Curso Online de Matemática Financeira Aplicada a Impostos com HP12C - parte 2

Curso Online de Matemática Financeira Aplicada a Impostos com HP12C - parte 2

Neste curso o aluno ira aprender a utilizar as ferramentas de avaliação de investimentos básicas da HP12C, calcular capitais equivalentes...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 15 horas

Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Neste curso o aluno ira aprender a utilizar as ferramentas de avaliação de investimentos básicas da HP12C, calcular capitais equivalentes, conjuntos de capitais equivalentes, Valor Presente Líquido, Taxa Interna de Retorno, todos com exemplos em áudio e vídeo. O aluno aprenderá a elaborar planilhas de amortização de empréstimos, utilizar o sistema SAC de amortização constante, o sistema SFA de parcelas fixas, a calcular o IOF de operações de amortização de empréstimos nas suas diversas formas.

Professor universitário, matemático com especialização em ensino e aprendizagem da matemática, com mestrado em educação matemática pela UNESP e mestrado em educação - filosofia da matemática pela UNICAMP, trabalha com aplicações da matemática em engenharia, administração e mercado de capitais



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Matemática Financeira aplicada a impostos – parte 2

    matemática financeira aplicada a impostos – parte 2

    prof. luiz maggi

  • Programa do curso

    programa do curso

    equivalência de capitais a juros compostos

    métodos de avaliação de investimentos – tir e vpl

    empréstimos e sistemas de amortização com e sem iof

  • Equivalência de Capitais a juros compostos

    equivalência de capitais a juros compostos

    conceito:

    o conceito de equivalência de capitais depende da idéia de valor presente e valor futuro a juros compostos.
    dois capitais são equivalentes, sob uma certa taxa de juros compostos, quando os valores atuais de cada um deles, calculados numa mesma data, são iguais.

  • por exemplo:

    um capital de r$ 1.100,00 com vencimento para daqui um mês, o que pode ser uma duplicata para receber ou pagar, um cheque pré para descontar, ou outra promessa de pagamento futura, é equivalente a r$ 1.000,00 hoje se considerarmos uma taxa de juros de 10% ao mês, pois os r$ 1.000,00 hoje aplicados a uma taxa de 10% ao mês pelo prazo de um mês gera o montante, ou valor futuro, de r$ 1.100,00.

  • esquematizando temos:

    tempo

    0

    n1

    n2

    n1

    n2

    considere dois capitais diferentes, n1 e n2, em prazos de vencimentos diferentes, n1 e n2.
    estes capitais serão equivalentes se, numa data determinada, geralmente a data zero, seus valores atualizados sejam iguais.

  • nesta situação a fórmula correspondente para a equivalência de dois capitais é:

    tempo

    0

    n1

    n2

    n1

    n2

  • exemplo:

    uma duplicata de r$ 12.900,00 tem vencimento para daqui a dois meses. considerando uma taxa de juros compostos de 2% ao mês determine o valor de uma outra duplicata, equivalente a esta, mas com vencimento para daqui a 6 meses e sob a ação da mesma taxa de juros.
    resolução:
    para o calculo do valor da nova duplicata iremos utilizar o conceito de capitais equivalentes na data zero.

  • tempo

    0

    2 meses

    6 meses

    r$ 12.900,00

    n

    esquematicamente temos:

    para que estes dois capitais sejam equivalentes utilizaremos a data zero como referência e calcularemos os seus valores nesta data, como os capitais são equivalentes a uma taxa de 2% ao mês, seus valores atuais na data zero deverão ser iguais.

  • tempo

    0

    2 meses

    6 meses

    r$ 12.900,00

    n

    esquematicamente temos:

    assim temos:

  • resolvendo a equação temos:

  • resolvendo a equação temos:

    com a solução da equação obtemos que a duplicata equivalente a r$ 12.900,00 com vencimento para dois meses é de r$ 13.963,37 com vencimento para daqui a seis meses.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Matemática Financeira aplicada a impostos – parte 2
  • Programa do curso
  • Equivalência de Capitais a juros compostos
  • Vídeo explicativo 1
  • Equivalência de conjuntos de capitais
  • Vídeo explicativo 2
  • Valor Presente Líquido - VPL
  • Vídeo explicativo 3
  • Taxa Interna de Retorno - TIR
  • Sequências Uniformes de Capitais
  • Vídeo explicativo 4
  • Sequências com prazo de carência
  • Vídeo explicativo 5
  • Sequência com parcelas adicionais
  • Vídeo explicativo 6
  • Amortização de empréstimos
  • Sistema de Amortizações Constantes - SAC
  • Sistema Francês de Amortização - SFA
  • Vídeo explicativo 7
  • Vídeo explicativo 8