilizados, nunca devendo ser armazenados sobre a mesas, bancadas, etc.

    ► a roupa dos indivíduos que realizam a coleta devem estar sempre limpas, e as mãos limpas e desinfetadas.

    ► as mãos nunca deverão tocar as amostras, nem as partes dos utensílios que irão entrar em contato com o produto.

    7

  • 8

    ► o trabalho de coleta deve ser realizado o mais perto possível de uma chama, quando for o caso.

    ► a coleta deve ser realizada com a menor incidência de correntes de ar possível;

    ► os recipientes para onde são coletadas as amostras, assim como os que contém, ou a embalagem que os envolvem, devem ser abertos o menos possível, e sempre próximo a chama do fogo.

  • 9

    9

    9

    9

    9

    9

    ► selecionar frascos de tamanho adequado para a quantidade de amostras que será coletada.

    ► deve-se utilizar no máximo 2/4 da capacidade total dos frascos de coleta para facilitar a homogeneização;

    ► frascos e utensílios, devem ser devidamente preparados e esterilizados individualmente (em autoclaves, estufas ou flambados).

    9

  • 10

    10

    10

    10

    10

    ► lembrar que a superfície externa dos frascos e bolsas de coleta não é estéril. sendo assim, não segurar os frascos ou bolsas diretamente acima da massa de alimento, pois podem cair ou introduzir contaminantes no produto.

    ► da mesma forma, nunca introduzir um frasco ou bolsa de coleta diretamente no produto, mas sim, utilizar um utensílio adequado para retirar as unidades de amostra.

    ► abrir os frascos ou bolsas de coleta apenas o necessário para introduzir o produto e fechar imediatamente.

    10

  • 11

    ► ao retirar o instrumento de coleta cheio com o produto coletado, não manuseá-lo sobre os outros instrumentos pré-esterilizados, pois respingos do alimento podem contaminar os que serão utilizados posteriormente.

    ► cada embalagem unitária do produto constitui uma unidade de amostra, e devem ser coletadas tantas unidades de amostra quantas forem requeridas pelo plano de amostragem.

    ► não tocar a superfície interna dos frascos ou bolsas de coleta e suas tampas.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 70,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • PROCEDIMENTO DE COLETA DE AMOSTRAS PELA TÉCNICA DO ESFREGAÇO DE SUPERFÍCIE
  • INTRODUÇÃO
  • ALGUMAS CONSIDERAÇÕES
  • PREPARO DAS AMOSTRAGEM COM “SWABS”
  • PREPARO DAS AMOSTRAGEM COM “ESPONJAS”
  • PROCEDIMENTO DE COLETA DE AMOSTRAGEM COM “SWABS”
  • PROCEDIMENTO DE COLETA DE AMOSTRAGEM COM “ESPONJAS”
  • BIBLIOGRAFIA CONSULTADA