Curso Online de Topicos Avançados Do Metabolismo
3 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Topicos Avançados Do Metabolismo

Este curso explica as principasi funções do metabolismo como ele funciona em nossso organismo e como é sua função.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 7 horas

Por: R$ 100,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso explica as principasi funções do metabolismo como ele funciona em nossso organismo e como é sua função.

DESCRIÇÃO E QUALIFICAÇÕES Sou biólogo formado em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Minas Gerais - UEMG - Campus de Carangola - MG, Pós - Graduado em Biologia Geral pela Universidade Federal de Lavras - MG. Sou especialista em Controle da Qualidade de Medicamentos, Cosméticos e Correlatos pela UFJF / Juiz de Fora. Possuo experiências na área de educação trabalhei alguns anos com Projetos na Área Ambiental para alunos de ensino médio e fundamental. Trabalho com tutoria em Gestão Ambiental e em diversos outros projetos ambientais a distância minha formação em tutor foi feito pela UAB/UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora. Escolhi esta profissão por amar a vida e a natureza. Tenho experiências de alguns anos como Tutor a Distância da UFJF. Tenho experiências com certificações e processos de auditorias internas e administração, pois a última empresa onde trabalhei a mesma foi ganhadora de vários prêmios como Excelência Empresarial do SEBRAE, PSQT - Prêmio SESI Qualidade no Trabalho nível regional e nacional, o PMQ- Prêmio Mineiro da Qualidade e vários outros. Tenho experiências com gerencia e gestão de pessoas, sou um profissional dinâmico, persistente e criativo, com capacidade de aprendizagem, a fim de oferecer o melhor ao público tanto pessoal quanto em equipes. Tenho experiência com vendas e coordenação de equipes de vendas. Estou sempre pronto para novos desvios, sabendo sair de cada um deles com coragem e tranqüilidade. Comprometimento e responsabilidade complementam o perfil. Apesar de ser biólogo tenho 12 anos de experiência com trabalho em QUÍMICA, CONTROLE DE QUALIDADE E GARANTIA DA QUALIDADE. Sou professor dos anos iniciais e finais trabalho formação de professores na area pedagógica e de informática.


- Carlos Eduardo Lupo

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Tópicos avançados do metabolismo.

    1

    tópicos avançados do metabolismo.

    insulina.
    glucagom.
    diabetes.

    fabiano rodrigues de carvalho.

  • 2

    insulina

  • 3

    principais glândulas:

  • INSULINA.

    4

    insulina.

    introdução:
    1.869: paul langerhans ⇨ citologia do pâncreas.
    1.889: o. minkowski & j. von mering ⇨ cães pancreatomizados.
    1.900: gurg ludwig zuelzer ⇨ extratos de pâncreas em paciente.
    1.911: e. l. scott ⇨ extrato alcoólico em cães.
    1.916-1.920: n. paulesco ⇨ injeções de extrato pancreático em cães.
    1.921: f. g. banting & c. h. best ⇨ extração c/ etanol-ácido.
    1.922: paciente 14 anos tratado com extrato de banting & best.
    1.923: f. g. banting; c. h. best; j. j. r. macleod & j. b. collip ⇨ extração e purificação de insulina mais estável (suína e bovina)
    após 1.923 ??: abel ⇨ insulina purificada e cristalizada.
    1.960: sanger ⇨ sequenciamento da molécula.
    1.963: síntese completa.
    1.972: hodgkin & col. ⇨ estrutura tridimensional.
    1.978: yalow ⇨ 1º hormônio a ter um radioimunoensaio.

  • 5

    as células ß sintetizam a pré-pró-insulina (110aa) que após translocação no rer cliva o peptídeo n terminal (24aa) para formar a pró-insulina que se dobra e forma pontes s-s. no c. golgi, endopeptidases clivam 4aa (31, 32, 64, 65) e o peptídeo conector = insulina.

    estrutura molecular da pró-insulina:

  • 6

    pró-insulina x insulina:

  • 7

    cadeia a (21 aa.) + cadeia b: (30 aa.) = pm: 5.734 d.
    estrutura ordenada com regiões ∝ helicoidais. em solução ⇨ dímero ou hexâmero.
    hexâmero com 2 zn²⁺ = facilita conversão de pró em insulina; armazenamento nos grânulos das cél. ß.
    insulina pertence à família dos peptídeos correlatos = fatores de crescimento insulino-símiles (igf-1 e igf-2) ⇨ sintetizados em muitos tecidos, análogos da pró-insulina mas os equivalentes curtos do peptídeo c não são removidos.

  • 8

    interação receptor:
    insulina = a(gly¹,glu⁴,gln⁵,tyr¹⁹,asn²¹); b(val¹²,tyr¹⁶,gly²³,phe²⁴,phe²⁵,tyr²⁶) - leua¹³ e leub¹⁷
    receptor: regiões n terminal e c terminal subunid. α (rica em cisteína).
    correlação: afinidade insulina-receptor e potência farmacológica.
    estreita relação com o receptor de igf-1 ⇨ atividade mitogênica da insulina ⇨ aterosclerose

  • Produção de insulina:

    9

    produção de insulina:

    ocorre nas células ß das ilhotas de langerhans: tradução inicial em pré-pró-insulina ⇨ penetra no rer e é clivada em pró-insulina ⇨ transporte em vesículas até o c. golgi onde inicia a conversão em insulina⇨ excreção em grânulos contendo insulina, pro-insulina, peptideo c, des-31,32pró-insulina, pc2-ca²⁺ e pc3-ca²⁺.
    nas ilhotas, o sangue flui das céls. ß para as céls. α e δ ⇨ sensores primários de glicose.
    meia-vida plasmática da pró-insulina é maior que a da insulina ⇨ 20% da insulina imunorreativa plasmática é pró-insulia e intermediários.
    as endopeptidases pc2-ca²⁺ e pc3-ca²⁺ são encontradas nas células da ilhota e células neuroendócrinas ⇨ clivam as sequências lys-arg ou arg-arg.

  • 10

    fatores de transcrição em céls. ß:

  • Regulação da secreção.

    11

    regulação da secreção.

    objetivo = glicemia constante no jejum e na alimentação.
    secreção promovida por glicose, aas, ag e c. cetônicos.
    ilhotas possuem inervação adrenérgica e colinérgica:
    recept. α₂-adrenérgicos: inibe secreção (hipóxia, hipotermia, cirugia ou queimaduras graves p. ex.)
    recept. ß₂-adrenérgicos e n. vago estimulam secreção.
    glicose vo estimula mais que a ev: hormônios do tgi (peptídeo inibidor gastrointest. e peptídeo 1 semelhante ao glucagon = + potentes; gastrina; secretina; colecistocinina; peptídeo intestinal vasoativo; peptídeo liberador de gastrina e enteroglucagon) e estímulo vagal.
    glicose secreção de forma pouco conhecida e bifásica:
    1ª fase: após 1-2min; curta duração.
    2ª fase: mais tardia; longa duração.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 100,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Tópicos avançados do metabolismo.
  • INSULINA.
  • Produção de insulina:
  • Regulação da secreção.
  • Distribuição da insulina:
  • Degradação da insulina:
  • Visão geral da ação da insulina:
  • Mecanismo de ação da insulina:
  • Mecanismo de ação:
  • Introdução:
  • Estrutura química:
  • Síntese do glucagon.
  • Regulação da secreção:
  • Glucagon no DM:
  • Mecanismo de ação celular e fisiológico:
  • Insulina X Glucagom.
  • Uso terapêutico do glucagon:
  • Diabetes.
  • História (lenta) do sifão:
  • Definição:
  • Complicações do diabetes: