Curso Online de Da Complexidade a Clareza de Raciocínio

Curso Online de Da Complexidade a Clareza de Raciocínio

1. Da Complexidade a Clareza de Raciocínio 2. Vidente (visões) 3. A negligência humana; nas coisas terrenas e espirituais. 4. A ferment...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

1. Da Complexidade a Clareza de Raciocínio
2. Vidente (visões)
3. A negligência humana; nas coisas terrenas e espirituais.
4. A fermentação do entusiasmo na parte espiritual e material;
E suas ruínas.
5. O mal da inveja prejudica a pessoa;
E afastam outras que estão em seu convívio.
6. A complexidade de valores físicos, Intelectuais e espirituais.
7. O lado positivo e negativo do perfeccionismo,
Dentro da conduta humana e divina. O equilíbrio.

José Vieira Cabral Nasceu no dia 25 de agosto de 1.960 em Xambrê, Paraná, viveu ali até os seus oito anos de idade e depois os seus pais se mudaram para Maringá no mesmo Estado. E aos 19 anos mudou-se para São Caetano do Sul, Região do Grande ABC, São Paulo, onde permanece até o presente momento. O Autor/produtor foi comerciante a maior parte de sua vida, mas também trabalhou como empregado em algumas Empresas: Foi Administrativo e Encarregado de obras Civis, tendo como formação (Mestria em Construção Civil) e, mais de 100 Cursos de diversas áreas. Como Escritor e pesquisador escreveu diversas Obras Literárias e Didáticas: É fundador da Livraria e Editora Virtual Cabral Veríssimo (seu nome artístico) e pertencente ao Clube de autores. O seu Site:(ciacabralverissimo.loja2.com.br), onde produz os seus Livros e Cursos online para a plataforma da (www.buzzero.com/autores/jose-cabral).



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • DESCRIÇÃO:

    1. Da Complexidade a Clareza de Raciocínio
    2. Vidente (visões)

    3. A negligência humana; nas coisas terrenas e espirituais.

    4. A fermentação do entusiasmo na parte espiritual e material; E suas ruínas.

    5. O mal da inveja prejudica a pessoa;

    E afastam outras que estão em seu convívio.

    6. A complexidade de valores físicos, Intelectuais e espirituais.

    7. O lado positivo e negativo do perfeccionismo,
    Dentro da conduta humana e divina. O equilíbrio.

  • 1. Da Complexidade a Clareza de Raciocínio

    A Complexidade de raciocínio humano se dá em razão “do querer” interpretar o sentido das coisas, de acordo a capacidade que não está à altura daquilo que, envolve a tal coisa em demanda... ora, nas coisas terrenas e Oras, nas coisas espirituais.
    Há muitos mistérios que põe o Raciocínio humano em confronto, ao tentar achar uma explicação óbvia, sinônimo da verdade aceitável a compreensão dentro de um raciocino lógico.
    E isso, muitas das vezes não é possível, pois não basta estudar isso ou aquilo e colher as informações de pensadores alheios, porque lhe fica faltando peças para completar o seu jogo e dar o Xeque-mate... Pois ele está buscando a verdade! Não contra uma mentira, mas contra uma Tese insatisfatória.

  • E nisso, a sua mente apura os fatos ou simplesmente se intriga a uma conclusão vaga...
    Diria, que nas coisas terrenas a pessoa busca, dentro da vivencia de vida e estudos ortodoxos a busca... E dentro das coisas espirituais, tornando-se uma pessoa espiritual e convertida ao bem ou ao mal, vivendo e pesquisando aquilo até chegar ao xeque-mate final.
    São essas intrigas que levam os pensadores a inúmeras pesquisas e testes visíveis e, até mesmo os invisíveis para concluir um raciocínio lógico, ainda que não seja 100% verdadeiro, mas até que não se mostre um outro raciocínio mais avançado, aquele tal, assume o primeiro lugar no seu Record.
    Escrevo tais coisas sem me basear nesse ou naquele pensador (Aqui é Deus, eu e a minha cabeça com o armazenamento apreendido mais as inspirações e lógicas daquilo em que faço, os tais Raciocínios).

  • 2. Vidente (visões)
    O vidente é aquele que têm visões (premonições de futuros acontecimentos, ou ainda, premunições de algo acontecido no passado ou que esteja acontecendo no presente).
    A pessoa que nasce com esse Dom, trazido do berço, é considerada uma pessoa que tem Dádiva nativa, independentemente de religiões. O tal portador presenteado poderá desenvolver “Esse olho mágico” dentro de uma denominação religiosa do Bem ou, numa organização do mal.
    Analogicamente, imagine um caminho estreito entremeio duas paralelas, simbolizando a sua vida. E a sua direita a pessoa tem o evangelho e as coisas do bem e, a sua esquerda ele tem as organizações satânicas e as coisas do mal ...
    Memorizado isso: agora a pessoa tem o caminho percorrido que ficara atrás de sua costa (o passado), junto aos seus pés ela tem (o presente) e olhando à frente (o futuro): tanto o seu, quanto os demais doutras pessoas (todavia, um futuro na impossibilidade de se visto por alguém comum, já que tudo está pesadamente escuro).

  • No entanto, a pessoa vidente tem um “Olho Mágico” que é o seu Dom de vidência nativo. E por ele não estar definido espiritualmente, o seu raciocínio entra numa complexidade intensa e ela fica a se bater sem saber para onde ir...
    E tão logo que fizer comentários, virá os conselhos de pessoas leigas que quer ajuda-la:
    1 - Há! ... você precisa ir n um Centro...para desenvolver o Dom;
    2 - Há! ... você precisa ir numa Igreja Evangélica;
    3 - Há! ... você me desculpa, mas acho bom procurar um bom psicólogo ou psiquiatra para ver o que está acontecendo? ...
    Todos terão alguma dica para ajudar o Vidente confesso, ainda que ela nunca estivera em um desses três lugares, sito acima. E certamente, ao procurar uma das três ajudas, cada qual terá um conselho para designar o caminho a seguir:
    1 - O Centro... tentará fazer da tal Vidente, uma mãe ou pai de santo;

  • 2 - O pastor ou, representante religioso se esforçará para que se torne uma Evangélica convertida a sua religião, mas não pense que ele deixara que use o seu Dom para as coisas de Deus, pois eles não crerão que Deus está em suas visões (algumas religiões creem, mas a maioria não!); O pobre vidente ficará num mato sem cachorro.
    3 – ao procurar um psicólogo, após algumas consultas, vendo que não poderá fazer nada ele o encaminhará para um psiquiatra que irá te encharcar de medicamentos fortes, deixando o vidente abobado na tentativa de trazê-lo para o mundo real, mas nunca conseguirá porque o mundo real daquela pessoa é aquele, já que nascera vidente. Excetos, alguns Psiquiatras mais experientes que logo vê que a pessoa não tem nada, além de alguma Dádiva que recebera de Deus.

  • Conclusão final:
    A pessoa que nasce com esse Dom precisa ter cautela ao procurar recursos, na intenção de desenvolver aquilo que lhe intriga o raciocínio. Todavia, o caminho certeiro ainda é, a fé em Deus Criador, leituras bíblicas e orações espontâneas do coração até que seja conduzida a uma Religião por percepção da própria alma.
    O aconselhamento é este: não deverá fazer missão alguma baseada nessas premonições e muito menos, fazer profecias afirmando que Deus está mandando falar (Isso serve para evangélicos e não evangélicos), pois das visões de Deus vem uma confirmação absolutamente certa no coração do Cristão para que ele saiba que aquela visão lhe desce dos Céus. E o tal, já experiente confere que noutras visões anteriores pode ver o comprimento.

  • O Leitor desse Tópico poderá estar me interrogando: mas como irá saber para usar o Dom na sua primeira vez? – Na sua primeira vez já saberá pelo o espirito de Deus que vem de Deus, já que Deus não é Deus de confusão! Se não estiver acertado, cale-se e guarda para si, pois muitos videntes se tornaram “Charlatões” mesmo tendo visões de verdade.
    E porque então, são charlatões? – porque eles têm as visões de verdade, mas elas não se cumprem conforme as suas profecias, não tendo apoio de Deus e nem do diabo. É uma ferramenta nativa que nasceu com o tal vidente e que não tem poder de fazer cumprir o que mostra, tanto do lado do bem, quanto do mal.
    E aquele que se torna um espertalhão e quer por que quer ganhar dinheiro, mesmo sabendo que tem a mão” uma ferramenta fútil “ele trabalha com ela e usufrui disso, já que aquele que está do lado oposto e pede consulta, não sabe que a sua ferramenta é uma lata enferrujada: E ele passa a ser conhecido como Charlatão.
    No meio dos evangélicos fica conhecido como “Falso profeta”, já que se nota que não está cumprindo o recado profetizado em nome de Deus, do senhor jesus, ou ainda, do espirito Santo.

  • As Visões enganam, quase a todos os Videntes! E aqueles que servem a Deus pelo o evangelho, tendo testemunho, e nada ganham em dinheiro pelo o uso do dom, se tornam vítimas do próprio dom por falta de conhecimento desse fundamento expresso aqui.
    Interrogação: Então por quê? Chama a vidência de “Dom” já que a palavra dom é designada as coisas divinas: e se é divina deveria cumprir. É ai que está o problema meu caro leitor, amigo e irmão: Eu chamo de “Dom” porque Deus criou o ser humano e, se o tal olho mágico, nasceu juntamente com o indivíduo ele é de Deus, mas não deixa de ser uma ferramenta perigosa, por isso precisa aprender a usá-la dentro de uma Doutrina de Deus para que encontre a compatibilidade Santa no evangelho: Somente assim o Espirito de Deus o fará saber como usar a tal Dádiva trazida de seu berço.
    Analogicamente, uma faca de cozinha fora feita para a cozinheira cortar as carnes, frutas e verduras e preparar uma boa refeição a família, mas a pessoa má intencionada pega a mesma faca e tira a vida de alguém e muitas das vezes da própria mulher.

  • O Dom da visão é uma boa ferramenta para aquele que tem um coração sincero e observa os estatutos de Deus. E se alguém está no meio do povo de Deus e está se machucando com essa ferramenta é porque ainda não aprendeu usa-la como convém! E na desobediência a Sã doutrina da Palavra de Deus, machuca a outros e a si mesmo.
    Referindo-me àqueles que têm o Verdadeiro Dom da Palavra de Deus e pregam o evangelho: deverão se conter, quando numa pregação estiverem tendo uma dessas visões... ainda que tenha a certeza de que a mesma estiver vindo de Deus! Pois, se o tal pregador estiver acertado da visão porque conhece a voz de Deus, no entanto, poderá pôr dúvidas nos corações dos ouvintes ao relatar publicamente (então, retenha para si o tal mistério em testemunho de, humildade a Deus e aos ouvintes, não se aparecendo).

  • 3. A negligência humana; nas coisas terrenas e espirituais.
    Não forceis para que a brisa cresça... Porque se crescer além dos seus limites, não haverá de ser mais brisa e sim, vento!
    O Horizonte está pronto para assistir tudo o que há na atmosfera. O tempo das coisas passa por ele. Ele é o campo das estações e mudanças indeterminadas...
    Ameis a brisa! Aceiteis as tempestades! E creias que o vento viaja em missão para fazer o que nunca se sabe por prognósticos: o homem tudo calcula por cálculos vagos... Descobre os caminhos dos ventos, mas não as obras que há de se fazer (até que as faça!).
    Deixeis que a brisa passe por vós, como carícias de Deus! (Para almas de gente e de animais); e observai os ventos, como bofetões insensatos, que sendo invisíveis tornam visíveis pelos os olhos dos grandes estragos que fazem!


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • 1. Da Complexidade a Clareza de Raciocínio
  • 2. Vidente (visões)
  • 3. A negligência humana; nas coisas terrenas e espirituais.
  • 4. A fermentação do entusiasmo na parte espiritual e material;
  • E suas ruínas.
  • 5. O mal da inveja prejudica a pessoa;
  • E afastam outras que estão em seu convívio.
  • 6. A complexidade de valores físicos, Intelectuais e espirituais.
  • 7. O lado positivo e negativo do perfeccionismo,
  • Dentro da conduta humana e divina. O equilíbrio.