Curso Online de AS CORRENTES DO PENSAMENTO GEOGRÁFICO
5 estrelas 2 alunos avaliaram

Curso Online de AS CORRENTES DO PENSAMENTO GEOGRÁFICO

O CURSO MOSTRA AS PRINCIPAIS CORRENTES DO PENSAMENTO GEOGRÁFICO BEM COMO O PRECURSOR DE CADA UMA DELAS, LEVANDO O ALUNO A TER UMA REFLEXÃ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 20 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

O CURSO MOSTRA AS PRINCIPAIS CORRENTES DO PENSAMENTO GEOGRÁFICO BEM COMO O PRECURSOR DE CADA UMA DELAS, LEVANDO O ALUNO A TER UMA REFLEXÃO MAIS CRITICA DO CONTEXTO DO PENSAMENTO GEOGRÁFICO.

geógrafo, botânico, ambientalista, professor na rede de ensino nos níveis fundamental 2 e ensino médio. pesquisador no campo da educação ambiental e desenvolvimento sustentável.


- Dalila Xavier Dos Santos

- Ronaldo Honorato Amaral

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Sumário

    apresentação
    Introdução
    As correntes geográficas
    1.0 Determinismo
    1.1 Possibilismo Geográfico
    1.2 Geografia Regional ou Método Regional
    1.3 Geografia Tradicional
    1.4 Geografia Pragmática
    1.5 Geografia Humanística
    1.6 Geografia Crítica ou Marxista
    1.7 Geografia Ambiental

    Sumário

  • Apresentação

    Apresentação

    GEOGRAFIA
    A geografia é uma ciência que tem por objetivo o estudo da superfície terrestre e a distribuição espacial de fenômenos significativos na paisagem. Também estuda a relação recíproca entre o homem e o meio ambiente (Geografia Humana). Obs. Atualmente não existe mais essa separação de Geografia Física e Geografia Humana, pois uma depende da outra, uma não existe se a outra não existir, é algo inseparável. A seguir segue os conceitos que fundamentaram os conhecimentos geográficos como os conhecemos hoje.

  • INTRODUÇÃO

    INTRODUÇÃO

    A ciência geográfica teve seu processo de sistematização lento e tardio na visão de alguns autores, vindo a constituir-se enquanto ciência mais especificamente no século XIX, no entanto desde a antiguidade estudos geográficos já eram desenvolvidos, tendo se iniciado na Antiga Grécia.

  • Humboldt e Ritter são, sem dúvida, os pensadores que dão o impulso inicial à sistematização geográfica, são eles que fornecem os primeiros delineamentos claros do domínio dessa disciplina em sua acepção moderna, que elaboram as primeiras tentativas de lhe definir o objeto, que realizam as primeiras padronizações conceituais.

  • Moraes, ao analisar o processo de sistematização da Geografia iniciado com
    Humboldt e Ritter coloca que a Geografia neste momento não se fundamentou
    enquanto uma ciência sistemática com um objeto de estudo definido, dotada de um caráter de síntese caberia ao geógrafo coletar várias informações e sistematizá-las, esse caráter não sistemático acabou gerando uma problemática quanto à definição do objeto de estudo da Geografia, “a necessidade de reafirmar continuamente sua autoridade e identidade, e as dificuldades de realizar essa tarefa, acompanharão a trajetória da Geografia moderna até a atualidade.

  • AS CORRENTES GEOGRÁFICAS

  • Determinismo
    Teoria formulada no século XIX pelo geógrafo alemão Friedrich Ratzel que fala das influências que as condições naturais exerceriam sobre o ser humano, sustentando a tese de que o meio natural determinaria o homem. Nesse sentido, os homens procurariam organizar o espaço para garantir a manutenção da vida.

  • O maior sinal de perca de uma sociedade seria a perda do território.
    As afirmações de Ratzel estavam fortemente ligadas ao momento histórico que vivia, durante a unificação da alemã. O expansionismo do Império Alemão, arquitetado pelo primeiro-ministro da Prússia Otto Von Bismarck (1815-1898), foi legitimado pelas duas principais correntes de pensamento ratzeliano, o determinismo geográfico e o espaço vital (espaço necessário à sobrevivência de uma dada comunidade). A primeira explicaria a superioridade de algumas raças - nesse caso, a alemã -, que naturalmente se desenvolveriam mais do que outras, e a segunda justificaria a conquista de novos territórios para suprir a maior demanda de recursos para seu desenvolvimento, ou seja, ou expansionismo.

  • Os discípulos do determinismo foram além das proposições ratzelianas, chegando a afirmar que o homem seria um produto do meio. Defendiam que um meio natural mais hostil proporcionaria um maior nível de desenvolvimento ao exigir um alto grau de organização social para suportar todas as contrariedades impostas pelo meio. Ex: O inverno justificaria o desenvolvimento das sociedades europeias, que não tiveram grandes dificuldades em subjugar os povos tropicais, mais indolentes e atrasados. Essa ideia justificou o expansionismo neocolonial na África e na Ásia entre o fim do século XIX e o início do século XX. Pensamentos que, mais tarde, foram aproveitadas pelos cientistas e políticos da Alemanha Nazista.

  • Possibilismo Geográfico
    Teve origem na França, com Paul Vidal de la Blache.
    Enquadrado no pensamento político dominante, num momento em que a França tornou-se uma grande soberania, ele realizou estudos regionais procurando provar que a natureza exercia influências sobre o homem, mas que homem tinha possibilidades de modificar e de melhorar o meio, dando origem ao possibilismo.
    A natureza passou a ser considerada fornecedora de possibilidades e o homem o principal agente geográfico.

  • Geografia Regional ou Método Regional
    Representou a reafirmação de que os aspectos próprios da Geografia eram o espaço e os lugares.
    O método era comparar regiões, segundo critérios de similaridade e diferenciação.
    Os geógrafos regionais dedicaram-se à coleta de informações descritivas sobre lugares, dividir a Terra em regiões.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Sumário
  • Apresentação
  • INTRODUÇÃO