Curso Online de Apostila Instrução de Trabalho em Altura - Para Instrutores e Palestrantes

Curso Online de Apostila Instrução de Trabalho em Altura - Para Instrutores e Palestrantes

Normas regulamentadoras; Slides demonstrativos; Legislação ? Trabalho em Altura; Análise de Risco e Medidas de Controle; Sistema de prote...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 6 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Normas regulamentadoras;
Slides demonstrativos;
Legislação ? Trabalho em Altura;
Análise de Risco e Medidas de Controle;
Sistema de proteção contra queda (varas, trava-quedas, linha de vida);
Sistemas de ancoragens;
progressão em Talabarte;
Práticas de acesso, progresso e posicionamento em altura;
Técnica de nós;
Trabalhos sobre andaimes, escadas e plataformas;
Sistemas de permissão de trabalho ? PT;
Inspeção de equipamentos;
Tipos e ambientes de trabalho em altura;
Manuseios e movimentação de carga em altura;
Planos de emergência;
Noções de resgate em altura;

Pablo José dos Santos, formação de Gestor Ambiental pela Universidade Cidade de São Paulo, Engenheiro Sanitarista e Ambiental - Formado pela FMU; Técnico de Segurança do Trabalho, formado pela Universidade Brás Cubas; Instrutor de Trabalho em Altura e Espaço Confinado pela ABPA - Associação Brasileira de Prevenção de Acidentes. Experiências profissionais: Aeroporto Internacional de Guarulhos; Estádio Itaquerão; Hospital Sírio Libanês SP; Projeto Viol SPE; Petrobrás.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Instrutor
    Pablo Santos
    Tec. Seg. Trabalho

    “Todo trabalho em altura começa no solo”

    Portaria
    SIT nº313/12

  • OBJETIVO DO CURSO

    Promover a capacitação dos trabalhadores que realizam trabalhos em altura, no que diz respeito a prevenção de acidentes no trabalho, análise de risco, uso correto e particularidades do EPI para trabalho em altura, condutas em situações de emergência, e assuntos relacionados.

  • Trabalho em altura - Introdução
    Segurança e a Saúde do Trabalhador
    Normas e regulamentos aplicáveis ao trabalho em altura
    Acidentes típicos em trabalho em altura
    Condições impeditivas ao trabalho em altura
    Riscos potencias inerentes ao trabalho em altura, medidas de prevenção e controle
    Medidas de proteção contra quedas de altura
    EPI para proteção contra quedas com diferença de nível
    Análise de Risco
    Permissão de Trabalho – PT
    Condutas em situações de emergência (noções de técnicas de resgate e de primeiros socorros).
    Treinamento em campo

    CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

  • O que é Trabalho em Altura?
    É toda a atividade executada acima de 2 metros do piso de referência.

    Uma das principais causas de mortes de trabalhadores se deve a acidentes envolvendo queda de pessoas e materiais. 30% dos acidentes de trabalho ocorridos ao ano são decorrentes de quedas. (fonte: MTE).
    O risco de queda existe em vários ramos de atividades, devemos intervir nestas situações de risco regularizando o processo e tornando os trabalhos mais seguros.

    Acidentes fatais por queda de atura ocorrem principalmente em:
    • Obras da construção civil;
    • Serviços de manutenção e limpeza em fachadas;
    • Serviços de manutenção em telhados;
    • Montagem de estruturas diversas;
    • Serviços em linha de transmissão e postes elétricos;
    • Trabalhos de manutenção em torres;
    • Serviços diversos em locais com aberturas em pisos e paredes sem proteção.

    SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHADOR

  • O que é Segurança do Trabalho?

    Segurança do trabalho é o conjunto de medidas que são adotadas visando minimizar os acidentes de trabalho, doenças ocupacionais, bem como proteger a integridade do trabalhador e sua capacidade de trabalho.

    O que é Acidente do Trabalho?
    Acidente de Trabalho é o que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause a morte, perda ou redução, permanente ou
    temporária da capacidade para o trabalho.

    SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHADOR

  • NORMAS E REGULAMENTOS APLICÁVEIS

    As normas e regulamentos estabelecidos pelos órgãos

    competentes, e aplicados pela empresa, visam proteger o

    trabalhador dos possíveis riscos a qual ele possa estar

    exposto. Conforme a complexidade e riscos inerentes ao

    trabalho são adotadas as medidas necessárias para

    eliminação e minimização dos fatores de riscos presentes

    no local e condições do trabalho.

    A NR 35 estabelece os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura, envolvendo o planejamento, a organização e a execução, de forma a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores envolvidos direta ou indiretamente com esta atividade.

  • NORMAS E REGULAMENTOS APLICÁVEIS

    1.7. Cabe ao empregador: 

    a)cumprir e fazer cumprir as disposições legais e regulamentares sobre segurança e medicina do trabalho;
    b) elaborar ordens de serviço sobre segurança e saúde no trabalho, dando ciência aos empregados por
    comunicados, cartazes ou meios eletrônicos;
    c) informar aos trabalhadores:
    I - os riscos profissionais que possam originar-se nos locais de trabalho;
    II - os meios para prevenir e limitar tais riscos e as medidas adotadas pela empresa;
    III - os resultados dos exames médicos e de exames complementares de diagnóstico aos quais os próprios trabalhadores forem submetidos;
    IV - os resultados das avaliações ambientais realizadas nos locais de trabalho. 
    1.8. Cabe ao empregado: 

    a) cumprir as disposições legais e regulamentares sobre segurança e saúde do trabalho, inclusive as ordens de serviço expedidas pelo empregador;
    1.8.1. Constitui ato faltoso a recusa injustificada do empregado ao cumprimento do disposto no item anterior.
    1.9. O não cumprimento das disposições legais e regulamentares sobre segurança e medicina do trabalho acarretará ao empregador a aplicação das penalidades previstas na legislação pertinente.

    1

    NR 1 – DISPOSIÇÕES GERAIS
    1.1. As Normas Regulamentadoras - NR, relativas à segurança e medicina do trabalho, são de observância obrigatória pelas empresas privadas e públicas e pelos órgãos públicos da administração direta e indireta, bem como pelos órgãos dos Poderes Legislativo e Judiciário, que possuam empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho - CLT.

  • NORMAS E REGULAMENTOS APLICÁVEIS

    6.1 Para os fins de aplicação desta Norma Regulamentadora, considera-se Equipamento
    de Proteção Individual - EPI, todo dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo
    trabalhador, destinado à proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde
    no trabalho.
    6.1.1 Entende-se como Equipamento Conjugado de Proteção Individual, todo aquele composto por vários dispositivos, que o fabricante tenha associado contra um ou mais riscos que possam ocorrer simultaneamente e que sejam suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho.
    6.2 O equipamento de proteção individual, de fabricação nacional ou importado, só poderá ser posto à venda ou utilizado com a indicação do Certificado de Aprovação - CA, expedido pelo órgão nacional competente em matéria de segurança e saúde no trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego.
    6.3 A empresa é obrigada a fornecer aos empregados, gratuitamente, EPI adequado ao risco, em perfeito estado de conservação e funcionamento, nas seguintes circunstâncias:
    a) sempre que as medidas de ordem geral não ofereçam completa proteção contra os riscos de acidentes do trabalho ou de doenças profissionais e do trabalho;
    b) enquanto as medidas de proteção coletiva estiverem sendo implantadas;
    c) para atender a situações de emergência.

    6

    NR 6 – EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL - EPI

  • NORMAS E REGULAMENTOS APLICÁVEIS

    6.6 Responsabilidades do empregador. 6.6.1 Cabe ao empregador quanto ao EPI:
    a) adquirir o adequado ao risco de cada atividade;
    b) exigir seu uso;
    c) fornecer ao trabalhador somente o aprovado pelo órgão nacional competente em matéria de segurança e saúde no trabalho;
    d) orientar e treinar o trabalhador sobre o uso adequado, guarda e conservação;
    e) substituir imediatamente, quando danificado ou extraviado;
    f) responsabilizar-se pela higienização e manutenção periódica; e,
    g) comunicar ao MTE qualquer irregularidade observada.
    h) registrar o seu fornecimento ao trabalhador, podendo ser adotados livros, fichas ou sistema eletrônico.
    6.7 Responsabilidades do trabalhador. 6.7.1 Cabe ao empregado quanto ao EPI:
    a) usar, utilizando-o apenas para a finalidade a que se destina;
    b) responsabilizar-se pela guarda e conservação;
    c) comunicar ao empregador qualquer alteração que o torne impróprio para uso; e, d) cumprir as determinações do empregador sobre o uso adequado.

    6

    NR 6 – EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL - EPI

  • NORMAS E REGULAMENTOS APLICÁVEIS

    8

    NR 8 - EDIFICAÇÕES
    8.1. Esta Norma Regulamentadora - NR estabelece requisitos técnicos mínimos que devem ser observados nas edificações, para garantir segurança e conforto aos que nelas trabalhem.

    18

    NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO
    18.1.1 Esta Norma Regulamentadora - NR estabelece diretrizes de ordem administrativa, de planejamento e de organização, que objetivam a implementação de medidas de controle e sistemas preventivos de segurança nos processos, nas condições e no meio ambiente de trabalho na Indústria da Construção.
    18.13 Medidas de Proteção contra Quedas de Altura

    NR 11 - TRANSPORTE, MOVIMENTAÇÃO, ARMAZENAGEM E MANUSEIO DE MATERIAIS
    11.1 Normas de segurança para operação de elevadores, guindastes, transportadores industriais e máquinas
    transportadoras.

    11

  • 35.2.1 Cabe ao empregador:
    garantir a implementação das medidas de proteção estabelecidas
    nesta Norma;
    b) assegurar a realização da Análise de Risco - AR e, quando aplicável,
    a emissão da Permissão de Trabalho - PT;
    c) desenvolver procedimento operacional para as atividades rotineiras de trabalho em altura;
    d) assegurar a realização de avaliação prévia das condições no local do trabalho em altura, pelo estudo, planejamento e implementação das ações e das medidas complementares de segurança aplicáveis;
    e) adotar as providências necessárias para acompanhar o cumprimento das medidas de proteção estabelecidas nesta Norma pelas empresas contratadas;
    f) garantir aos trabalhadores informações atualizadas sobre os riscos e as medidas de controle;
    g) garantir que qualquer trabalho em altura só se inicie depois de adotadas as medidas de proteção definidas nesta Norma;
    h) assegurar a suspensão dos trabalhos em altura quando verificar situação ou condição de risco não prevista, cuja eliminação ou neutralização imediata não seja possível;
    i) estabelecer uma sistemática de autorização dos trabalhadores para trabalho em altura;
    j) assegurar que todo trabalho em altura seja realizado sob supervisão, cuja forma será definida pela análise de riscos de acordo com as peculiaridades da atividade;
    k) assegurar a organização e o arquivamento da documentação prevista nesta Norma.

    NORMAS E REGULAMENTOS APLICÁVEIS

    35


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail: