Curso Online de IMPERIO BRASILEIRO (1822-1889)

Curso Online de IMPERIO BRASILEIRO (1822-1889)

A consolidação de algumas prerrogativas da revolução, como a diminuição das liberdades conquistadas pelos brasileiros atingiu em cheio o ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 20 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

A consolidação de algumas prerrogativas da revolução, como a diminuição das liberdades conquistadas pelos brasileiros atingiu em cheio o descontentamento de boa parte da elite brasileira que passa a se agrupar em torno de D.Pedro. A ideia de ruptura ganha força, sendo qualquer possibilidade de recolonização rejeitada

Produziu cursos na área de Instrumentação Cirúrgica, onde é formado desde 2003. Autor de mais de 100 cursos na área da saúde onde atuou por mais de 10 anos na enfermagem onde é formado desde 2004. Também produziu aproximadamente 200 cursos na área da educação (Geografia e História principalmente) onde cursou Licenciatura em História de 2009 a 2013. Autor também de alguns cursos de Administração onde cursa atualmente o 3º semestre em Administração e Gestão pela IERGS em Porto Alegre - RS. Pós-Graduado em História do Brasil pela PROMINAS.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Império Brasileiro (1822-1889)

    Império Brasileiro (1822-1889)

  • A independência

    A independência

    D.Pedro fica no Brasil após o retorno da família real em decorrência da Revolução do Porto de 1820.
    A consolidação de algumas prerrogativas da revolução, como a diminuição das liberdades conquistadas pelos brasileiros atingiu em cheio o descontentamento de boa parte da elite brasileira que passa a se agrupar em torno de D.Pedro. A ideia de ruptura ganha força, sendo qualquer possibilidade de recolonização rejeitada.

    2

  • Independência ou Morte?

    Independência ou Morte?

    3

  • Primeiro Reinado (1822-1831)

    Primeiro Reinado (1822-1831)

    A consolidação da independência:
    Combates entre os favoráveis a independência e as tropas portuguesas presentes no Brasil
    Os EUA reconhecem a independência em 1824.
    Portugal reconhecem formalmente a independência em 1825, compensando a antiga metropóle com a quantia de 2 milhões de libras esterlinas e a não permissão de união com qualquer outra colônia.

    4

  • Os ingleses retardaram o reconhecimento numa tentativa de forçar o Brasil a imediata abolição do tráfico, o que não ocorreu.
    No entanto, a Inglaterra obteve imensas vantagens com o reconhecimento da independência
    Renovação dos Tratados de 1810
    Tomada de empréstimos com a Inglaterra para abater a dívida portuguesa herdada.

    5

  • 6

  • Particularidades do processo de Independência

    Particularidades do processo de Independência

    A emancipação do Brasil não resultou em maiores alterações da ordem social e econômica, ou da forma de governo.
    Contraste com o modelo atribulado de emancipação da América Espanhola
    A presença de D.João VI no Brasil nos anos anteriores auxilia na construção de uma tradição monárquica nas cidades mais importantes, como o Rio de Janeiro.

    7

  • Constituinte de 1823

    Constituinte de 1823

    D.Pedro afirma defender a Constituição “se fosse digna do Brasil e dele próprio. Isso reforçava a ideia de que a palavra final seria dele.
    A maioria dos constituintes adotava uma postura liberal moderada

    8

  • Constituição da Mandioca

    Constituição da Mandioca

    Anteprojeto apresentado pela constituinte
    Utilização de alguns princípios iluministas como a soberania e o liberalismo econômico
    Caráter anticolonialista expresso no xenofobismo contra os portugueses.
    Limitação do poder do monarca, para tanto a Câmara se tornaria indissolúvel e as Forças Armadas ficariam sob o comando do Legislativo.
    Eleições indiretas e o voto censitário baseado nos alqueires plantados de mandioca, o que garantiria a elite brasileira o domínio da vida política
    O veto de D.Pedro I levou os constituintes ao episódio conhecido como Noite da Agonia

    9

  • Constituição de 1824

    Constituição de 1824

    A constituição vai ser Outorgada, ou seja imposta pelo imperador
    Mantém alguns princípios do antigo projeto como a noção de soberania
    Criação de uma nobreza de título
    Religião católica como sendo a oficial
    Senado Vitalício, cujos membros eram escolhidos pelo imperador
    Voto indireto e censitário
    O país foi dividido em províncias cujos presidentes eram nomeados pelo imperador
    Criação do Conselho de Estado
    Poder Moderador, concentrava poderes nas mãos do rei

    10

  • Confederação do Equador (1824)

    Confederação do Equador (1824)

    Inspirados pelos levantes de 1817, um grupo de habitantes de Pernambuco iniciou um movimento antimonarquista. Tal oposição originou-se nas constantes crises da economia regional e as cargas tributárias impostas pelo governo.
    Os pernambucanos sentiram o peso do autoritarismo real quando D. Pedro I depôs o então governador, Manuel de Carvalho Paes de Andrade, e indicou um substituto para o cargo.

    11


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Império Brasileiro (1822-1889)
  • A independência
  • Independência ou Morte?
  • Primeiro Reinado (1822-1831)
  • Particularidades do processo de Independência
  • Constituinte de 1823
  • Constituição da Mandioca
  • Constituição de 1824
  • Confederação do Equador (1824)
  • Abdicação de D. Pedro I
  • Período Regencial (1831-40)
  • Regência Trina Provisória (1831)
  • Regência Trina Permanente (1831-35)
  • Regência Una de Padre Feijó (1835-1837)
  • Regência Uma de Araújo Lima (1837-1840)
  • Revoltas Regenciais
  • Cabanagem (1835-40)
  • Sabinada (1831-1833)
  • Balaiada (1838 — 1841)
  • Revolta da Farroupilha (1835 — 1845 )
  • 2º Reinado (1840-1889)
  • Política
  • Economia
  • Guerra do Paraguai
  • Declínio do Império (1870-1889)