Curso Online de ENFERMAGEM DO TRABALHO: SINDROME DE BURNOUT  E A ENFERMAGEM
4 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de ENFERMAGEM DO TRABALHO: SINDROME DE BURNOUT E A ENFERMAGEM

SINDROME DE BURNOUT E A ENFERMAGEM É UM ESTUDO A RESPEITO DESTA PATOLOGIA PSIQUIÁTRICA QUE ACOMETE TRABALHADORES

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 3 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

SINDROME DE BURNOUT
E A ENFERMAGEM É UM ESTUDO A RESPEITO DESTA PATOLOGIA PSIQUIÁTRICA QUE ACOMETE TRABALHADORES

ESPECIALISTAS EM ENFERMAGEM; BACHAREIS EM ENFERMAGEM E OBSTETRÍCIA; Experiência em: -Urgência e Emergência, -Clinica Médica, -Clinica Círurgica, -UTI, -Oncologia, -Nefrologia e -SAÚDE PUBLICA E ETC; PROFESSORES DE CURSOS TECNICO DE ENFERMAGEM EM DIVERSAS ÁREAS.


- Tatiana Santana Dos Santos

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • ENF.:MARCELO DIAS NEVES

    enf.:marcelo dias neves

    sindrome de burnout
    e a enfermagem

    pelotas, rs

  • Introdução:

    introdução:


    o presente estudo teve como tema realizar uma revisão bibliografia a respeito da síndrome de burnout e tem a finalidade de apresentar este problema cada vez mais freqüente no mundo atual, tendo como foco os enfermeiros.


  • essa pesquisa teve por objetivo elucidar e esclarecer algumas dúvidas a respeito dessa síndrome e será de benefício para os profissionais da enfermagem, tendo em vista que a mesma acomete muitos profissionais da área. burnout pode ser considerado um grande problema no mundo profissional da atualidade.

  • Desenvolvimento

    desenvolvimento

    2.1 as práticas de saúde e enfermagem através do tempo
    desde do inicio a enfermagem sempre foi uma profissão que se tem um grande e fortíssimo embate emocional na sua pratica diária e muito cobrada por todos, isso talvez pelo fato de estar em contato direto com os pacientes.

  • 2.2 conceito de burnout  
    o conceito burnout surgiu nos estados unidos nos meados da década de 1970 para dar explicação ao processo de deterioração nos cuidados e atenção profissional nos trabalhadores. o termo burnout quer dizer burn = queima e out = exterior. ao longo dos anos essa síndrome de queimar-se, tem se estabelecido como uma resposta ao estresse laboral.

  • 2.3 a enfermagem e o significado de ser enfermeiro e o sentir do profissional

    a enfermagem desde o seu surgimento ate os dias atuais, tem buscado uma auto-definição, tentando construir sua identidade profissional e obter reconhecimento, tem enfrentado dificuldades que comprometem o desempenho do seu trabalho.

  • além disso, a situação política na qual estamos imersos, com os salários baixos, estreitamento do mercado de trabalho e o desemprego, são fatores agravantes aos profissionais que são obrigados a atuar em mais de um local de trabalho, exercendo uma carga horária mensal extremamente longa em ambientes potencialmente geradores de conflitos, predispondo estes profissionais da saúde ao estresse. são profissionais que se encontram em risco constante de experimentar a síndrome de burnout.

  • Desenvolvimento, Fundamentação Teórica:

    desenvolvimento, fundamentação teórica:

    2.4 sintomas, características e conseqüências do burnout
    de acordo com gisbert (2002), algumas características são: não desaparece com as férias; não se identifica com a sobrecarga de trabalho nem com a fadiga; pode ser provocado por um trabalho desmotivador; resulta de um prolongado processo, por fatores organizacionais; afeta sobre tudo os profissionais de educação e de saúde. pereira (2002), define os sintomas em sintomas físicos, psíquicos,comportamentais e defensivos.

  • 2.5 o burnout nos enfermeiros
    spooner-lane (2004), os primeiros estudos sobre burnout em enfermeiros mostraram que a síndrome estava positivamente correlacionada com a quantidade de tempo que os enfermeiros passam com os doentes, com a intensidade das exigências emocionais destes

  • howard (1998) realizou um trabalho junto de enfermeiras de hospitais canadense onde verificou que fatores organizacionais como conflito de funções e autonomia eram componentes importantes do fenômeno, e que variáveis pessoais como identidade profissional e feminilidade levavam a experienciar o burnout.
    muller (2004) estudou a ocorrência de burnout em profissionais (enfermeiros, técnicos e auxiliares) num hospital brasileiro e verificou que os enfermeiros tinham maiores níveis de exaustão emocional quando comparados com os técnicos e auxiliares, sendo a exaustão emocional maior nos enfermeiros com menor tempo de experiência profissional.

  • gil e vairinhos (1997) estudaram em portugal os níveis de burnout em enfermeiros de serviços de urgência geral e psiquiátrica de hospitais centrais. verificaram que os enfermeiros do serviço de urgência eram mais jovens, maioria mulheres e solteiros, com nível de escolaridade superior e com pouca experiência profissional.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • ENF.:MARCELO DIAS NEVES
  • Introdução:
  • Desenvolvimento
  • Desenvolvimento, Fundamentação Teórica:
  • Metodologia :
  • Considerações Finais:
  • Referências: