Curso Online de Empreendedorismo

Curso Online de Empreendedorismo

Como ser um empreendedor

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 3 horas

Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Como ser um empreendedor

Mayara Santana Salgado Endereço: Rua Metalúrgico Jorge Alves da Silva - 2 A Qd 3 - M. Bastos - RJ Telefone: 35551761/76021502 E-mail: mayarass2009@uol.com.br Dados Pessoais Idade: 18 anos Estado Civil: Solteira Naturalidade: Rio de Janeiro Formação Acadêmica Ensino Médio - Completo Qualificações Assistente de Recursos Humanos - Concluído Administração de Recursos Humanos - Concluído Operador de Telemarketing - Concluído Informática - Concluído Experiência Profissional Empresa: Easycob-n Consultoria, Treinamento e Assessoria Emp. Ltda. Função: Operador de Telemarketing (Estágio) Duração: 11 meses Objetivos Ingressar nessa empresa com dinamismo e cooperação, na expectativa de crescer e poder ajudar na melhoria da empresa no mercado de trabalho, na área Comercial de sua organização.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • empreendedorismo

  • empreendedorismo e organizações

    objetivos
    apresentar o conceito de empreendedorismo e sua importância na formação do profissional na atual realidade do mercado de trabalho, compreendendo o perfil e as características do comportamento empreendedor.

    palavras-chave
    desenvolvimento
    riqueza
    mudança
    inovação

  • conceito de empreendedorismo

    empreendedorismo é um termo derivado da palavra entrepreneurship e utilizado para designar estudos relativos ao empreendedor, seu perfil e universo de atual. a palavra entrepreneur é de origem francesa e foi usada com diferentes significados por vários autores, até chegar a concepção que permanece até hoje que define o empreendedor como alguém que inova e é agente de mudanças.
    a projeção deste tema o coloca em íntimo contato com a ideia de geração de riquezas e desenvolvimento econômico, com foco no homem e na sociedade.
    de nada adianta que existam condições ambientais favoráveis ao desenvolvimento, se não há projetos e pessoas imbuídas de capacidade de liderança e criatividade, aliando inovação tecnológica e crescimento econômico. assim, o estado e as grandes empresas não são mais considerados as únicas bases econômicas importantes para a sociedade. a mundialização da economia, as grandes transformações nos processos produtivos e a aceleração no uso da tecnologia, configuram um novo panorama e uma nova organização econômica. neste cenário, as pme – pequenas e médias empresas adquirem um papel central na produção e criação de empregos, o que ocorre de forma bastante dependente das comunidades locais onde nascem estas pme. é portanto, no nível local, que se estabelece o dinamismo necessário, envolvendo o setor público, privado e terceiro setor, para o surgimento e disseminação de valores empreendedores.

  • como podemos perceber,o elemento humano é essencial no desenvolvimento do conceito de empreendedorismo, ao contrário do que muitas vezes pensamos, quando associamos esta ideia a uma noção de “ capitalismo selvagem “, onde só os valores econômicos importam e a palavra de ordem é “ negócio “. mais adiante veremos o que realmente quer dizer a palavra “ negócio “ e verificaremos também que uma visão humanista do mundo não está nem um pouco dissociada do conceito de empreendedorismo. basta apenas, que coloquemos as coisas nos seus lugares e deixemos um pouco de lado as habituais resistências que nos impedem de enxergar as mudanças sob todos os seus aspectos. adotar o conhecimento de empreendedorismo não acatar cegamente as leis do mercado sem qualquer análise ou visão crítica. é, antes de tudo, associar ética, cidadania e comprometimento com o meio ambiente, abrangendo o social, o político e as empresas com gestão moderna. isto envolve mais do que estar habilitado para abrir um negócio ou montar uma empresa, implica necessariamente, uma postura que chamamos de intrapreneurship – atitude empreendedora dentro das organizações.

  • diante deste entendimento, encontramos um desdobramento do conceito de empreendedorismo em três itens:
    capacidade individual de empreender:
    iniciativa, busca de soluções inovadoras para problemas econômicos, sociais, pessoais e outros.
    processo de iniciar e gerir empreendimentos:
    conceitos, métodos instrumentais e práticas relacionadas com a criação, implantação e gestão de novas empresas ou organizações. isto deve ser ensinado.
    movimento social de desenvolvimento do espírito empreendedor:
    criação de emprego e renda, com incentivo de governos e diferentes instituições.

  • pelo que vimos, concluímos que continuar abordando esse conceito nos levaria naturalmente à necessidade de compreender o próprio empreendedor, já que quando falamos em empreendedorismo naturalmente abordamos a figura do “ empreendedor “.
    vamos então ao perfil do empreendedor, mas antes, deixarei aqui um trecho de rodrigues ( 2004 ), extraído da revista ensino superior.

    “ empreendedorismo é a capacidade de transformar uma ideia em uma realidade seja ela inovadora ou não. ser empreendedor é ser capaz de identificar oportunidades, desenvolver uma visão do ambiente; ser capaz de contagiar pessoas com suas ideias; é estar pronto para assumir riscos e aprender com os erros; é ser um profundo conhecedor do todo e não só de algumas partes; é dentre outras atribuições ser capaz de utilizar essas informações para seu próprio aperfeiçoamento. dessa forma, o empreendedor precisa estar atento a dois aspectos: a) ser capaz de definir sua ideia em um plano de negócios, delineando o que é e como deve funcionar o novo empreendedor e b) prestar serviços de qualidade visando a satisfação do cliente “.

  • perfil do empreendedor

    há duas vertentes na definição do termo “ empreendedor “ – a dos economistas, que associa o empreendedor à inovação e a dos comportamentalistas, que enfocam os aspectos atitudinais, como a criatividade e a intuição.

    dolabela ( 2003 ) se refere ao empreendedor da seguinte forma:
    “ a palavra empreendedor, de emprego amplo, é utilizada para designar principalmente as atividades de quem se dedica à geração de riquezas, seja na transformação de conhecimentos em produtos ou serviços, na geração do próprio conhecimento ou na inovação em áreas como marketing, produção e organização. “

    palavras-chave
    comportamento
    valores
    ideias
    foco

  • este conceito incorpora a ideia de que empreendedorismo é um tema que transita tanto no mundo dos negócios quanto no mundo acadêmico, pois implica geração e agregação de novos valores e tecnologias. assim, para tornar-se um empreendedor, não basta acumular conhecimentos nesta área, é fundamental a incorporação de atitudes, valores e comportamentos que vão fazer o sujeito olhar o mundo por um outro prisma. neste contexto, incerteza, dúvidas e dificuldades são vistos como oportunidades, de riquezas, de negócios, de benefícios para a sociedade.
    há inúmeras variáveis que incidem na formação do perfil de um empreendedor e também não há consenso nos estudos que se dedicaram a definir as características dos empreendedores. mesmo assim, nos fazemos algumas perguntas, tais como:
    quais são as razões que levam uma pessoa a empreender?
    quais são as características comumente encontradas nos empreendedores?
    o que garante o sucesso de um empreendedor?

  • as pesquisas nesta área, apesar de não apresentarem resultados homogêneos, nos auxiliam e possibilitam delinear estas características. o consultor de empresas e antropólogo marins ( 2005 ) em um artigo escrito na revista fomento mercantil apresenta dez dicas para ser um empreendedor, as quais resumiremos abaixo:
    o empreendedor não tem apenas boas ideias, ele passa do pensamento à ação.
    todo empreendedor tem verdadeira paixão pelo que faz. é um entusiasmado e proativo.
    o empreendedor sabe ter foco.
    o empreendedor estuda, busca aumentar o seu conhecimento e checa opiniões com o seu “ feeling “.
    o empreendedor tem tenacidade, é perseverante, não teimoso.
    o empreendedor acredita na própria capacidade. tem auto-confiança.
    o empreendedor não tem fracassos. ele os vê como oportunidade, aprende e segue em frente.
    o empreendedor tem imagem positiva de si mesmo.
    o empreendedor não fica preso a um único caminho. tem a visão de vários cenários.
    o empreendedor nunca se acha uma vítima. ele age para modificar a realidade.

  • na verdade parece quase impossível seguir todas as recomendações. entretanto, sabemos que é errando que se aprende, o importante é entender que o comportamento empreendedor é aprendido, através do desenvolvimento e potencialização de dez características que veremos na seção seguinte.
    prestemos atenção no que disse bill gates: “toda empresa precisa ter gente que erre, que não tem medo de errar e que aprende com o erro”.

  • características do comportamento empreendedor

    1. busca de oportunidade e iniciativa:
    - antecipa-se às demandas, cria soluções para problemas potenciais;
    atua na expansão do negócio em novos produtos ou serviços e mercados;
    encontra na crise oportunidades excepcionais para criar um negócio, clientes, obter financiamentos, equipamentos, instalações, parcerias ou assistência;
    o empreendedor é alguém que está sempre buscando novas oportunidades;
    observa o ambiente, cria ideias transformando-as em negócios e, efetivamente, as coloca em prática.

    palavras-chave
    oportunidade
    planejamento
    meta


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.