Curso Online de Arquitetura de Ferro
4 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Arquitetura de Ferro

Curso completo sobre a arquitetura do ferro ou também conhecida como arquitetura ferroviária. Varias imagens e o conceito sobre o tema ap...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Curso completo sobre a arquitetura do ferro ou também conhecida como arquitetura ferroviária. Varias imagens e o conceito sobre o tema apresentado. Fácil leitura e entendimento. Bom Curso!

Sou estudante de arquitetura, trabalhei como auxiliar administrativo de uma empresa de telemarketing e hoje faço estagio em uma grande empresa de engenharia civil.


- Djalma Pinto Pessôa Neto

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Arquitetura do Ferro

    arquitetura do ferro

    panorama internacional e brasileiro do final do século xviii ao início do século xx
    “la nouvelle forme architecturale”

  • A arquitetura do ferro

    a arquitetura do ferro

    o uso de elementos de ferro em edificações é bastante antigo, principalmente como reforço da construção, em tirantes e peças para consolidar paredes.
    no mundo ocidental uma evolução só ocorreu com a revolução industrial e a partir da segunda metade do séc. xvii.
    no brasil, o uso na arquitetura ferroviária é muito comum até os dias de hoje.

  • Principais usos

    principais usos

    pontes
    coberturas de edifícios
    arquitetura ferroviária
    casas
    edifícios comerciais
    igrejas

  • The Iron Brigde - 1777 a 1781 Ponte sobre o Rio Severn / Ponte de Coalbrookdale “Primeira ponte construída em ferro fundido”

    the iron brigde - 1777 a 1781 ponte sobre o rio severn / ponte de coalbrookdale “primeira ponte construída em ferro fundido”

  • o projeto da ponte foi bastante alterado. sua primeira configuração (vista à esquerda) descrevia um único arco em alvenaria, escorado permanentemente por um arco de ferro fundido. o segundo projeto descrevia uma ponte também com um único arco (vista à direita), porém constituído apenas por ferro fundido.

    primeiro projeto para a ponte builders, the master. robert e. krieger publishing company, inc., malabar, florida, 1977

    segundo projeto para a ponte builders, the master. robert e. krieger publishing company, inc., malabar, florida, 1977

  • Detalhe dos 5 arcos

    detalhe dos 5 arcos

    sua versão final, que pode ser vista até os dias de hoje, conta com 5 arcos semicirculares feitos de ferro fundido, divididos ao meio, vencendo um vão de 30,6 m e completando a extensão total da ponte de 60 m. a divisão das principais nervuras, arcos semicirculares, era decorrente da capacidade máxima de fundição no local onde eram produzidas, a cidade de coalbrookdale. cada arco pesava em torno de 5 t e, por vez, produzia-se na fundição cerca de 2,5 t de ferro fundido. desta forma, os arcos eram produzidos separados na fundição, transportados via fluvial até as pontes e moldados definitivamente na região da ponte.

  • fábrica calico mill – 1792 a 1793

    importante passo na origem de construções em altura com esqueleto metálico, apesar de sua estabilidade ser dependente das paredes externas de alvenaria de tijolos. nessa indústria, de medidas exteriores de 9,45 metros de largura por 35 metros de comprimento, strutt, seu engenheiro e proprietário, utilizou algumas inovações técnicas. empregou abobadilhas de tijolo, consolidadas por peças metálicas e escoradas por vigas de madeira recobertas por argamassa. as vigas eram, por sua vez, sustentadas, no interior do edifício, por suportes de ferro fundido, dispostos em duas fileiras.

  • Fábrica Calico Mill – 1792 a 1793 e Fiação Banyon, Bage e Marshal Flex Spining Mill – 1796 a 1797

    fábrica calico mill – 1792 a 1793 e fiação banyon, bage e marshal flex spining mill – 1796 a 1797

  • Séc. XIX – Elementos construtivos A evolução das técnicas construtivas

    séc. xix – elementos construtivos a evolução das técnicas construtivas

    elementos de ferro forjado ou fundido estão sempre presentes na arquitetura do século xix. compreendiam desde peças estruturais, como vigas e colunas, até acabamentos, como ornamentos de jardins, gradis, escadas, portas e janelas, peças de banheiro, fogões, etc.

  • A generalização do emprego do ferro fundido Biblioteca Sta. Genevive – 1843 a 1850

    a generalização do emprego do ferro fundido biblioteca sta. genevive – 1843 a 1850

    exemplo de colunas em ferro

  • Planta baixa - Biblioteca Sta. Genevive

    planta baixa - biblioteca sta. genevive


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Arquitetura do Ferro
  • A arquitetura do ferro
  • Principais usos
  • The Iron Brigde - 1777 a 1781 Ponte sobre o Rio Severn / Ponte de Coalbrookdale “Primeira ponte construída em ferro fundido”
  • Detalhe dos 5 arcos
  • Fábrica Calico Mill – 1792 a 1793 e Fiação Banyon, Bage e Marshal Flex Spining Mill – 1796 a 1797
  • Séc. XIX – Elementos construtivos A evolução das técnicas construtivas
  • A generalização do emprego do ferro fundido Biblioteca Sta. Genevive – 1843 a 1850
  • Planta baixa - Biblioteca Sta. Genevive
  • Sala de leitura – Biblioteca Saint-Genevive
  • Palácio de Cristal – 1851 (Londres)
  • Palácio de Cristal – corte e elevação
  • Desenhos técnicos do "Palácio de Cristal", da autoria de Joseph Paxton – Corte, elevação e planta
  • Palácio de Cristal – 1851 (detalhes)
  • Outros Palácios de Cristais
  • Entre os arquitetos visionários que defendiam a arquitetura do ferro, pode ser citado Louis-Auguste Boileau que, em 1853, publicou um ensaio sobre o emprego do ferro, La Nouvelle Forme Architecture. Primeiro a construir uma igreja com estrutura de ferro na França, apesar de manter o exterior de alvenaria. Trata-se da igreja neogótica St. Eugéne (1854-1855), a partir de um projeto inicial de Adrien Lusson.
  • Estufa do Palácio Real de Laeken – 1875 a 1876 (Belgica) Emprego do vidro e do ferro (fundido) – necessidade de abrigar e iluminar
  • Etapas da construção
  • Detalhes
  • Viaduto Santa Ifigênia – 1910 a 1913 (SP)
  • Jardim Botânico de Curitiba - Abrão Assad (1991)