Curso Online de BRASIL IMPÉRIO: 2º Reinado

Curso Online de BRASIL IMPÉRIO: 2º Reinado

APÓS O PERÍODO REGENCIAL, D. PEDRO II ASSUMI O TRONO COM O GOLPE DA MAIORIDADE.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 3 horas

De: R$ 50,00 Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

APÓS O PERÍODO REGENCIAL, D. PEDRO II ASSUMI O TRONO COM O GOLPE DA MAIORIDADE.

Licenciado em História pela Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA (Polo Amapá), Especialista em História do Amapá pelo Centro Universitário UNINTER e Especialista em Docência do Ensino Superior pela Universidade Norte Paraná UNOPAR (Polo Amapá) é o autor do livro CABRALZINHO: a construção do mito de um herói inventado na sociedade amapaense atualmente é Profº de cursos preparatórios para Vestibular e concursos, e há 18 anos faz parte da quadra junina amapaense.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • BRASIL IMPÉRIO: II Reinado (1840 – 1889)

    PROFº DIOVANI SILVA
    EMAIL: diovani_13@hotmail.com

  • POLÍTICA INTERNA

    3 fases:
    Consolidação (1840 – 1850):
    Conciliação (1850 – 1870):
    Crise (1870 – 1889):
    2 correntes políticas:
    Liberais: profissionais liberais urbanos, latifundiários ligados a produção para o mercado interno (áreas mais novas).
    Conservadores: grandes comerciantes, latifundiários ligados ao mercado externo, burocracia estatal.
    Sem divergências ideológicas, disputavam o poder mas convergiam para a conciliação. Ambos representavam elites econômicas.

  • Parlamentarismo às avessas:
    Poder legislativo subordinado ao executivo.
    Imperador = peça central nas decisões.

    D. PEDRO II

    Liberais e Conservadores manipulados por D. Pedro II, cientes de que precisavam de sua proteção.

  • A Lei de Terras (1850):

    A Lei de Terras (1850):

    Terras sem registro = “devolutas” (pertencentes ao Estado).
    Regularização mediante a compra de registro.
    Conseqüências:
    Pequenos proprietários perdem suas terras.
    Concentração de terras nas mãos de grandes latifundiários.
    Imigrantes e escravos libertos sem acesso a terra.
    Mão-de-obra barata e numerosa para grandes latifundiários.

  • B) POLÍTICA EXTERNA:

    B) POLÍTICA EXTERNA:

    Conflitos platinos:
    Causa básica: controle da navegação na Bacia do Prata.
    Causas secundárias:
    Disputas territoriais e enfraquecimento de rivais.
    Acesso a províncias do interior, especialmente MT (BRA).
    Situação no URUGUAI: 2 partidos rivais.
    Blancos – estancieiros, interior, pró-ARG, líder - ORIBE;
    X
    Colorados – comerciantes, Montevidéu, pró-BRA, líder - RIVERA.

  • Situação na ARGENTINA: Buenos Aires X Interior
    Buenos Aires: Rosas (apoiado pelos Blancos do URU).
    Interior (Corrientes e Entre-Ríos) : Urquiza (apoiado pelos Colorados do URU e pelo Brasil).

    1850: Guerra contra Oribe e Rosas:
    BRA invade URU e ARG e depõe seus governantes.
    Assumem Rivera (Colorado) no URU e Urquiza na ARG.

  • 1864: Guerra contra Aguirre (URU – Blanco):
    BRA invade o URU, depõe Aguirre e coloca em seu lugar o colorado Venâncio Flores.
    Equilíbrio no Prata é rompido. Aguirre tinha acordo com o líder paraguaio Solano López.

  • A Questão Christie (1863 – 1865):

    A Questão Christie (1863 – 1865):

    Rompimento de relações diplomáticas entre BRA e ING.
    Causas:
    Roubo de carga de navio inglês naufragado no RS (ING exige indenização);
    Prisão de marinheiros ingleses no RJ (ING exige desculpas).
    W. D. Christie (embaixador inglês no Brasil) aprisiona 5 navios brasileiros no porto do RJ a título de indenização.
    BRA paga indenização mas exige desculpas da ING por invadir porto do RJ.
    Arbítrio internacional de Leopoldo I (BEL) favorável ao BRA;
    BRA rompe relações diplomáticas com a ING.
    ING desculpa-se oficialmente em 1865.

  • A Guerra do Paraguai (1865 – 1870):

    A Guerra do Paraguai (1865 – 1870):

    Maior conflito armado da América Latina.
    Antecedentes:
    PAR: sem dívida externa, sem analfabetismo, miséria ou escravidão, com indústrias, estradas de ferro, universidades, telégrafo, exército desenvolvido, governado ditatorialmente por Solano López.

    Solano López segundo a imprensa brasileira

  • Causas:
    PAR sem saída para o mar (anexações no BRA e ARG).
    “Mau exemplo” – oposição inglesa ao projeto paraguaio.
    Rompimento de relações diplomáticas com o BRA (represália a invasão do URU e deposição de Aguirre).
    Invasão paraguaia ao MT e ARG (1865).

  • TRÍPLICE ALIANÇA (BRA + ARG + URU)* X PAR

    ING: retaguarda (empréstimos).
    Conseqüências:
    PAR: 600 mil mortos (99% dos homens), dívidas, perdas territoriais.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • A Lei de Terras (1850):
  • B) POLÍTICA EXTERNA:
  • A Questão Christie (1863 – 1865):
  • A Guerra do Paraguai (1865 – 1870):
  • C) ECONOMIA:
  • BALANÇO ECONÔMICO DO II REINADO: