Curso Online de Curso de departamento pessoal
1 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Curso de departamento pessoal

Esse é um curso onde você irá ter noçoes de departamento pessoal, e em uma semana poderá receber seu certificado.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

De: R$ 50,00 Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Mais de 5 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Esse é um curso onde você irá ter noçoes de departamento pessoal, e em uma semana poderá receber seu certificado.

Maria de Fátima Albuquerque Severo,Casada, sou técnico contábil, cursando Ciências Contábeis, tenho bastante experiência na área de Departamento Pessoal e Recursos Humanos. Minha experiência foi sempre na área de pessoal tenho bastantes cursos na área de pessoal


"Um curso que me custou R$30,00 somente de 4 horas, ninguém merece. Nada adequado para um curso de DP que tem uma mátéria bem extensa. Fraquíssimo."

- Maria Carmen Archer Rojas Ocáriz

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • Departamento pessoal

    Departamento pessoal

  • Função

    Função

    Administrar a movimentação de pessoal entre empregador e empregado, preparar Folha de Pagamento, 13º salário, Férias – Rescisão do Contrato de Trabalho, Encargos Sociais.

  • Empregado

    Empregado

    CONCEITO:
    A CLT, em seu Art. 3º, dispõe que “considera-se empregado toda pessoa física que prestar serviços de natureza não eventual a empregador, sob a dependência deste e mediante salário.” A doutrina acrescenta a essa definição outro requisito: a prestação de serviço.

  • Empregador

    Empregador

    CONCEITO:
    A CLT dispõe que “considera-se empregador a empresa individual ou coletiva, que, assumindo os riscos da atividade econômica, admite, assalaria e dirige a prestação pessoal de serviços” (art.2º).
    A empresa é comumente conceituada como uma atividade organizada para a produção ou circulação de bens ou serviços destinados ao mercado, com objetivo de lucro. No âmbito do Direito do Trabalho, a CLT, expressamente estabelece a exigência de que ela assuma os riscos do negócio. Assim, a empresa deve assumir tanto os resultados positivos quanto os negativos do empreendimento, não podendo estes últimos ser transferidos ao empregado.

  • EQUIPARADOS A EMPREGADOR

    EQUIPARADOS A EMPREGADOR

    Enquanto o caput do Art. 2º da CLT define empregador, o seu parágrafo primeiro trata das pessoas equiparadas a empregador. Consoante este dispositivo, “equiparam-se ao empregador, para os efeitos exclusivos da relação de emprego, os profissionais liberais, as instituições de beneficência, as associações recreativas e outras sem fins lucrativos, que admitirem trabalhadores como empregados”. (parágrafo 1º do art.2º).

  • PROVIDÊNCIA A SEREM TOMADAS PELA SEÇÃO DE PESSOAL NO ATO DA ADMISSÃO:

    PROVIDÊNCIA A SEREM TOMADAS PELA SEÇÃO DE PESSOAL NO ATO DA ADMISSÃO:

    ADMISSÃO DE EMPREGADOS
    As empresas com necessidades de contratação de empregados necessitam obter informações daqueles que se candidatam para o preenchimento da vaga oferecida. O recrutamento, a seleção e a admissão de empregados dependem do cumprimento de algumas formalidades.
    Para o recrutamento e seleção é necessário o anúncio de oferecimento do emprego através de jornais, revistas especializadas, internet, agências de emprego etc. Grande empresa com departamentos próprios para recrutamento e seleção de empregados tem profissionais especializados para entrevistas, aplicação de exames médicos e psicotécnicos etc. Nas médias e pequenas empresas, por não terem um departamento especializado, o candidato ao emprego, entrevistado pelo responsável pelo departamento de recursos humanos, ou pelo encarregado do departamento ou seção, ou ainda pelo proprietário da empresa onde irá trabalhar.
    As primeiras informações ou referências do candidato são obtidas na entrevista, através da ficha de solicitação de emprego preenchida pelo candidato ou de currículo veta normalmente apresentado por empregados especializados, e dos registros anteriores na carteira de Trabalho.

  • PRATICAS DISCRIMINATÓRIAS E LIMITATIVAS À RELAÇÃO DE ACESSO AO EMPREGO

    PRATICAS DISCRIMINATÓRIAS E LIMITATIVAS À RELAÇÃO DE ACESSO AO EMPREGO

    Nas relações de acesso ao emprego, proibida por lei a adoção de qualquer prática discriminatória e limitativa, ou sua manutenção, por motivo de sexo, origem, raça, cor, estado civil, situação familiar ou idade, ressalvadas, neste caso, as hipóteses de proteção ao menor prevista no inciso XXXIII do Art.7º da Constituição Federal.

  • Constituem crime as seguintes práticas discriminatórias:

    Constituem crime as seguintes práticas discriminatórias:

    A) A existência de teste, exame, perícia, laudo, atestado, declaração ou qualquer outro procedimento relativo à esterilização ou a estado de gravidez:
    B) A adoção de quaisquer medidas, de iniciativa do empregador, que configurem:
    A indução ou instiga mento a esterilização genética: e, a promoção do controle de natalidade, assim não considerado o oferecimento de serviços e de aconselhamento ou planejamento familiar, realizado através de instituições publica ou privadas, submetidas às normas do Sistema Único de Saúde (SUS).
    Verificada a existência de prática discriminatória, a lei determina apena de detenção de um a dois anos e multa cominadas com: multa administrativa de dez vezes o valor do maior salário pago pelo empregador, elevado em cinquenta por cento em caso de reincidência; e, proibição de obter empréstimo ou financiamento junto às instituições financeiras oficiais.

  • MOMENTO PARA O EMPREGADOR PROCEDER AO REGISTRO DO EMPREGADO:

    MOMENTO PARA O EMPREGADOR PROCEDER AO REGISTRO DO EMPREGADO:

    Ao contrário do que ocorre com a CTPS, o registro do empregado nos livros ou fichas deverá ser efetuado imediatamente, antes do início da prestação de serviços, sob pena de multa administrativa (CLT, art. 47).
    O prazo de 48 horas concedido pela CLT refere-se apenas à anotação da CTPS, e não ao registro do empregado.

  • DOCUMENTOS EXIGIDOS NA ADMISSÃO DE EMPREGADOS

    DOCUMENTOS EXIGIDOS NA ADMISSÃO DE EMPREGADOS

    • CTPS
    • RG
    • CPF
    • C. Endereço
    • Reservista (Sexo masculino)
    • Título de eleitor
    • Fotos 3x4
    • Registro de nascimento e caderneta de vacinas no caso se tiver filhos
    • Exame médico ocupacional

  • CTPS


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Departamento pessoal
  • Função
  • Empregado
  • Empregador
  • EQUIPARADOS A EMPREGADOR
  • PROVIDÊNCIA A SEREM TOMADAS PELA SEÇÃO DE PESSOAL NO ATO DA ADMISSÃO:
  • PRATICAS DISCRIMINATÓRIAS E LIMITATIVAS À RELAÇÃO DE ACESSO AO EMPREGO
  • Constituem crime as seguintes práticas discriminatórias:
  • MOMENTO PARA O EMPREGADOR PROCEDER AO REGISTRO DO EMPREGADO:
  • DOCUMENTOS EXIGIDOS NA ADMISSÃO DE EMPREGADOS
  • APRESENTAÇÃO E DEVOLUÇÃO DA CTPS
  • MOMENTO PARA REGISTRAR O EMPREGADO
  • DOS LIVROS DE REGISTROS DE EMPREGADOS
  • LIVRO DE INSPEÇÃO DO TRABALHO
  • UTILIDADE DO CADASTRO
  • QUEM DEVE INFORMAR
  • COMO INFORMAR
  • PENALIDADES CASO AS INFORMAÇÕES SEJAM ENTREGUES FORA DOPRAZO
  • PROCEDIMENTOS NOCASO DE MULTA
  • TIPOS DE CONTRATO DE TRABALHO
  • Contrato por prazo indeterminado:
  • Contrato por tempo determinado:
  • Contrato por prazo determinado só será válido em se tratando:
  • CONTRATO DE EXPERIÊNCIA
  • PRORROGAÇÃO
  • CONTRATO DE ESTÁGIO
  • Jornada de Atividade em Estágio