Curso Online de Petróleo e Gás
4 estrelas 14 alunos avaliaram

Curso Online de Petróleo e Gás

Lançamento junho2010.Qualifique seu currículo e aprenda como é o mercado do Petroleo e gás no Brasil.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 12 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Lançamento junho2010.Qualifique seu currículo e aprenda como é o mercado do Petroleo e gás no Brasil.

Sou Autora e Tutora da EaD;Pós graduada em Ed. Infantil pela UNICID-SP e Pós graduada em Educação pela Faculdade Metodista ES;Pós graduanda em Psicopedagogia e Pedagogia Empresarial pela Faculdade Candido Mendes Graduada em Pedagogia pela Faculdade Metodista ES; Técnica em Contabilidade; Formação Cristã em Missiologia; Extensão Acadêmica em Educação Especial, Ead, Secretariado Escolar, Recursos Humanos, Jogos e Brincadeiras, Diagnóstico/Intervenção Psicopedagógico, Elaboração de Projetos,Saúde Bucal e Modle para Criadores de Cursos. Mais cursos na página www. http://www.buzzero.com/autores/simone


- Luiz José Guimarães Da Silva

- Carina Fernandes Dos Santos

- Manuele Neusiane Sousa Costa

"Eu já faço esse curso, mas acrescentei mais conhecimentos com esse que fiz online.Muito bom linguagem fácil e explicações detalhadas."

- Marise Pimenta Leal

"este curso e excelente aprendi muito"

- Alzinea Rodrigues Faria

- Alex Sandro Silva Gomes

"Muito bom, o curso acrescentou novos valores no meu aprendizado"

- Irival Cunha Da Fonseca

"ótimo para aqueles que procuram conhecimento na área."

- Vitor Gabriel De Pinho Menezes

- José Ronaldo Queiroz

- David Bogea Marques

"Para mim é uma novidade, novidade essa que veio em boa hoara estou fazendo um curso de dez meses sobre petróleo e gás e os cursos da buzzero me dar uma segurança a mais, poso tirar minhas dúvidas e adquirir mais conhecimentos sem faler do reconhecimento mundial."

- Irenylto De Oliveira Lima

"bastante curricular."

- Cleber Novais Barbosa

"O curso para melhorar, tem que se aprofundar mais nos assuntos abordados,está muito superficial. Sou ex-petroleiro,na área de instrumentação/automação ON SHORE e OFF SHORE (GASODUTO do NORDESTE, PRODUSSÃO de ÒLEO no RN e BACIA de CAMPOS )."

- Maurício Correia Llima

"Achei muito fraco não é nada de curso,vocês apenas fala de como vai ser um profissional dessa área,como emitir um certificado de um curso que se quer realizei,de pensar de dei 20,00 por uma coisa que não é verdade.Me desculpa mais curso para mim tem matéria e exercícios...Pura enganação"

- Janaína Avelar

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • PETRÓLEO E GÁS

    petróleo e gás

  • APRESENTAÇÃO

    apresentação

    profª simone gonçalves themoteo
    pós graduada em educação pela faculdade metodista es
    graduada em pedagogia pela faculdade metodista es
    sitdesa@hotmail.com

    “o gestor da minha carreira é deus”

  • PARCERIA COM A BUZZERO.COM

    parceria com a buzzero.com

    conheça outros cursos da mesma autoria:
    tutoria ead
    comunicação oral
    secretariado escolar
    gestão escolar
    pedagogia de projetos na educação i nfantil
    o lúdico e o risco (gratuito)
    educação especial inclusiva
    educação especial: deficiência: auditiva, física, mental e visual
    comportamento infantil: auto estima, depressão e tdah
    formação continuada para professores ed. infantil e eja
    alfabetização
    berçarista e recreador(a)
    educação indígena
    pedofilia (gratuito)
    contação de histórias infantis
    saúde e segurança do trabalho
    administração pública & recursos humanos
    e outros...

    o nosso compromisso e propagar seu conhecimento!

  • PARTE 1

    parte 1

  • A era do petróleo

    a era do petróleo

    a era do petróleo - até quando?
    ainda vivemos a "era do petróleo" mas dois fatos levam-nos a questionar sua durabilidade. o primeiro deles diz respeito a possibilidade cada vez mais presente das fontes naturais se esgotarem brevemente. o segundo se relaciona com o uso indiscriminado e desregrado do petróleo, ocasionando gravíssimos problemas ambientais, com uma poluição crescente que ameaça toda a humanidade.
    nosso planeta prescinde de uma fonte energética que seja renovável, economicamente eficiente e ambientalmente benigna. a energia solar, por atender todos estes requisitos talvez seja a solução, mas até lá espera-se que a humanidade tenha aprendido a utilizar melhor e mais equilibradamente as dádivas que a natureza lhe oferece.

  • A Atividade Offshore no Brasil

    a atividade offshore no brasil

    histórico da atividade offshore no brasil
    as primeiras atividades: bacias do nordeste
    a exploração de petróleo em reservatórios situados na área offshore no brasil iniciou-se em 1968, na bacia de sergipe, campo de guaricema, situado em lâmina d’água de cerca de 30 metros na costa do estado de sergipe, na região nordeste. para o desenvolvimento na bacia de sergipe aplicaram-se as técnicas convencionais da época para campos de médio portes: plataformas fixas de aço, cravadas através de estacas, projetadas somente para produção e teste de poços, interligados por uma rede de dutos multifásicos. todo o complexo era ligado, também, por duto multifásico, a uma estação de separação e tratamento de fluidos produzidos localizada em terra.

  • as primeiras plataformas, principalmente as instaladas nos campos de guaricema, caioba, camorim e dourado, eram, com pequenas variações, do tipo padrão de quatro pernas, convés duplo, guias para até seis poços, sistema de teste de poços e de segurança. a perfuração e a completação dos poços eram executadas por plataformas auto-elevatórias posicionadas junto à plataforma fixa. posteriormente os projetos foram implementados e a perfuração dos poços passou a ser feita, também, por sondas moduladas instaladas diretamente no convés superior das plataformas e assistidas por navios tender.

  • nos anos seguintes, com o aumento da atividade, não só na costa de sergipe, mas também nas de alagoas, rio grande do norte e ceará, a petrobras decidiu desenvolver projetos próprios de plataformas que atendessem às características de desenvolvimento dos campos. este esforço resultou em 3 projetos de plataformas fixas distintos, conhecidas como plataformas de 1a., 2a. e 3a. famílias.
    até 1977 as atividades de produção offshore no brasil limitaram-se às áreas do nordeste brasileiro em lâminas d’água de até 50 metros.

  • A Bacia de Campos – primeiras descobertas

    a bacia de campos – primeiras descobertas

    em 1974 houve a primeira descoberta de petróleo na bacia de campos, atualmente a principal província petrolífera do brasil, localizada na parte marítima do estado do rio de janeiro, na região sudeste do país.
      entretanto, a atividade começou em agosto de 1977, na segunda descoberta, com o campo de enchova, em lâmina d’água de 120 metros. um novo conceito, em termos de explotação, foi introduzido, denominado sistema antecipado de produção (eps).

  • As plataformas do Sistema Definitivo da Bacia de Campos

    as plataformas do sistema definitivo da bacia de campos

    as plataformas do sistema definitivo da bacia de campos, implantado em 1983, foram instaladas em lâminas d’água variando entre 110 e 175 metros e concebidas segundo dois tipos principais:
    plataformas centrais. tipo fixa de aço, cravadas por estacas, com 8 pernas, para perfuração e produção de poços, equipadas com plantas completas de processo da produção, sistema de tratamento e compressão de gás, sistemas de segurança e utilidades e acomodação de pessoal. a capacidade de produção dessas plataformas varia de 15.000 a 32.000 m3/dia de óleo (95.000 a 200.000 bpd).

  • plataformas satélites. semelhantes às plataformas centrais, porém a planta de processo da produção compreendendo apenas um estágio de separação primária de fluidos produzidos. a capacidade varia de 8.000 a 10.000 m3/dia de óleo (50.000 a 63.000 bpd). estas plataformas com concepção semelhante às utilizadas no mar do norte, são bastante diversas daquelas instaladas na região nordeste do brasil que têm concepção semelhante às plataformas do golfo do méxico.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • PETRÓLEO E GÁS
  • APRESENTAÇÃO
  • PARCERIA COM A BUZZERO.COM
  • PARTE 1
  • A era do petróleo
  • A Atividade Offshore no Brasil
  • A Bacia de Campos – primeiras descobertas
  • As plataformas do Sistema Definitivo da Bacia de Campos
  • Pólo Nordeste
  • Águas Profundas
  • Os recordes
  • Novas tendências de completação
  • PARTE 2
  • A História do Petróleo no Brasil
  • As Crises do Petróleo
  • Dois tipos crises
  • Petróleo: o poder das empresas
  • A eclosão do nacionalismo
  • Dados sobre o Petróleo
  • LEI Nº 9478, DE 06 DE AGOSTO DE 1997
  • Licenciamento Ambiental - Licenças, Exigências e AutorizaçõesR
  • Tabela - Tipos de licença e as atividades autorizadas pelas mesmas
  • O Petróleo
  • O refino do petróleo
  • O transporte do petróleo
  • Parte 3
  • Sobre o Gás
  • O Gás Natural
  • Quadro comparativo entre o gás natural e outros gases
  • Composição típica do Gás Natural
  • GÁS PARA CONSUMO
  • Transporte do Gás Natural
  • Armazenamento
  • Produção e Processamento
  • Vantagens da utilização do gás natural
  • Vantagens ambientais de segurança
  • Vantagens diretas para o usuário
  • Os Diversos Mercados
  • A Conversão do Veículo Para Utilização do Gás Natural
  • O combustível ecologicamente correto
  • Parte 4
  • Glossário e Abreviações
  • Abreviações
  • Parte 5
  • Entenda o pré sal
  • PRÉ SAL
  • Segurança máxima risco mínimo
  • Imagem de salvatagem
  • Imagem 2
  • Certificações
  • Petrobras tipos de plataformas
  • As Lições com a P-36
  • REVISÃO
  • AVALIAÇÃO INOVADORA
  • FONTE DE PESQUISA
  • CONSIDERAÇÕES FINAIS