Curso Online de Guia de Recepção

Curso Online de Guia de Recepção

1. HISTÓRICO DE RECEPÇÃO 2- COMUNICAÇÃO 3- OUTROS TIPOS DE COMUNICAÇÃO 4- O QUE É SER UM RECEPCIONISTA? 5- APRESENTAÇÕES PESSOAIS 6 - ORG...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

Por: R$ 35,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

1. HISTÓRICO DE RECEPÇÃO
2- COMUNICAÇÃO
3- OUTROS TIPOS DE COMUNICAÇÃO
4- O QUE É SER UM RECEPCIONISTA?
5- APRESENTAÇÕES PESSOAIS
6 - ORGANIZAÇÃO DE DOCUMENTOS
7- MEIOS DE CORRESPONDÊNCIAS MAIS UTILIZADAS 
8 - ARQUIVO 
9 - TIPOS DE ARQUIVOS 
10. MÉTODOS DE ARQUIVAMENTO 
11- MERCADOS DE TRABALHO 
12- ATENDIMENTO AO CLIENTE EM HOTEL
13. DOCUMENTAÇÃO A SER PREENCHIDO
a) Controle de solicitações de hóspedes
b) Controle de reclamações de hóspedes
c) Controle de visitantes
g) Ficha Nacional de Registro de Hóspedes
e) Rooming list
f) Logbook
d) Controle de encomendas, recados, correspondência
e) Relações humana
f) Ética profissional

José Vieira Cabral Nasceu no dia 25 de agosto de 1.960 em Xambrê, Paraná, viveu ali até os seus oito anos de idade e depois os seus pais se mudaram para Maringá no mesmo Estado. E aos 19 anos mudou-se para São Caetano do Sul, Região do Grande ABC, São Paulo, onde permanece até o presente momento. O Autor/produtor foi comerciante a maior parte de sua vida, mas também trabalhou como empregado em algumas Empresas: Foi Administrativo e Encarregado de obras Civis, tendo como formação (Mestria em Construção Civil) e, mais de 100 Cursos de diversas áreas. Como Escritor e pesquisador escreveu diversas Obras Literárias e Didáticas: É fundador da Livraria e Editora Virtual Cabral Veríssimo (seu nome artístico) e pertencente ao Clube de autores. O seu Site:(ciacabralverissimo.loja2.com.br), onde produz os seus Livros e Cursos online para a plataforma da (www.buzzero.com/autores/jose-cabral).



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • 1. HISTÓRICO DE RECEPÇÃO
    2- COMUNICAÇÃO
    3- OUTROS TIPOS DE COMUNICAÇÃO
    4- O QUE É SER UM RECEPCIONISTA?
    5- APRESENTAÇÕES PESSOAIS
    6 - ORGANIZAÇÃO DE DOCUMENTOS
    7- MEIOS DE CORRESPONDÊNCIAS MAIS UTILIZADAS 
    8 - ARQUIVO 
    9 - TIPOS DE ARQUIVOS 
    10. MÉTODOS DE ARQUIVAMENTO 
    11- MERCADOS DE TRABALHO 
    12- ATENDIMENTO AO CLIENTE EM HOTEL
    13. DOCUMENTAÇÃO A SER PREENCHIDO
    a) Controle de solicitações de hóspedes
    b) Controle de reclamações de hóspedes
    c) Controle de visitantes
    g) Ficha Nacional de Registro de Hóspedes
    e) Rooming list
    f) Logbook
    d) Controle de encomendas, recados, correspondência
    e) Relações humana
    f) Ética profissional

    CURSO: GUIA DE RECEPÇÃO

    DESCRIÇÃO

  • Guia de Recepção

    1. HISTÓRICO DE RECEPÇÃO.
    Esta é uma profissão muito antiga, e sua história se confunde com a história da profissão de telefonista ou de secretaria, pois as diferenças de funções são mais recentes.
    Desde que as primeiras empresas surgiram e passaram da fase rudimentar,quando houve a necessidade de um atendimento especializado, esses profissionais se destacaram. Muita coisa mudou na história do mundo depois da invenção de um aparelho de telefone. Seja para atender ligações, transferi-las ou para fazer chamadas internas na empresa, o telefone é equipamento básico para este profissional. Vejam como ele surgiu: Inventado por Graham Bell, o telefone passou por inúmeras evoluções tecnológicas ate chegar á forma que conhecemos hoje, com diversos tipos e serviços diferenciados que atendem as necessidades dos clientes.

  • Guia de Recepção

    Alan Brown Strowger era um empresário do setor funerário, que tinha um forte concorrente cuja mulher era telefonista e “por acaso” nunca conseguia realizar transferências para a funerária de Alan. Para acabar com as falhas técnicas que lhes tiravam inúmeros clientes, Alan criou,em 1892, a primeira central telefônica automática, que era composta por 58 telefones. Essa tecnologia chegou ao Brasil em 1922e a primeira central telefônica automática foi instalada em Porto Alegre, que foi, inclusive, a terceira central do mundo, só ficando atrás de Chicago e Nova York.
    2- COMUNICAÇÃO
    De acordo com estudo de Heringer (2003), a comunicação impulsiona as organizações, gerando forças indispensáveis á sua dinâmica, quer contribuindo para criar, reforçar ou modificar comportamentos, quer atuando na consecução de objetivos.

  • Guia de Recepção

    Segundo Moreira, (1997), o sistema de comunicação adotado por uma organização define a forma de transmissão e recepção como grau de liberdade existente nas interações entre grupos e níveis hierárquicos.
    As comunicações podem ser verbais e não verbais. Nas comunicações verbais, a mensagem é constituída por palavras ou símbolos, os quais são transmitidos oralmente através de (conversas, debates, comunicações via telefone, interfone, radio e TV, computador, etc.) ou por escritos (Jornais, revistas, cartas, bilhetes, redes de computador, etc.).
    Hoje, os recursos de multimídia estão muito presentes nos microcomputadores, onde de certa forma possibilitam uma inteiração entre o receptor e os canais de áudio, vídeos e especificamente de textos, ampliando a compreensão das mensagens. Há ainda, as teletransferências e as vídeos conferencias; nesta, além dos canais de áudios e vídeos, o receptor pode dar a sua resposta, seu comentário, tirar duvidas por meio de telefone, fax e email.

  • Guia de Recepção

    3- OUTROS TIPOS DE COMUNICAÇÃO
    I- Manual de integração. Este integra o funcionário ao ambiente de trabalho, mostrando-lhe seus direitos, seus deveres e as características da empresa, na fase de adaptação. É também chamado de Manual do Funcionário, Manual do Empregado, Normas internas entre outros.
    Il - Quadros de avisos. Este por sua vez transmite aos empregados informações de caráter geral. O posicionamento adequado, a fácil visualização e uma diagramação agradável e interessante são elementos – chaves para sua utilização.
    Ill - Jornal mural. Este é conhecido como o jornal de parede, no qual permite a comunicação rápida e eficiente com os empregados, caracterizando-se principalmente por ser um veiculo diário de comunicação entre as empresas e seus funcionários.

  • Guia de Recepção

    Para atingir seu objetivo, deve conter programação editorial e visual, além de pauta diária, bem como recursos gráficos, fotos e ilustrações.
    IV- Caixa de Sugestões. Esta é responsável por colher opiniões sugestões de todos os funcionários e clientes sobre a empresa. Quando voltada para os funcionários (publico interno), incentiva a criatividade e o interesse em particular da vida empresarial.
    V- Jornal Interno. Este é responsável por divulgar as informações sobre a política da empresa e seus produtos, noticias relativa a seus empregados, promoções além de promoção de campanhas de seguranças e de interesse geral.

  • Guia de Recepção

    4- O QUE É SER UM RECEPCIONISTA?
    Segundo alguns estudos, o recepcionista é o profissional que recepciona os visitantes ou clientes de determinados estabelecimentos. É responsabilidade de o recepcionista atender o publica orientar os visitantes, dar informações, atender telefones, transferir ligações, controlar a entrada de pessoas na empresa, entre outras atribuições. Dependendo da área em que ele atua a empresa pode colocar este em diversas funções ao mesmo tempo. Lembrando que este profissional é o cartão de visitas da loja ou empresa, pois ele é quem realiza o primeiro contato com os visitantes ou clientes, portanto é exigido, atualmente, que este profissional seja serio, instruído e sobre tudo educado.

  • Guia de Recepção

    5- APRESENTAÇÕES PESSOAIS
    A função de recepcionista requer alguns cuidados, já que lida diretamente com o cliente. Assim, pode-se afirmar que você é o cartão de visita da empresa na qual vai estar inserido.
    Veremos, a seguir:
    I- Aparência: é importante estar de banho tomado, cabelo cortado, unhas feitas ou aparadas, dentes escovados. Parece obvio demais, mas há quem negligencie estas condutas. Elas por mais elementares que sejam, representam o ponto de partida na construção de sua imagem.
    Il- Trajes: Para cada ambiente, uma vestimenta apropriada, pois da mesma forma que você vai á praia calçando sapatos sociais, um bom terno ou tailleur é a melhor recomendação para o dia a dia deste profissional.

  • Guia de Recepção

    Ill - Acessórios: Anéis, correntes, brincos, pulseiras e outros acessórios são permitidos desde que não haja exageros. Muita atenção com os cosméticos e certos perfumes, pois estes deixam má impressão por causa de seus “odores fortes”.
    IV - Postura: cabeça sempre inclinada, e os demais membros de forma correta.
    V - Vocabulário: Neste momento muita atenção. Há pessoas que ainda falam “problemas”, “menos”, podendo muito bem falar as palavras corretas.
    Vl - Saúde: embora esteja no final, é o aspecto mais importante a ser observado, pois a saúde é qualidade de vida. Demonstrar estar saudável , mais do que apenas parecer bem, constitui-se na chave de ouro que sela o primeiro passo do processo de construção de uma marca pessoal.

  • Guia de Recepção

    6 - ORGANIZAÇÃO DE DOCUMENTOS
    A correspondência pode demonstrar eficiência e organização, ser um meio formador de opinião, documentar as ações de forma correta é atingir vários setores de determinadas empresas e outros setores.
    Covem lembrar que a correspondência é um veículo de informação integrada de todo um sistema de comunicação, onde contém emissor, mensagem de receptor.
    Além de ser bem elaborada, há de se ter cuidado com o excesso de correspondências, pois isto agrava a burocracia, um dos maiores problemas de comunicação nas empresas.

  • Guia de Recepção

    7- MEIOS DE CORRESPONDÊNCIAS MAIS UTILIZADAS
    I - Carta comercial. Utilizada principalmente para informar, orientar e persuadir, voltada para o publico externo. Utiliza linguagem direta, estética moderna e ausência de padrões rígidos.
    Il - Memorando. Dirigido somente ao publico interno. È redigido de maneira informal, em formulários com partes impressas, bastando apenas o seu preenchimento.
    Ill - Ofício. Utilizado no e para o serviço publico, na comunicação entre chefias e com o publico externo. Na empresa privada, é utilizado quando dirigido ao serviço publico. Sua linguagem é formal.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 35,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • 1. HISTÓRICO DE RECEPÇÃO
  • 2- COMUNICAÇÃO
  • 3- OUTROS TIPOS DE COMUNICAÇÃO
  • 4- O QUE É SER UM RECEPCIONISTA?
  • 5- APRESENTAÇÕES PESSOAIS
  • 6 - ORGANIZAÇÃO DE DOCUMENTOS
  • 7- MEIOS DE CORRESPONDÊNCIAS MAIS UTILIZADAS
  • 8 - ARQUIVO
  • 9 - TIPOS DE ARQUIVOS
  • 10. MÉTODOS DE ARQUIVAMENTO
  • 11- MERCADOS DE TRABALHO
  • 12- ATENDIMENTO AO CLIENTE EM HOTEL
  • 13. DOCUMENTAÇÃO A SER PREENCHIDO
  • a) Controle de solicitações de hóspedes
  • b) Controle de reclamações de hóspedes
  • c) Controle de visitantes
  • g) Ficha Nacional de Registro de Hóspedes
  • e) Rooming list
  • f) Logbook
  • d) Controle de encomendas, recados, correspondência
  • e) Relações humana
  • f) Ética profissional