Curso Online de REDAÇÃO COMO ELABORAR TEXTOS  NARRATIVOS, DISSERTATIVOS E DESCRITIVOS.

Curso Online de REDAÇÃO COMO ELABORAR TEXTOS NARRATIVOS, DISSERTATIVOS E DESCRITIVOS.

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

Por: R$ 99,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

...

Graduado em Tecnologia em Petróleo e gás, Gestão Ambiental,Gestão Empresarial, Gestão em Biocombustíveis e Técnico em Informatica.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • redação
    como elaborar textos narrativos, dissertativos e descritivos.

  • o texto é:

    estrutura

    introdução

    desenvolvimento

    conclusão

    solucionar

    citar

    explicar

  • o texto é:

    tipologia

    narração

    dissertação

    descrição

    caracterizar

    contar

    explicar

  • a carta é um tipo de texto que se caracteriza por ser dirigido a um interlocutor particular. a carta como modalidade de redação exigida em exames vestibulares destina-se normalmente a um interlocutor conhecido do público (em geral, uma autoridade ou pessoa de influência na sociedade e procura tratar de um tema da atualidade.
    de modelo dissertativo, exige do redator um posicionamento claro sobre o tema e uma argumentação explícita em favor da defesa de seu ponto de vista. como o texto é dirigido a alguém em particular, cabe ao redator encontrar o tom e os argumentos mais adequados ao tratamento da pessoa.
    conhecer previamente as idéias do interlocutor é fundamental para que se possa definir uma estratégia de argumentação.
    esse tipo de texto dispensa o título. em seu lugar, porém, deve ser usado um vocativo, ou seja, o termo que indica a quem se dirige a carta (nome da pessoa antecedido de algum pronome de tratamento).

    carta

  • data e local
    vocativo,
    início do teexto..............................
    .........................................................................................................................................................................................................
    .................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................
    despedida,
    assinatura

    data e local
    vocativo,
    início do teexto..............................
    .........................................................................................................................................................................................................
    .................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................
    despedida,
    assinatura

  • carta de uma mãe portuguesa

  • lisboa, 28 de abril de 2000
    querido filho luís antunes...
    te escrevo estas linhas para que saibas que estou viva. te escrevo devagar, porque sei que tu não consegues ler rápido. bom, não vais mais reconhecer a casa quando vieres porque a gente mudou.
    finalmente enterramos teu avô miguel. encontramos o cadáver, pois, com esse negócio da mudança, ele estava no armário, desde aquele dia em que ganhou da gente, brincando de esconde esconde. hoje, tua irmã sônia teve um nenê, mas como não sabe se é menino ou menina, não posso dizer se você é tio ou tia.
    quem não tem aparecido por aqui é o tio osvaldo que morreu totalmente no ano passado. e teu primo rubens que sempre acreditou ser mais rápido que o touro, comprovou que não era. ah! finalmente os engarrafadores de refresco aqui de portugal tiveram a grande idéia de por um letreiro na tampinha que diz : abra por aqui. que achas ? teu irmão alaor fechou o carro com a trava e deixou as chaves dentro : teve de ir lá em casa, para pegar a chave duplicata e poder tirar todos nós de dentro do carro.... passamos o maior calor!!
    esta carta, te mando com o josé walter, que vai amanhã para aí. a propósito, será que podes pegá-lo no aeroporto?
    bom meu filho. não te escrevo o endereço porque não sei. é que a última família portuguesa que vivia aqui nesta casa, levou os números para não terem de mudar de endereço. se encontrares a dona anésia, dá um alô de minha parte, caso não a encontres não precisa dizer nada.
    tua mãe que te ama: eu
    ps. ia te mandar $100.000 escudos, mas já fechei o envelope.

  • principais temas e discussões...

  • disserte:

    o problema da violência é um fator que realmente interessa a polícia ou a sociedade? é dela ou é nossa a culpa?

  • nos últimos anos, a sociedade brasileira entrou no grupo das sociedades mais violentas do mundo.
    hoje, o país tem altíssimos índices de violência urbana (assaltos, seqüestros, extermínios); violência doméstica (praticadas no próprio lar); violência familiar e violência contra a mulher.
    a violência no brasil cresce de forma acelerada e sem controle
    cerca de 50 mil brasileiros assassinados todos os anos. número que supera o de mortes em países que enfrentam guerras, como o iraque.
    o país assiste atônito à escalada do poder e à ousadia do crime organizado,
    é frágil a segurança pública, com policiais despreparados e, em muitos casos, corruptos. nosso sistema carcerário é ineficiente e temos ainda a conhecida impunidade que, apoiada por leis inadequadas à realidade
    apoie as leis e defenda o código civil, diga que o problema é a corrupção mas sem generalizar.

    é bom usar as informações:

  • não culpe o governo
    não demonstre incapacidade do país em erradicar a violência
    não generalize que a pobreza é a principal causa
    não cite a favela ou os bairros carentes e pobres como sendo um exemplo de que a violência de fato está generalizada
    não generalize que o dinheiro compra sentenças e policiais
    não defenda a violência do olho por olho e dente por dente
    não diga que não há solução
    não diga que a bandidagem tem razão de praticar crimes porque passa por problemas sociais
    não compare a violência no brasil com a do resto do mundo
    não diga que na europa é diferente

    não usar as informações:


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 99,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Narrativa: