Curso Online de Formação Básica de Vigilantes
5 estrelas 11 alunos avaliaram

Curso Online de Formação Básica de Vigilantes

O curso de Formação Básica de Vigilantes tem como principal objetivo relembrar e servir de apoio ao atual vigilante sobre alguns tópicos ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 38 horas

De: R$ 80,00 Por: R$ 49,90
(Pagamento único)

Mais de 650 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

O curso de Formação Básica de Vigilantes tem como principal objetivo relembrar e servir de apoio ao atual vigilante sobre alguns tópicos teóricos relacionados a área de Segurança e Vigilância Patrimonial.




ATENÇÃO: A Defensere Treinamentos NÃO CREDENCIA NEM FORMA VIGILANTES!


Este curso é apenas UM APOIO TEÓRICO A ATUAIS VIGILANTES e PESSOAS que querem conhecer a profissão de um vigilante.


O Aluno que concluir este curso recebe nosso certificado que comprova que estudou o certificado NÃO TEM VALIDADE para atuar como vigilante!
O Certificado apenas revela o empenho e interesse do aluno em aprender mais sobre esta profissão.

*Graduado em Gestão da Segurança Pública *MBA Segurança Privada Safety & Security *Cursando Atualmente Graduação em Segurança Privada *Certificado pela Policia Federal para ministrar cursos em centros de formação de vigilantes,mais de 10 anos na área de segurança Privada,professor conteudista e Tutor de cursos online em vários site de EAD,dezenas de cursos na área de Segurança. Sócio e Diretor de Ensino da Roseg Treinamentos site EAD de cursos de segurança. Informações e Duvidas: defensere@hotmaiil.com


- Christian Jobim

- Cassio Alexandre Pereira Lima

- Aline Soares Santos

- Fernando Souza De Andrade Junior

- Ronaldo Alves Da Silva

- Reginaldo Da Silva

- Lucas Ronaldo Lima Pereira

- Gilmarcio Matuchoco Aloquio

- Tatiana Rocha Santos

- Edonir Zapanovski

- Jose Luiz Falanque

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • CURSO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE VIGILANTES

  • Abertura

    Abertura

    Olá seja bem vindo ao CURSO DE FORMAÇÃO APERFEIÇOAMENTO DE VIGILANTES .

    Email:defensere@hotmail.com
    Blog:defensere.blogspot.com

  • Objetivos do curso:
    O curso de Formação Básica de Vigilantes tem como principal objetivo relembrar e servir de apoio ao atual vigilante sobre alguns tópicos teóricos relacionados a área de Segurança e Vigilância Patrimonial.
    ATENÇÃO: A Defensere Treinamentos NÃO CREDENCIA NEM FORMA VIGILANTES! Este curso é apenas UM APOIO TEÓRICO A ATUAIS VIGILANTES e PESSOAS que querem conhecer a profissão de um vigilante. O Aluno que concluir este curso recebe nosso certificado que comprova que estudou o certificado NÃO TEM VALIDADE para atuar como vigilante! O Certificado apenas revela o empenho e interesse do aluno em aprender mais sobre esta profissão.

  • Conteúdo Programático: Carga Horária: 60 Horas

    Introdução
    Noções de Segurança Privada
    Funções do Vigilante e Tipos de Vigilância
    Carteira Nacional de Vigilante (CNV)
    Direitos Humanos
    Legislação Aplicada sobre o Vigilante
    Armamento e Tiro
    Sistema Nacional de Segurança Pública e Crime Organizado
    Radiocomunicação
    Como se Tornar um Vigilante Credenciado
    Emergência e Evento Crítico
    Noções Básicas de Primeiros Socorros
    Educação Física
    Criminalística

  • Introdução

    Introdução

    Este curso tem como finalidade propor conhecimento e ensino de segurança ao vigilante, em sua formação básica, nas extensões e respectivas reciclagens.É um compêndio de conteúdos catalogados, desenvolvidos e adaptados para o vigilante, a partir de materiais didáticos destinados à segurança pública e privada.

    A metodologia utilizada é a mesma dos anexos da Portaria n° 387/2006-DG/DPF, que alterou e consolidou as regras sobre segurança privada no Brasil.

  • A citada portaria prevê que o vigilante, após entrar no ramo da segurança privada através do Curso de Formação de Vigilante, deverá voltar compulsoriamente à sala de aula a cada dois anos, não definindo qual extensão ou reciclagem irá realizar.

    Tal escolha deverá ser feita pelo próprio vigilante, levando-se em conta seus interesses profissionais e sua relação de trabalho.

    A reforma curricular apresentada na Portaria 387/2006 tem enfoque no ser humano e na pessoa do vigilante, com objetivo de formar profissionais cidadãos, não apenas técnicos, e de captar no mercado de trabalho pessoas mais qualificadas para que o segmento da segurança privada possa crescer com essas medidas e prover uma melhor segurança à sociedade. È nessa senda que a segurança privada é complementar à segurança pública.

  • NOÇÕES DE SEGURANÇA PRIVADA (N.S.P).

    NOÇÕES DE SEGURANÇA PRIVADA (N.S.P).

    Nos termos da Portaria 387/06 do Departamento de Polícia Federal (DPF), esta disciplina encontra-se dividida em 04 (quatro) unidades didáticas e tem por objetivo capacitar o vigilante a desenvolver os conceitos, as missões, os papeis das empresas, dos representantes de classe e dos órgãos reguladores.

    Objetiva, ainda, identificar os direitos, deveres e responsabilidades dos profissionais que atuam na área da segurança privada, tanto na esfera administrativa, quanto na trabalhista.

  • Segurança Privada: o Brasil adota a teoria do monopólio estatal da força para constituir a garantia de segurança e liberdade. A autodefesa está adstrita à legítima defesa, exercício regular de direito, ou estado de necessidade, ou, por fim, como medida preventiva, a contratação de segurança privada.

    As atividades de segurança privada, com números cláusulos, são reguladas e fiscalizadas pela Polícia Federal. A segurança privada é subsidiária e complementar à segurança pública e subordina-se aos princípios da necessidade, adequação e proporcionalidade.

  • Fora de controle, corre-se o risco de se perder de vista a distinção entre o público e o privado no domínio da segurança interna, bem como poderão surgir “milícias populares”, para grupos divergentes defenderem interesses próprios ou uns contra os outros, “exércitos particulares” para guardar áreas de domínio do crime, ou o combate da criminalidade por “iniciativa privada”

  • I. HISTÓRICO NORMATIVO

    A Lei nº. 7.102, de 20/06/1983, foi instituída para regulamentar as atividades de segurança privada, em especial a segurança dos estabelecimentos financeiros e o funcionamento das empresas prestadoras de serviços de segurança privada.

    Após alguns anos, foi publicada a Lei nº. 8.863, de 20/03/1994, que buscou definir as atividades de segurança privada, prevendo o serviço orgânico de segurança, pelo qual é facultado às empresas criar o seu próprio sistema de segurança.

  • Em seguida, foi editada a Lei nº. 9.017, de 30/03/1995, que, na parte em que alterou as disposições normativas alusivas à área de segurança privada, atribuiu ao Departamento de Polícia Federal a competência para fiscalizar os estabelecimentos financeiros e as empresas de segurança privada, assim como previu a cobrança de taxas, atualizou os valores referentes a multas e estabeleceu parâmetros para o capital social mínimo das empresas e o transporte de numerário


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 49,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Abertura
  • Introdução
  • NOÇÕES DE SEGURANÇA PRIVADA (N.S.P).
  • Funções do Vigilante e Tipos de Vigilância
  • Carteira Nacional de Vigilante (CNV)
  • LEGISLAÇÃO APLICADA SOBRE O VIGILANTE
  • DIREITOS HUMANOS E RELAÇÕES HUMANAS NO TRABALHO
  • SISTEMA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA E CRIME ORGANIZADO
  • Radiocomunicação
  • PREVENÇÃO E CONBATE A INCÊNDIO
  • PRIMEIROS SOCORROS
  • Educação Física
  • Armamento e Tiro
  • Criminalística
  • Conclusão