Curso Online de CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

Curso Online de CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

A Contabilidade é uma das mais antigas ciências estudadas pelo ser humano e sempre foi utilizada como instrumento de aplicação prática. N...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 43 horas

De: R$ 430,00 Por: R$ 295,00
(Pagamento único)

Mais de 5 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

A Contabilidade é uma das mais antigas ciências estudadas pelo ser humano e sempre foi utilizada como instrumento de aplicação prática. Não surgiu de conceitos filosóficos ou por força de legislação fiscal ou societária.
Na realidade, a Contabilidade surgiu da necessidade prática dos gestores do patrimônio das entidades, geralmente seus proprietários, naturalmente preocupados em ter um instrumento que lhes permitisse, entre outros benefícios:
conhecer e controlar os ativos (bens e direitos) e passivos (obrigações);
conhecer os resultados operacionais e não operacionais (lucros ou prejuízos);
obter informações sobre o produtos e serviços mais rentáveis;
fixar custos e preços dos produtos para venda ou revenda;
analisar a evolução do seu patrimônio (positivo ou negativo).
Por isso atualmente são elaborados diversos demonstrativos que geralmente acompanham a publicação dos balanços patrimoniais das pessoas jurídicas, principalmente nos casos das sociedades anônimas de capital aberto.
A importância da Contabilidade se verifica até no dia-a-dia dos cidadãos. Todo trabalhador ou aposentado, ao fazer suas contas para saber se o salário ou provento que vai receber será suficiente para pagar suas contas, está fazendo a sua Contabilidade.
Por isso, é impossível que micro, pequenas e médias empresas consigam sobreviver sem Contabilidade.

Historiador, Comercio Exterior, Estrategias Internacionais; Diplomacia, Relações Internacionais; Comércio Exterior, Religiões, Teologia, Gestão de Negócios, Consultoria Acadêmica, Gestão de Recursos Humanos, Negócios Internacionais; Economia Política, Filosofia, História da Filosofia; Filosofia da História;Administração Pública, Direito Internacional Publico e Privado, Direito do Trabalho. Direito tributário, Medicina do Trabalho, estrategias militares, Gestão da Coisa Pública. etc.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • FUNDAMENTOS DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

    FUNDAMENTOS DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

    Óscar Benjamim Constantino

  • 1 INTRODUÇÃO À CONTABILIDADE

    1 INTRODUÇÃO À CONTABILIDADE

    A Contabilidade é uma das mais antigas ciências estudadas pelo ser humano e sempre foi utilizada como instrumento de aplicação prática. Não surgiu de conceitos filosóficos ou por força de legislação fiscal ou societária.
    Na realidade, a Contabilidade surgiu da necessidade prática dos gestores do patrimônio das entidades, geralmente seus proprietários, naturalmente preocupados em ter um instrumento que lhes permitisse, entre outros benefícios:
    conhecer e controlar os ativos (bens e direitos) e passivos (obrigações);
    conhecer os resultados operacionais e não operacionais (lucros ou prejuízos);
    obter informações sobre o produtos e serviços mais rentáveis;
    fixar custos e preços dos produtos para venda ou revenda;
    analisar a evolução do seu patrimônio (positivo ou negativo).
    Por isso atualmente são elaborados diversos demonstrativos que geralmente acompanham a publicação dos balanços patrimoniais das pessoas jurídicas, principalmente nos casos das sociedades anônimas de capital aberto.
    A importância da Contabilidade se verifica até no dia-a-dia dos cidadãos. Todo trabalhador ou aposentado, ao fazer suas contas para saber se o salário ou provento que vai receber será suficiente para pagar suas contas, está fazendo a sua Contabilidade.
    Por isso, é impossível que micro, pequenas e médias empresas consigam sobreviver sem Contabilidade.

  • 1.1.1.- Objeto da Contabilidade:

    1.1.1.- Objeto da Contabilidade:

    O objeto da Contabilidade é o PATRIMÔNIO das entidades econômico-administrativas.
    1.1.2.- Objetivo (Finalidade) da Contabilidade:
    1.1.1.2.- Principais:
    a).- Determinação do resultado (lucro ou prejuízo);
    b).- Controle do patrimônio.
    1.1.1.3.- Complementares:
    a).- Organizar, classificar e registrar todos os eventos/fatos ocorridos nas atividades da empresa;
    b).- Permitir o controle administrativo e o fornecimento informações precisas e atuais para os diversos usuários;
    c).- Medir e informar periodicamente a evolução do patrimônio da entidade;
    d).- Medir e informar regularmente o resultado econômico(lucro ou prejuízo) das atividades, em determinado período;
    e).- Controlar os bens, direitos e obrigações da entidade;
    f).- emitir, periodicamente, as demonstrações contábeis para uso dos diversos responsáveis ou usuários.

  • 1.2.- A EVOLUÇÃO DA CONTABILIDADE

    1.2.- A EVOLUÇÃO DA CONTABILIDADE

    A Contadora Daniela Miranda, com base em pesquisas bibliográficas, cita os seguintes períodos evolutivos da Contabilidade:
    PRÉ-HISTÓRIA: de 8.000 a.C até 1.202 d.C. – período do empirismo e do conhecimento superficial: experiências e práticas vividas pelas civilizações do mundo antigo, destacando-se os estudos dos sumérios, babilônios, egípcios, chineses e romanos;
    IDADE MÉDIA: de 1.202 d.C . até 1.494 – período da sistematização dos registros: em razão da obra “Leibe Abaci”, de Leonardo Fibonacci;
    IDADE MODERNA: DE 1.494 até século XVIII – período que se tornou um marco na evolução contábil, em razão da publicação da obra “Summa de Arithmética, Geometria, Proportioni e Proporcionalita”, no capítulo “Tratatus Particularis de Computis ET Scripturis” (Tratado Particular de Conta e Escrituração), do frei e matemático Luca Paccioli, em Veneza, onde este discorreu sobre o método das partidas dobradas;
    IDADE CONTEMPORÂNEA: do século XVIII até os dias de hoje – período científico da Contabilidade, quando esta deixou de ser mera “arte” para se tornar “ciência”. A partir daí surgiram várias doutrinas contábeis.

  • 1.3.- DEFINIÇÕES DE CONTABILIDADE

    1.3.- DEFINIÇÕES DE CONTABILIDADE

     a).- “A Contabilidade é a ciência que estuda e controla o patrimônio, objetivando representá-lo graficamente, evidenciar suas variações, estabelecer normas para sua interpretação, análise e auditagem e servir como instrumento básico para a tomada de decisões de todos os setores direta e indiretamente envolvidos com a empresa” (prof. Hilário Franco).
    b).- “A Contabilidade é a ciência que estuda e pratica, controla e interpreta os fatos ocorridos no patrimônio das entidades, mediante o registro, a demonstração expositiva e a revelação desses fatos, com o fim de oferecer informações sobre a composição do patrimônio, suas variações e o resultado econômico decorrente da gestão da riqueza econômica” (prof. Hilário Franco).
    c).- “A Contabilidade é uma ciência que permite, através de suas técnicas, manter um controle permanente do patrimônio da empresa” (Prof. Osni Moura Ribeiro).
    d).- “Podemos definir Contabilidade como o sistema de informação que controla o patrimônio de uma entidade”.
    e).- “A ciência que estuda o patrimônio de uma entidade, registrando as variações por ele sofridas, apurando resultados e prestando informações aos usuários da informação contábil.

  • 1.4.- FUNÇÕES DA CONTABILIDADE:

    1.4.- FUNÇÕES DA CONTABILIDADE:

    Ainda a Contador Osvaldo Assis nos cita as seguintes funções da Contabilidade:
    REGISTRAR todos os fatos que ocorrem e podem ser representados em valor monetário;
    ORGANIZAR um sistema de controle adequado à empresa;
    DEMONSTRAR com base nos registros realizados e expor periodicamente, por meio de demonstrativos, a situação econômica, patrimonial e financeira da empresa;
    ANALISAR os demonstrativos com a finalidade de apuração dos resultados obtidos pela empresa;
    ACOMPANHAR a execução dos planos econômicos da empresa, prevendo os pagamentos a serem realizados, as quantias a serem recebidas de terceiros e alertando para eventuais problemas.

  • 1.5.- ÁREA DE ATUAÇÃO CONTÁBIL

    1.5.- ÁREA DE ATUAÇÃO CONTÁBIL

    1.5.1.- Geral:
    FISCAL: auxilia na elaboração de informações para os órgãos fiscalizadores, do qual depende todo o planejamento tributário da entidade;
    PÚBLICA: principal instrumento de controle e fiscalização que o Governo possui. Sua legislação (lei nº.4.320/64 e Lei de Responsabilidade Fiscal) estatui normas gerais de direito financeiro para a elaboração e controle dos orçamentos e balanços públicos;
    GERENCIAL: auxilia a Administração na otimização dos recursos disponíveis na entidade, através de um controle adequado do patrimônio;
    FINANCEIRA: elabora e consolida as demonstrações contábeis para disponibilizar informações aos usuários externos;
    AUDITORIA: compreende o exame de documentos, livros e registros, inspeções e obtenção de informações, internas e externas, relacionadas com o controle do patrimônio, objetivando mensurar a exatidão destes registros e das demonstrações contábeis deles decorrentes;
    PERÍCIA CONTÁBIL: elabora laudos em processos judiciais ou extrajudiciais sobre organizações com problemas financeiros causados por erros administrativos.

  • 1.5.2.- Específica

    1.5.2.- Específica

    ANÁLISE ECONÔMICA E FINANCEIRA DE PROJETOS: elabora análises, através dos relatórios contábeis, que devem demonstrar a exata situação patrimonial de uma entidade;
    AMBIENTAL: informa o impacto do funcionamento da entidade no meio ambiente, avaliando os possíveis riscos que suas atividades podem causar na qualidade de vida local e regional;
    ATUARIAL: especializada na Contabilidade de empresas de previdência privada e em fundos de pensão;
    SOCIAL: informa sobre a influência do funcionamento da entidade na sociedade, sua contribuição na agregação de valores e riquezas, além dos custos sociais;
    AGRONEGÓCIO: atua em empresas com atividade agrícola de beneficiamento local dos recursos agropecuários produzidos.

  • 1.6.- OS USUÁRIOS DA CONTABILIDADE

    1.6.- OS USUÁRIOS DA CONTABILIDADE

    Os relatórios preparados pela empresa podem, além de abranger quaisquer áreas de informação (fluxo financeiro, disponibilidades, contas a pagar, contas a receber, aplicações financeiras, compra e venda de mercadorias no dia-a-dia, gastos gerais de funcionamento=despesas e investimentos), ser preparados diariamente ou em curtos períodos de tempo (semana, quinzena, mês, trimestre, etc.), de acordo com as necessidades administrativas da alta Administração.
    Os usuários são as pessoas que se utilizam da Contabilidade, que se interessam pela situação da empresa e buscam nos instrumentos contábeis as suas respostas. Podem ser divididos em:
    Usuários internos; e
    Usuários externos.

  • 1.6.1.- Usuários Internos

    1.6.1.- Usuários Internos

    são todas as pessoas ou grupos de pessoas relacionadas com a empresa e que têm facilidade de acesso às informações contábeis, tais como:
    Gerentes ou Administradores: para a tomada de decisões;
    Funcionários: com interesse em pleitear melhorias;
    Diretoria: para a execução de planejamentos organizacionais.

  • 1.6.2.- Usuários Externos

    1.6.2.- Usuários Externos

    são todas as pessoas ou grupos de pessoas sem facilidade de acesso direto às informações, mas que as recebem de publicações das demonstrações contábeis pela entidade, tais como:
    Bancos: interessados nas demonstrações financeiras com o fim de analisar a concessão de financiamentos e medir a capacidade de retorno do capital emprestado;
    Concorrentes: interessados em conhecer a situação da empresa para poder atuar no mercado;
    Governo: que necessita obter informações sobre as receitas e despesas para poder atuar sobre o resultado operacional no que concerne a sua parcela de tributação e planejamento macroeconômico;
    Fornecedores: interessados em conhecer a situação da entidade para poder continuar ou não as transações comerciais com a entidade, além de medir a garantia de recebimento futuro;
    Clientes: interessados em medir a integridade da entidade e a garantia de que seu pedido será atendido nas suas especificações e no tempo acordado.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 295,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • FUNDAMENTOS DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS
  • 1 INTRODUÇÃO À CONTABILIDADE
  • 1.1.1.- Objeto da Contabilidade:
  • 1.2.- A EVOLUÇÃO DA CONTABILIDADE
  • 1.3.- DEFINIÇÕES DE CONTABILIDADE
  • 1.4.- FUNÇÕES DA CONTABILIDADE:
  • 1.5.- ÁREA DE ATUAÇÃO CONTÁBIL
  • 1.5.2.- Específica
  • 1.6.- OS USUÁRIOS DA CONTABILIDADE
  • 1.6.1.- Usuários Internos
  • 1.6.2.- Usuários Externos
  • EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
  • Exercícios de Fixação I
  • 2. DAS PESSOAS
  • 2.1 DAS PESSOAS FÍSICAS
  • 2.2 DAS PESSOAS JURÍDICAS
  • 2.2.1.- Espécies de Pessoas Jurídicas
  • 2.2.1.2.- Espécies de Pessoa Jurídica de Direito Privado
  • VI – as empresas individuais de responsabilidade limitada (Incluído pela Lei 12.441/2011)”
  • 2.2.1.2.1.– Sociedade Comercial, Sociedade Empresária, Sociedade Civil, Sociedade Simples, Comerciante e Empresário (art. 981 e seguintes, N.C.C.).
  • A sociedade empresária
  • Apresenta-se abaixo quadro resumo das Sociedades, extraído de Iudícibus (2007:11).
  • 2.2.1.2.1.- Da Sociedade em Nome Coletivo
  • 2.2.1.2.4.- Da Sociedade Anônima
  • 2.2.2. – Sociedades Limitadas e Sociedades Anônimas
  • 2.3.- BREVES COMENTÁRIOS SOBRE OUTROS TIPOS DE ENTES JURÍDICOS
  • 2.3.1.1.- Requisitos para a constituição de uma Fundação
  • 2.3.1.2.- O Papel do Ministério Público
  • 2.4.- ASSOCIAÇÕES
  • EXTINÇÃO DA PESSOA JURÍDICA
  • 3. A CONTABILIDADE APLICADA
  • 3.2.- CONTABILIDADE PÚBLICA
  • CONTABILIDADE PRIVADA
  • 3.3.2.- Contabilidade Comercial
  • 3.4 – CONTABILIDADE DE CUSTOS
  • 3.4.1 FUNÇÃO DO CONTADOR
  • 3.4.2 FUNÇÃO DA CONTABILIDADE DE CUSTOS
  • 3.4.3 - CONTABILIDADE GERENCIAL
  • CONTABILIDADE GERENCIAL
  • TERMINOLOGIAS
  • INVESTIMENTO
  • DESPESA
  • PERDA
  • RESUMO DAS TERMINOLOGIAS
  • CLASSIFIÇÃO E NOMENCLATURAS
  • CUSTOS VARIÁVEIS
  • DESPESAS INDIRETAS
  • DESPESAS VARIÁVEIS
  • RESUMO DAS NOMENCLATURAS
  • CLASSIFICÃO E NOMENCLATURAS
  • CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE ESTOQUES
  • Usos da Contabilidade de Custos
  • Objetivos da Contabilidade
  • 4. OS FUNDAMENTOS CIENTÍFICOS DA CONTABILIDADE
  • 4.2.- POSTULADOS DA CONTABILIDADE
  • 4.2.1.- O Postulado da Entidade
  • 4.2.2.- O Postulado da Continuidade
  • PRINCÍPIOS DA CONTABILIDADE
  • 4.3.1.- O Princípio do Registro pelo Valor Original ou Custo Histórico como Base de Valor
  • Do Princípio do REGISTRO PELO VALOR ORIGINAL resulta
  • 4.3.2.- Princípio da Realização da Receita
  • 4.3.5.- O Princípio da Competência (envolve receitas e despesas)
  • 4.3.6.- O Princípio da Atualização Monetária
  • 4.4.- CONVENÇÕES CONTÁBEIS
  • 4.4.2.- Convenção da Objetividade
  • Estrutura dos Princípios Fundamentais de Contabilidade
  • 5.- PLANO DE CONTAS
  • 5.3- CONTA CONTÁBIL
  • 5.4.- FORMALIDADES DO REGISTRO CONTÁBIL
  • COMPREENSIBILIDADE
  • INTEGRIDADE
  • TEMPESTIVIDADE
  • UTILIDADE
  • 5.5.- ELEMENTOS ESSENCIAIS DO REGISTRO CONTÁBIL
  • 5.6.- MODELO DE PLANO DE CONTAS
  • RECEITA BRUTA OPERACIONAL
  • IMPOSTOS INCIDENTES SOBRE VENDAS E SERVIÇOS
  • CUSTO DE PRODUÇÃO DOS BENS OU SERVIÇOS VENDIDOS
  • (+) 3.1 (-)[ 3.2+3.3] = LUCRO BRUTO OPERACIONAL
  • DESPESAS ADMINISTRATIVAS;
  • DESPESAS FINANCEIRAS LÍQUIDAS
  • Obs.: Depreciações e Amortizações
  • (+) OUTRAS RECEITAS FINANCEIRAS
  • LUCRO LÍQUIDO OPERACIONAL
  • RECEITAS NÃO OPERACIONAIS
  • DESPESAS NÃO OPERACIONAIS
  • LUCRO LÍQUIDO ANTES DO IMPOSTO DE RENDA
  • 3.6.- PARTICIPAÇÕES DE TERCEIROS
  • LUCRO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO
  • 6.- DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS
  • Objetivo
  • 6.2.- DEMONSTRAÇÕES OBRIGATÓRIAS PARA EFEITOS TRIBUTÁRIOS E COMERCIAIS
  • Conceito
  • Objetivos
  • 6.2.2.- Demonstração do Valor Adicionado (DVA)
  • Objetivos
  • Modelo I – Demonstração do Valor Adicionado – EMPRESAS EM GERAL
  • 6.2.3.- Notas Explicativas (NE’s),
  • MODELO DE NOTAS EXPLICATIVAS(INCOMPLETO)
  • 6.3.- OUTRAS OBRIGAÇÕES PREVISTAS NAS LEIS COMERCIAIS
  • 6.3.2.- Relatório da Administração
  • 6.3.3.- Parecer dos Auditores Independentes
  • Aos Administradores e Cooperados da UNIMED - RIO COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO DO RIO DE JANEIRO LTDA
  • 7.- ESCRITURAÇÃO DOS SISTEMAS CONTÁBEIS
  • Os livros podem ser classificados
  • Segundo sua utilidade
  • 7.2.- O DIÁRIO
  • Formalidades extrínsecas
  • 7.3.- O MÉTODO DAS PARTIDAS DOBRADAS
  • 7.3.1.- Débitos
  • 7.3.2.- Créditos
  • 7.3.2.1.- Ativo
  • 7.3.2.2.- Passivo e Patrimônio Líquido
  • 7.3.2.3.- Exemplos
  • 7.4.- FLUXO DE RECURSOS
  • 7.4.2.- Contas de Resultado (Demonstração do Resultado do Exercício)
  • 7.5.- RAZONETES
  • APLICAÇÃO DÉBITO E DO CRÍDITO
  • Exercícios de Fixação
  • APLICAÇÃO ORIGEM APLICAÇÃO ORIGEM
  • APLICAÇÃO ORIGEM
  • 7.5.2.- Mais informações sobre Razonetes
  • EXERCÍCIO PRÁTICO
  • Lançamentos no diário
  • Razonetes
  • 7.6.- BALANCETES
  • NBC T.2.7 – Do Balancete
  • 7.7.- EXERCÍCIOS
  • 12) Numa integralização de Capital Subscrito, o sócio A integralizou 50% em moeda corrente e 50% em máquinas industriais, o lançamento correto será
  • 13) Depósito bancário em dinheiro é corretamente lançado como
  • 14) Na apropriação/registro dos salários no final do mês, com retenção de INSS (dos empregados), o lançamento correto no livro Diário será
  • 8.- PATRIMÔNIO(*)
  • BALANÇO PATRIMONIAL
  • 8.7.- DIFERENCIAÇÃO ENTRE CAPITAL E PATRIMÔNIO
  • 8.7.1.- ORIGENS x APLICAÇÕES
  • Balanço Patrimonial
  • Passivo + Patrimônio Líquido
  • 2. – Com os valores, montar o quadro patrimonial e dizer qual a situação líquida
  • 6. – COM OS VALORES, MONTAR O QUADRO PATRIMONIAL E DIZER QUAL A SITUAÇÃO LÍQUIDA
  • 8.8.2.- Métodos de Avaliação de Estoques
  • 8.8.3.- Modelo de Ficha para Controle de Estoques
  • 8.9.- EXERCÍCIOS SOBRE FORMAÇÃO DO PATRIMÔNIO E SUAS VARIAÇÕES
  • GARRINCHA S.A.
  • 8.10.- EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
  • 16) Apure o valor do Ativo:
  • 17) Os bens e direitos, na questão anterior, montam a
  • 18) Monte o Balanço Patrimonial das empresas abaixo, identificando a situação e a equação patrimonial
  • 28) Aplique a teoria das equações do patrimônio nos exemplos abaixo e responda
  • 53) (TTN/92) Eis os componentes patrimoniais da empresa Semínola Ltda
  • 9.- EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
  • O balanço Patrimonial está correto? Justifique sua resposta
  • 18) Classifique as contas abaixo apurando o somatório respectivo dos saldos devedores e credores, admitindo-se que os mesmos não são coincidentes
  • 22.- Estruturar as transações da Empresa Sol Ltda., que preparou uma demonstração financeira em 30 de abril de 2003. Durante o mês de maio, ocorreram os eventos econômicos listados abaixo
  • 28.-A EMPRESA JURUPOCA apresentou o seu balancete de verificação, para elaboração de suas demonstrações
  • Transferir as contas e respectivos saldos para as demonstrações contábeis abaixo, encerrando a Demonstração de Resultado do Exercício e o Balanço Patrimonial
  • DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO DO EXERCÍCIO – R$ 1,00
  • 29.-A empresa AMAZONENSE S.A., aos 31/12/2013, apresentou seu balancete de verificação contendo as seguintes contas e respectivos valores
  • A partir das contas e valores acima, elaborar a Demonstração de Resultado do Exercício e o Balanço Patrimonial
  • DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO DO EXERCÍCIO – R$ 1,00
  • 30.- A empresa NUVEM NEGRA S.A., aos 31/12/2013, apresentou seu balancete de verificação contendo as seguintes contas e respectivos valores
  • A partir das contas e valores acima, elaborar a Demonstração de Resultado do Exercício e o Balanço Patrimonial
  • 31.- A empresa MARGEM DOS CÓRREGOS S.A., aos 31/12/2013, apresentou seu balancete de verificação contendo as seguintes contas e respectivos valores
  • A partir das contas e valores acima, elaborar a Demonstração de Resultado do Exercício e o Balanço Patrimonial
  • 10.- APURAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO
  • O SISTEMA DE INVENTÁRIO PERIÓDICO Através deste sistema o custo é apurado somente ao final de um período. È determinado através da fórmula
  • Apurando-se o CMV, transfere-se então o seu valor para o RCM (resultado com Mercadorias), para então, confrontando-se com as Vendas Líquidas teremos
  • 10.2.- ATIVIDADES:
  • 11 - OPERAÇÃO DE FOLHA DE PAGAMENTO
  • Tabela de contribuição dos segurados
  • O registro contábil da folha de pagamento acima é o seguinte
  • O registro contábil desse valor seria o seguinte
  • 11.1.- ATIVIDADES
  • F I M