Curso Online de BULLYING & CYBERBULLYING
3 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de BULLYING & CYBERBULLYING

LANÇAMENTO JUNHO 2010!ABORDA TÓPICOS SOBRE A VIOLÊNCIA SOCIAL E DIGITAL.GRATUITO PARA OS 7 PRIMEIROS INSCRITOS.APROVEITE!

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 3 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

LANÇAMENTO JUNHO 2010!ABORDA TÓPICOS SOBRE A VIOLÊNCIA SOCIAL E DIGITAL.GRATUITO PARA OS 7 PRIMEIROS INSCRITOS.APROVEITE!

Sou Autora e Tutora da EaD;Pós graduada em Ed. Infantil pela UNICID-SP e Pós graduada em Educação pela Faculdade Metodista ES;Pós graduanda em Psicopedagogia e Pedagogia Empresarial pela Faculdade Candido Mendes Graduada em Pedagogia pela Faculdade Metodista ES; Técnica em Contabilidade; Formação Cristã em Missiologia; Extensão Acadêmica em Educação Especial, Ead, Secretariado Escolar, Recursos Humanos, Jogos e Brincadeiras, Diagnóstico/Intervenção Psicopedagógico, Elaboração de Projetos,Saúde Bucal e Modle para Criadores de Cursos. Mais cursos na página www. http://www.buzzero.com/autores/simone


"GOSTARIA QUE HOUVESSE MAIOR CONTEU SOBRE O AASUNTO, OBRIGADO"

- Luiz Gonzaga Pereira Da Silva Junior

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • BULLYING & CYBERBULLYING

    bullying & cyberbullying

  • APRESENTAÇÃO

    apresentação

    profª simone gonçalves themoteo
    pós graduada em educação pela faculdade metodista es
    graduada em pedagogia pela faculdade metodista es
    sitdesa@hotmail.com

  • PARCERIA COM A BUZZERO

    parceria com a buzzero

    conheça outros cursos da mesma autoria:
    tutoria ead
    comunicação oral
    secretariado escolar
    gestão escolar
    pedagogia de projetos na educação i nfantil
    o lúdico e o risco (gratuito)
    educação especial inclusiva
    educação especial: deficiência: auditiva, física, mental e visual
    comportamento infantil: auto estima, depressão e tdah
    formação continuada para professores ed. infantil e eja
    alfabetização
    berçarista e recreador(a)
    educação indígena
    pedofilia (gratuito)
    contação de histórias infantis
    saúde e segurança do trabalho
    administração pública & recursos humanos
    e outros...

    o nosso compromisso e propagar seu conhecimento!

  • PARTE 1

    parte 1

    bullying

  • CONCEITO

    conceito

    bullying é um termo inglês utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo (bully - «tiranete» ou «valentão») ou grupo de indivíduos com o objetivo de intimidar ou agredir outro indivíduo (ou grupo de indivíduos) incapaz(es) de se defender. também existem as vítimas/agressoras, ou autores/alvos, que em determinados momentos cometem agressões, porém também são vítimas de bullying pela turma.

  • CARACTERIZAÇÃO DO BULLYING

    caracterização do bullying

    no uso coloquial entre falantes de língua inglesa, bullying é freqüentemente usado para descrever uma forma de assédio interpretado por alguém que está, de alguma forma, em condições de exercer o seu poder sobre alguém ou sobre um grupo mais fraco. o cientista sueco - que trabalhou por muito tempo em bergen (noruega) - dan olweus define bullying em três termos essenciais:
    o comportamento é agressivo e negativo;
    o comportamento é executado repetidamente;
    o comportamento ocorre num relacionamento onde há um desequilíbrio de poder entre as partes envolvidas.

  • CATEGORIAS

    categorias

    o bullying divide-se em duas categorias:
    bullying direto;
    bullying indireto, também conhecido como agressão social
    o bullying direto é a forma mais comum entre os agressores (bullies) masculinos. a agressão social ou bullying indireto é a forma mais comum em bullies do sexo feminino e crianças pequenas, e é caracterizada por forçar a vítima ao isolamento social. este isolamento é obtido através de uma vasta variedade de técnicas, que incluem:
    espalhar comentários;
    recusa em se socializar com a vítima
    intimidar outras pessoas que desejam se socializar com a vítima
    criticar o modo de vestir ou outros aspectos socialmente significativos (incluindo a etnia da vítima, religião, incapacidades etc).

  • o bullying pode ocorrer em situações envolvendo a escola ou faculdade/universidade, o local de trabalho, os vizinhos e até mesmo países. qualquer que seja a situação, a estrutura de poder é tipicamente evidente entre o agressor (bully) e a vítima. para aqueles fora do relacionamento, parece que o poder do agressor depende somente da percepção da vítima, que parece estar a mais intimidada para oferecer alguma resistência. todavia, a vítima geralmente tem motivos para temer o agressor, devido às ameaças ou concretizações de violência física/sexual, ou perda dos meios de subsistência.
    a legislação jurídica do estado de são paulo define bullying como atitudes de violência física ou psicológica, que ocorrem sem motivação evidente praticadas contra pessoas com o objetivo de intimidá-las ou agredi-las, causando dor e angústia. [3]
    os atos de bullying configuram atos ilícitos, não porque não estão autorizados pelo nosso ordenamento jurídico mas por desrespeitarem princípios constitucionais (ex: dignidade da pessoa humana) e o código civil, que determina que todo ato ilícito que cause dano a outrem gera o dever de indenizar. a responsabilidade pela prática de atos de bullying pode se enquadrar também no código de defesa do consumidor, tendo em vista que as escolas prestam serviço aos consumidores e são responsáveis por atos de bullying que ocorram nesse contexto.

  • CARACTERÍSTICAS DOS BULLIES

    características dos bullies

    pesquisas indicam que adolescentes agressores têm personalidades autoritárias, combinadas com uma forte necessidade de controlar ou dominar. também tem sido sugerido[que um deficiente em habilidades sociais e um ponto de vista preconceituoso sobre subordinados podem ser fatores de risco em particular. estudos adicionais[têm mostrado que enquanto inveja e ressentimento podem ser motivos para a prática do bullying, ao contrário da crença popular, há pouca evidência que sugira que os bullies sofram de qualquer déficit de auto-estima.outros pesquisadores também identificaram a rapidez em se enraivecer e usar a força, em acréscimo a comportamentos agressivos, o ato de encarar as ações de outros como hostis, a preocupação com a auto-imagem e o empenho em ações obsessivas ou rígidas.[é freqüentemente sugerido que os comportamentos agressivos têm sua origem na infância:
    "se o comportamento agressivo não é desafiado na infância, há o risco de que ele se torne habitual. realmente, há evidência documental que indica que a prática do bullying durante a infância põe a criança em risco de comportamento criminoso e violência doméstica na idade adulta."
    o bullying não envolve necessariamente criminalidade ou violência. por exemplo, o bullying freqüentemente funciona através de abuso psicológico ou verbal.

  • TIPOS DE BULLYING

    tipos de bullying

    os bullies usam principalmente uma combinação de intimidação e humilhação para atormentar os outros. abaixo, alguns exemplos das técnicas de bullying:
    insultar a vítima; acusar sistematicamente a vítima de não servir para nada.
    ataques físicos repetidos contra uma pessoa, seja contra o corpo dela ou propriedade.
    interferir com a propriedade pessoal de uma pessoa, livros ou material escolar, roupas, etc., danificando-os
    espalhar rumores negativos sobre a vítima.
    depreciar a vítima sem qualquer motivo.
    fazer com que a vítima faça o que ela não quer, ameaçando a vítima para seguir as ordens.

  • colocar a vítima em situação problemática com alguém (geralmente, uma autoridade), ou conseguir uma ação disciplinar contra a vítima, por algo que ela não cometeu ou que foi exagerado pelo bully.
    fazer comentários depreciativos sobre a família de uma pessoa (particularmente a mãe), sobre o local de moradia de alguém, aparência pessoal, orientação sexual, religião, etnia, nível de renda, nacionalidade ou qualquer outra inferioridade depreendida da qual o bully tenha tomado ciência.
    isolamento social da vítima.
    usar as tecnologias de informação para praticar o cyberbullying (criar páginas falsas sobre a vítima em sites de relacionamento, de publicação de fotos etc).
    chantagem.
    expressões ameaçadoras.
    grafitagem depreciativa.
    usar de sarcasmo evidente para se passar por amigo (para alguém de fora) enquanto assegura o controle e a posição em relação à vítima (isto ocorre com freqüência logo após o bully avaliar que a pessoa é uma "vítima perfeita").


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • BULLYING & CYBERBULLYING
  • APRESENTAÇÃO
  • PARCERIA COM A BUZZERO
  • PARTE 1
  • CONCEITO
  • CARACTERIZAÇÃO DO BULLYING
  • CATEGORIAS
  • CARACTERÍSTICAS DOS BULLIES
  • TIPOS DE BULLYING
  • LOCAIS DE BULLYING
  • ESCOLAS
  • CONDENAÇÕES LEGAIS
  • LOCAL DE TRABALHO
  • VIZINHANÇA
  • POLÍTICA
  • MILITAR
  • ALCUNHAS OU APELIDOS (DAR NOMES)
  • PARTE 2
  • CONCEITO
  • COMO SE PREVENIR
  • COMO SE DEFENDER
  • AVALIAÇÃO INOVADORA
  • CONSIDERAÇÕES FINAIS