Curso Online de A IGREJA MEDIEVAL - BAIXA IDADE MÉDIA
2 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de A IGREJA MEDIEVAL - BAIXA IDADE MÉDIA

A IGREJA MEDIEVAL: TEMPOS; MÉTODOS; CONFORMISMO; BAIXA IDADE MÉDIA.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 7 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 10 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

A IGREJA MEDIEVAL:
TEMPOS;
MÉTODOS;
CONFORMISMO;
BAIXA IDADE MÉDIA.

Produziu cursos na área de Instrumentação Cirúrgica, onde é formado desde 2003. Autor de mais de 100 cursos na área da saúde onde atuou por mais de 10 anos na enfermagem onde é formado desde 2004. Também produziu aproximadamente 200 cursos na área da educação (Geografia e História principalmente) onde cursou Licenciatura em História de 2009 a 2013. Autor também de alguns cursos de Administração onde cursa atualmente o 3º semestre em Administração e Gestão pela IERGS em Porto Alegre - RS. Pós-Graduado em História do Brasil pela PROMINAS.


- Sergio V. Mendes Jr.

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • A IGREJA MEDIEVAL – BAIXA IDADE MÉDIA

    A IGREJA MEDIEVAL – BAIXA IDADE MÉDIA

  • A AÇÃO DA IGREJA

    A AÇÃO DA IGREJA

    A Igreja exerceu o monopólio da ideologia, pois controlava o ensino e tinha o domínio sobre as obras escritas (iluminuras). As escolas pertenciam às paróquias ou às abadias e seus professores eram clérigos que difundiam, através do ensino, uma visão de mundo teocêntrica. Assim, o exercício do poder estava vinculado ao domínio do saber pela Igreja.

    (A queima das feiticeiras)

    2

  • A Igreja medieval exerceu seu domínio tanto sobre assuntos religiosos como sobre assuntos mundanos, lançando mão de vários instrumentos de coerção para impor sua autoridade.

    3

  • Aqueles que não obedecessem os ditames da Igreja eram submetidos à excomunhão. Os excomungados estavam mortos para Cristo, não podiam receber os sacramentos ou ter relações com outros cristãos. Era uma verdadeira morte social.

    4

  • Um senhor feudal faltoso com a Igreja poderia ter seu feudo interditado. Pela interdição a Igreja suspendia os cultos e fechava os templos do feudo, deixando a população sem o pão do espírito, o que poderia causar revoltas camponesas.

    catedral de Coutances, na França

    5

  • O mais violento instrumento de força utilizado pela Igreja medieval foi a Inquisição, criada em 1183, para combater as heresias que proliferavam pela Europa. A pena de morte para bruxas e hereges foi estabelecida pelo Papa Inocêncio III (1198-1216). Esse Pontífice empreendeu a cruzada que exterminou os albigenses no sul da França, em 1209.

    6

  • A Inquisição revelou-se uma reação da Igreja Católica às heresias que se contrapunham aos dogmas eclesiásticos, foi uma demonstração de força de uma instituição que estava perdendo sua hegemonia.

    7

  • Dentre as heresias mais importantes destaca-se a dos albigenses, também conhecidos como cátaros, seu maior reduto foi a cidade de Albi no sul da França. Negavam o clero católico. Os valdenses foram organizados por Pedro Valdo que pregava uma Igreja pobre e humilde e a igualdade entre os homens.

    (Monstros diabólicos
    imaginados pela
    mentalidade medieval)

    8

  • A Igreja interferia no plano econômico proibindo a usura, no plano político nomeando reis e senhores feudais, no plano militar regulando as guerras entre os senhores feudais pela da Pax Dei ou Paz de Deus ( lugares neutros onde a ação bélica era proibida), geralmente cemitérios, proximidade de templos, caminhos santos e também pela Treuga Dei ou Trégua de Deus (dias do ano nos quais a guerra era proibida) quaresma, dias santos e domingos

    9

  • A Igreja também interferia na vida cotidiana das pessoas comuns através do monopólio civil: nascimento (batismo), casamento e óbito (extrema unção).

    10

  • A QUESTÃO DAS INVESTIDURAS

    A QUESTÃO DAS INVESTIDURAS

    Na Idade Média o poder era delegado pelas investiduras. Haviam dois gêneros de investiduras: a investidura laica de senhores feudais vassalos feitas pelos suseranos e a investidura religiosa de clérigos pelos papas e bispos.

    O trabalho nos mosteiros (figura acima)

    11


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • A IGREJA MEDIEVAL – BAIXA IDADE MÉDIA
  • A AÇÃO DA IGREJA
  • A QUESTÃO DAS INVESTIDURAS
  • A filosofia na Alta Idade Média: Patrística
  • A Filosofia da Baixa Idade Média: Escolástica
  • As Artes
  • As Universidades
  • A BAIXA IDADE MÉDIA (1096-1453)
  • As Cruzadas
  • Consequências das Cruzadas
  • O Renascimento Comercial e Urbano
  • As Corporações de Ofício
  • O Surgimento da Burguesia e a Centralização do Poder
  • CRISES DOS SÉCULOS XIV e XV A Guerra dos Cem Anos (1337-1453
  • A Fome e a Peste
  • A Decadência do Feudalismo e o Nascimento das Monarquias Feudais
  • A Monarquia Inglesa
  • A Monarquia Francesa