Curso Online de  Tratando mulheres dependentes químicas
3 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Tratando mulheres dependentes químicas

Curso direcionado a pessoas que possuem mulheres dependentes químicas na família, que pretendem trabalhar ou se aperfeiçoar no tratamento...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 8 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 60 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Curso direcionado a pessoas que possuem mulheres dependentes químicas na família, que pretendem trabalhar ou se aperfeiçoar no tratamento terapêutico individual e em grupo ou que desejam trabalhar em comunidades terapêuticas ou conhecer a dinâmica das drogas nas mulheres

Auxiliar e técnica de enfermagem, com qualificação e especialização técnica em enfermagem do trabalho e diretora e coordenadora da Comunidade Terapêutica Feminina Casa de Ester, 17 anos de experiência em enfermagem e técnica em tanatopraxia avançada em técnica americana


- Paulo Ricardo Rodrigues Bassi

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • Como Cuidar e Tratar Mulheres Dependentes Químicas

    Como Cuidar e Tratar Mulheres Dependentes Químicas

    Por Melissa de Paula, Técnica de enfermagem e Coordenadora da Comunidade Terapêutica Feminina Casa de Ester, pioneira na região sul do Estado do RS e no tipo de tratamento familiar.

  • Curso oferecido pela Comunidade Terapêutica Feminina Casa de Ester da cidade de Rio Grande - RS site: ctfcasadeester.com Telefones de contato: 53 91755790 53 91488739

    Curso oferecido pela Comunidade Terapêutica Feminina Casa de Ester da cidade de Rio Grande - RS site: ctfcasadeester.com Telefones de contato: 53 91755790 53 91488739

    Fundada em 22 de Abril de 2012
    CNPJ 15730566000146
    Esse curso é dirigido a todos que convivem e lidam com mulheres dependentes químicas, a pessoas que querem entender o que é o vício e pessoas que pretendem trabalhar em CTs femininas

  • Espero que todos entendam que o propósito deste curso é:

    Espero que todos entendam que o propósito deste curso é:

    Mostrar a experiência prática no tratamento de mulheres dependentes químicas;
    Mostrar que nem sempre um diploma universitário quer dizer entender tudo sobre um assunto, pois a prática leva também ao teórico e a um entendimento verdadeiro da realidade nua e crua;
    E que o amor, a compreensão, o carinho e um abraço pode determinar a vitória em quase todos os obstáculos da vida.

  • Capítulos:

    Capítulos:

    1- Recebendo a dependente;
    2- Conhecendo a dependente;
    3- Aconselhamento;
    4- Entendendo os motivos da dependência;
    5- Cuidando, aconselhando e tratando a família;
    6- Tratando a Dependente;
    7- Lidando com o preconceito;
    8- Reinserção da dependente na sociedade e família;
    9- Entendendo uma comunidade terapêutica;
    10- Diferenças do tratamento de mulheres e homens;
    11- Conhecendo o mundo das drogas;
    12 – A vitória ou derrota no tratamento de mulheres.
    13 – Avaliação.

  • 1 – Recebendo a dependente química:

    1 – Recebendo a dependente química:

    È muito importante esse momento e também com certeza é determinante no tratamento da mulher dependente química, a triagem, onde o avaliador identifica pelas palavras, pelas emoções, pelas histórias da família e da dependente, a linha que deverá ser seguida no tratamento e o que essas pessoas pretendem com o tratamento, pois é nesse momento que você avalia as reais intenções dos avaliados, que podem ter variantes quase que infinitas. Veremos alguns motivos, os mais comuns a seguir:

  • Existem vários motivos para a intenção de uma dependente e sua família requerer a internação;

    Existem vários motivos para a intenção de uma dependente e sua família requerer a internação;

    - Fugir de traficantes;
    - Fugir de maridos agressores;
    - Imposição da família;
    - Não perder ou reconquistar a guarda de filhos perante a justiça;
    - Não voltar para a cadeia;
    - Estar em situação grave de saúde;
    - Inverno;
    - Não perder o emprego;
    - Não perder o marido;
    - Não ter onde morar;
    - Salvar a vida da dependente química.
    Estranho! Explicarei cada um deles.

  • Você deve estar se perguntando o porquê de algumas coisas que citei e o porquê dessa ordem escolhida;

    Você deve estar se perguntando o porquê de algumas coisas que citei e o porquê dessa ordem escolhida;

    Por incrível que pareça, o último motivo da procura de uma comunidade terapêutica por uma dependente química é salvar sua vida, infelizmente.
    A maioria das triagens que se fazem em comunidades terapêuticas femininas se constata outros motivos primários, antes da procura de um lugar para se recuperar das drogas.

  • Fuga de traficantes

    Fuga de traficantes

    Nas mulheres, estatisticamente, se verifica pouca dívida com traficantes, muitas delas viram as chamadas “laranjas” vendem droga para manterem seu vício, algumas com o descontrole acabam usando sua parte e o que deveriam pagar aos traficantes, e chegam nas comunidades pela fuga e medo da morte, espancadas e muito machucadas, por deverem aos seus “credores”mas a grande maioria, mantêm seu vício com a venda de seu próprio corpo, se prostituindo, criando mais um problema que pode ser mortal além do vicio; as DST’s.

  • Fugir de maridos agressores

    Fugir de maridos agressores

    Como o vício geralmente está dentro de casa e envolve mais pessoas, a mulher, o marido outros familiares e “amigos”, muitas mulheres são usadas pelos próprios companheiros como uma alavanca para conseguir mais drogas, seja pela prostituição, pelo motivo de mulheres conseguirem manter a manipulação mais perto do real, por serem mães e pedirem “ajuda” para os filhos e também por serem menos “suspeitas’e quando se negam ou não atingem a meta esperada são agredidas de várias formas inclusive fisicamente.

  • Imposição da família

    Imposição da família

    Esse motivo é o mais comum, as dependentes “sofrem” uma grande imposição familiar e geralmente sob ameaças várias, ex: se você não se ajudar vamos tirar seus filhos, não vamos mais receber você, não me procure mais e outros argumentos, mas que enfim é o motivo mais comum e o motivo de maior de desistência do tratamento, na triagem já se diagnostica a linha terapêutica com a dependente e o trabalho a ser feito com a família.

  • Perder ou recuperar filhos perante a justiça

    Perder ou recuperar filhos perante a justiça

    Muitas, em momentos de consciência, pensam em parar com o uso das drogas por ter perdido ou estar em processo de perca da guarda dos filhos, então procuram o tratamento terapêutico, motivo esse que tristemente muitas vezes não é suficiente para suportar o tempo de tratamento e todas as dificuldades que englobam ficar longe dos filhos, fissura e falta de perseverança, além de que “pesam” o entre ficar com os filhos que já estão com outras pessoas e o continuar nas drogas que é para elas muito prazeroso e difícil de ficar sem o uso, pelo vício que é organicamente e psicologicamente muito forte e dominador.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Como Cuidar e Tratar Mulheres Dependentes Químicas
  • Curso oferecido pela Comunidade Terapêutica Feminina Casa de Ester da cidade de Rio Grande - RS site: ctfcasadeester.com Telefones de contato: 53 91755790 53 91488739
  • Espero que todos entendam que o propósito deste curso é:
  • Capítulos:
  • 1 ? Recebendo a dependente química:
  • Existem vários motivos para a intenção de uma dependente e sua família requerer a internação;
  • Você deve estar se perguntando o porquê de algumas coisas que citei e o porquê dessa ordem escolhida;
  • Fuga de traficantes
  • Fugir de maridos agressores
  • Imposição da família
  • Perder ou recuperar filhos perante a justiça
  • Não voltar para a cadeia
  • Estar em situação grave de saúde
  • Inverno
  • Não perder o emprego
  • Não perder o marido
  • Não ter onde morar
  • Salvar sua vida
  • 2- Conhecendo a dependente;
  • Continuando...
  • 3- Aconselhamento
  • ...
  • 4- Entendendo os motivos da dependência
  • O que fez com que essa pessoa entrasse no mundo das drogas...
  • ...
  • Mas quais amigos?
  • Então você pergunta:
  • Então digo a você meu amigo:
  • Porquê do crack?
  • ...
  • 5- Cuidando, aconselhando e tratando a família
  • Se a resposta a essas perguntas for sim:
  • Se a Resposta for não:
  • 6- Tratando a Dependente;
  • Importante;
  • Então nos perguntamos porque é assim?
  • As CTs femininas
  • A derrota das CTs femininas
  • As mulheres
  • Mas passemos ao próximo capítulo
  • Lidando com o preconceito
  • Mas não é fácil!
  • Alem do que:
  • Algumas CTs Femininas;
  • O que não é fácil!
  • 8 - Reinserção da dependente na sociedade e família
  • Porque?
  • Dar para receber
  • A família
  • Tudo na Vida...
  • O comportamento:
  • Lembro...
  • Então...
  • 9 ? Entendendo uma Comunidade Terapêutica
  • Mas...
  • Então...
  • Aí eu lhe pergunto:
  • Mas...
  • Mas não é só de amor que uma comunidade vive!
  • Nunca devemos generalizar...
  • Porque defendo as CTs?
  • 10- As diferenças do tratamento de homens e mulheres
  • Mulheres x homens
  • Querem uma nova vida:
  • Pretendemos:
  • 11- Conhecendo o mundo das drogas
  • O inferno na Terra!
  • A verdade:
  • 12 ? A vitória ou a derrota no tratamento de mulheres
  • Uma mulher somente...
  • Espero...
  • Para saber mais www.melissadepaula.blogspot.c