Curso Online de Cooperativismo
4 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Cooperativismo

Síntese dos passos para o cooperativismo

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

Por: R$ 60,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Síntese dos passos para o cooperativismo

- Bacharel em Ciencias Contábeis - ICNPF - Pós-Graduada em Auditoria Externa pela UFMG - Mestranda em Desenho e Gestão de Projetos - Universidad de Léon


- Luiz Felipe Alvarenga Salles De Almeida Brito

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • COOPERATIVISMO

    COOPERATIVISMO

  • COOPERATIVA

    COOPERATIVA

    A Lei 9.867 de 10/11/1999 dispõe sobre a criação e o funcionamento de Cooperativas Sociais, constituídas com a finalidade de inserir as pessoas em desvantagem no mercado econômico, por meio do trabalho, fundamentadas no interesse geral da comunidade em promover a pessoa humana e a integração social dos cidadãos.

  • COOPERATIVA - LEGISLAÇÃO

    A sociedade cooperativa é regulada pela Lei nº 5.764, de 16 de dezembro de 1971, modificada parcialmente pela Lei nº 6.981, de 30/03/82, que define a política nacional de cooperativismo e institui o regime jurídico das sociedades cooperativas.

    Vale dizer que a legislação cooperativista tem respaldo em vários dispositivos de nossa Constituição Federal e Estadual.

    COOPERATIVA - LEGISLAÇÃO

  • Diferença entre sociedades Cooperativas e Outras Empresas

    Diferença entre sociedades Cooperativas e Outras Empresas

    SOCIEDADE COOPERATIVA

    SOCIEDADE EMPRESÁRIA

    - Sociedade de pessoas;
    Gerar condições de produção e
    trabalho aos cooperados;
    Deliberações: 1 voto por
    cooperado;
    - Participação democrática;
    Quorum nas assembleias: com
    base ao número de cooperados;
    Retorno proporcional das
    operações realizadas pelo
    cooperado;
    - Número ilimitado de cooperados;
    As quotas-partes são intransferíveis
    a não-cooperados;
    O objetivo social é exercido pelos
    cooperados;
    Relação trabalhista entre
    cooperativa e seus empregados;
    Relação civil entre Cooperativa e
    cooperados;
    - Não sujeita-se à falência;
    - A sociedade não possui fins lucrativos.

    Sociedade de Capital;
    Gerar lucro aos acionistas/cotistas;
    Voto proporcional ao número de
    ações/cotas;
    - Sócio majoritário é quem decide;
    - Quorum com base no capital social;
    Dividendos proporcionais à
    participação no capital;

    Regra: número limitado de cotistas;
    As cotas podem ser transferidas a
    sócios ou a terceiros;
    Em regra, o trabalho é exercido pelos
    empregados;
    - Relação trabalhista entre empresa
    e empregados;
    - Relação civil entre empresa e
    sócios/acionistas;
    - Sujeita-se à falência;
    - Possui fins lucrativos.

  • COOPERATIVA

    Incluem-se entre as atividades das Cooperativas Sociais:
    - A organização e gestão de serviços sócios-sanitários e educativos;
    - O desenvolvimento de atividades agrícolas, industriais, comerciais e de serviços. 
    - Na denominação e razão social das entidades é obrigatório o uso da expressão “Cooperativa Social”, aplicando-se-lhes todas as normas relativas ao setor em que operarem.

    COOPERATIVA

  • COOPERATIVA

    Consideram-se pessoas em desvantagem, para os efeitos da Lei 9.867/99:
    I – os deficientes físicos e sensoriais;
    II – os deficientes psíquicos e mentais, as pessoas dependentes de acompanhamento psiquiátrico permanente, e os egressos de hospitais psiquiátricos;
    III – os dependentes químicos;
    IV – os egressos de prisões;
    V – os condenados a penas alternativas á detenção;
    VI – Os adolescentes em idade adequada ao trabalho e situação familiar difícil do ponto de vista econômico, social ou afetivo.

    COOPERATIVA

  • COOPERATIVA

    As cooperativas sociais organizarão seu trabalho especialmente no que diz respeito a instalações, horários e jornadas, de maneira a levar em conta e minimizar as dificuldades gerais e individuais das pessoas em desvantagem que nelas trabalharem, e desenvolverão e executarão programas especiais de treinamento com o objetivo de aumentar-lhes a produtividade e a independência econômica e social.

    COOPERATIVA

  • COOPERATIVA

    A condição de pessoa em desvantagem deve ser atestada por documentação proveniente de órgãos da administração pública, ressalvando-se o direito à privacidade.

    O estatuto da Cooperativa Social poderá prever uma ou mais categorias de sócios voluntários, que lhe prestem serviços gratuitamente, e não estejam incluídos na definição de pessoas em desvantagem.

    COOPERATIVA

  • COOPERATIVA

    A fidelização dos cooperados deve ser tratada como uma relação contratual afim de que não
    haja uso de influências para favorecer uma parte. Para tanto, a fidelização acontece caso os mecanismos e incentivos implícitos no contrato sejam capazes de dar sinais de penalidade associada ao rompimento do contrato

    COOPERATIVA

  • COOPERATIVA

    Deve ser tratado o caráter regional e a importância do desenvolvimento local para somente mais tarde atingir mercados no exterior.

    É oferecida uma participação igual a todos, e todas as decisões são tomadas com consentimento da
    maioria. A conscientização de que é necessário ajudar o pequeno a melhorar sua produção encontra-se numa fase já madura, pois o tratamento dado é uniforme e imparcial.

    COOPERATIVA

  • COOPERATIVA

    É nítida a presença de uma liderança carismática na associação, representada pelo atual Presidente, reputado pelos associados como um conhecedor das técnicas do processo produtivo, bem como, sempre motivado e engajado nos assuntos de interesse da associação. Ele é responsável pela busca de parcerias e é responsável por um ambiente de respeito e gratidão entre os membros da associação.

    COOPERATIVA


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 60,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • COOPERATIVISMO
  • COOPERATIVA
  • COOPERATIVA - LEGISLAÇÃO
  • Diferença entre sociedades Cooperativas e Outras Empresas
  • COOPERATIVA
  • COOPERATIVA - PRINCÍPIOS
  • RAMOS DO COOPERATIVISMO
  • ASSOCIADOS (COOPERADOS)
  • CAPITAL SOCIAL
  • ÓRGÃOS SOCIAIS
  • CONSTITUIÇÃO DAS SOCIEDADES COOPERATIVAS