Curso Online de IFRS - International Financial Reporting Standard

Curso Online de IFRS - International Financial Reporting Standard

Descrição dos itens que compõem o Balanço Contábil que estão comtenplados pelo IFRS

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

Por: R$ 70,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Descrição dos itens que compõem o Balanço Contábil
que estão comtenplados pelo IFRS

- Bacharel em Ciencias Contábeis - ICNPF - Pós-Graduada em Auditoria Externa pela UFMG - Mestranda em Desenho e Gestão de Projetos - Universidad de Léon



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • IFRS – International Financial Reporting Statment

    IFRS – International Financial Reporting Statment

  • Estrutura do IASB

    Fundação IASC – 22 Curadores
    Nomear, fiscalizar e captar recursos

    Conselho – 12 membros de tempo integral
    e 2 de tempo parcial
    Definir agenda técnica, aprovar normas,
    minutas de exposição e interpretações

    Conselho Consultivo
    de Normas
    Cerca de 40 membros

    Comitê de Normas
    Contábeis Internacionais
    12 membros

    Grupos de trabalho
    Para grandes projetos em agenda

    v

    Nomeia

    Reporta a

    Assessora

  • Abreviações

    Abreviações

    ARC Comitê de Regulamentação Contábil da Comissão Europeia
    CE Comissão Europeia
    CESR Comitê dos Órgãos Reguladores Europeus de Valores Mobiliários
    DP Documento de Discussão
    ED Minuta de Exposição
    EEE Espaço Econômico Europeu (UE 27 + 3 países)
    EFRAG Grupo Consultivo Europeu sobre Informações Financeiras
    EITF Força Tarefa de Questões Emergentes (do FASB)
    FASB Conselho de Normas Contábeis e Financeiras (EUA)
    FEE Federação Europeia de Contabilidade
    GAAP Princípios Contábeis Geralmente Aceitos
    IAS Normas Contábeis Internacionais
    IASB Conselho de Normas Contábeis Internacionais
    IASC Comitê de Normas Contábeis Internacionais
    IASCF Fundação IASC (matriz do IASB)
    IFAC Federação Internacional de Contadores
    IFRIC Comitê de Interpretação de Informação Financeira Internacional do IASB e Interpretações por ele publicadas
    IFRS Normas de Informação Financeira Internacionais
    IOSCO Organização Internacional das Comissões de Valores Mobiliários
    SAC Conselho Consultivo de Normas (ligado ao IASB)
    SEC Comissão de Valores Mobiliários (EUA)
    SIC Comitê Permanente de Interpretações do IASC e interpretações por ele publicadas
    PME Pequenas e Médias Empresas
    UE União Europeia (27 países)

  • Prefácio às Normas Internacionais de Contabilidade

    Prefácio às Normas Internacionais de Contabilidade

    Resumo das normas atuais

    Adoção Adotado pelo IASB em maio de 2002.

    Resumo Abrange, entre outros temas:
    • Os objetivos do IASB;
    • O escopo do IFRS;
    • O processo correto de desenvolvimento do IFRS e interpretações;
    • Mesmo status de parágrafos em “negrito” e em “cinzas”.
    • Política sobre datas de vigência; e
    • Uso do inglês como idioma oficial.

  • Estrutura de elaboração e apresentação de Demonstrações Financeiras

    Adoção Aprovado pelo Conselho IASC em abril de 1989.
    Adotado pelo IASB em abril de 2001.
    Resumo A Estrutura:
    • Define o objetivo das demonstrações financeiras para fins gerais. O objetivo é prestar informações sobre a
    situação patrimonial, o desempenho e as origens e aplicações de seus recursos de uma entidade que sejam úteis
    para um vasto leque de usuários responsáveis por tomar decisões econômicas.
    • Identifica as características qualitativas que tornam úteis as informações nas demonstrações financeiras. A
    Estrutura identifica quatro características qualitativas principais: inteligibilidade, relevância, confiabilidade e
    comparabilidade.
    • Define os elementos básicos das demonstrações financeiras e os conceitos para o seu registro e avaliação
    nessas demonstrações financeiras. Os elementos diretamente relacionados à situação patrimonial e financeira
    (balanço patrimonial) são o ativo, o passivo e o patrimônio líquido. Os elementos diretamente relacionados ao
    desempenho (demonstração do resultado) são receita e despesa.

  • IAS 29 - Relatórios financeiros em economias hiper-inflacionárias

    Objetivo Definir normas específicas para entidades com relatórios em moeda de economia hiperinflacionária, de forma a que as
    informações financeiras apresentadas sejam significativas

    Períodos iniciados em ou após 1º de janeiro de 1990.

  • IAS 30 - Divulgações nas demonstrações financeiras de bancos e de instituições
    financeiras similares

    Objetivo Definir as normas de apresentação e divulgação adequadas para bancos e instituições financeiras similares, como
    complemento aos requisitos de outros IFRS.

    Períodos iniciados em ou após 1º de janeiro de 1991. Substituída pelo IFRS 7 em vigor em 2007.

  • Períodos iniciados em ou após 1º de janeiro de 1994.

    IAS 7 - Demonstrações dos fluxos de caixa

    Objetivo Exigir a apresentação de informações sobre o histórico de variações nas disponibilidades da entidade através da
    demonstração dos fluxos de caixa que classifica o fluxo de caixa no período de acordo com as atividades operacionais,
    de investimento e de financiamento.

    IAS 20 - Contabilização de subvenções do governo e divulgação de ajuda governamental

    Objetivo Definir a contabilização e a divulgação de subvenções do governo e outras formas de ajuda governamental.

  • IAS 11 - Contratos de construção

    Objetivo Definir o tratamento contábil de receitas e custos associados a contratos de construção nas demonstrações financeiras da
    construtora.

    Períodos iniciados em ou após 1º de janeiro de 1995.

    IAS 18 - Receitas

    Objetivo Definir o tratamento contábil de receitas decorrentes de certos tipos de transações e eventos.

  • Períodos iniciados em ou após 1º de janeiro de 1995.
    A norma revista publicada em março de 2007 e em vigor a partir de 1º de janeiro de 2009
    retirará a opção pelo uso do modelo de despesas mencionado a seguir.

    IAS 23 - Custos de empréstimos

    Objetivo Definir o tratamento contábil para custos de empréstimos.

  • Períodos iniciados em ou após 1º de janeiro de 1998.
    Certas revisões aplicam-se a períodos iniciados em ou
    após 1º de janeiro de 2001.

    IAS 12 - Tributações sobre a renda

    Objetivo Definir o tratamento contábil dos tributos sobre a renda.
    Estabelecer os princípios e fornecer orientações sobre a contabilização dos efeitos do imposto de renda corrente
    e futuro relacionados a:
    • Recuperação futura (liquidação) de valores contábeis ativos (passivos) no balanço patrimonial da entidade; e
    • Transações no período corrente registradas na demonstração do resultado ou diretamente através do patrimônio
    líquido.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 70,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • IFRS – International Financial Reporting Statment
  • Abreviações
  • Prefácio às Normas Internacionais de Contabilidade