Curso Online de A Hora do Jogo Diagnóstica
5 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de A Hora do Jogo Diagnóstica

Definição O primeiro contato A linguagem lúdica Hora do jogo diagnóstica O papel do psicólogo O setting O enquadre A sequência Vantagens...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

Por: R$ 25,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Definição
O primeiro contato
A linguagem lúdica
Hora do jogo diagnóstica

O papel do psicólogo
O setting
O enquadre
A sequência
Vantagens
Bibliografia

Psicólogo, graduado em Psicologia pelo Centro Universitário do Norte - Laureate International Universities - UNINORTE LAUREATE. Formação e capacitação em: Investigação Diagnóstica das Demências - Indicadores clínicos, neurológicos, psicológicos e neuropsicológicos; Alzeheimer – Implicações Neuropsicológicas;Noções Básicas de Ludoterapia; Como Lidar com Crianças Hiperativas; e Arteterapia. Possui experiência em atendimento e acompanhamento psicológico, escuta terapêutica emergencial com técnicas de Psicoterapia Breve e Focal. Atendimento clínico a dependentes químicos, doentes mentais e familiares, pessoas com deficiência e pacientes em tratamento de câncer e outras demandas. Ministra palestras, cursos de capacitação, aplicação de testes, questionários e entrevistas.


- Caroline Citadin

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • A HORA DO JOGO DIAGNÓSTICA

    MUZAK AYALA
    Psicólogo – CRP 20/04674

    A HORA DO JOGO DIAGNÓSTICA

  • SUMÁRIO

    SUMÁRIO

    Definição
    O primeiro contato
    A linguagem lúdica
    Hora do jogo diagnóstica

    O papel do psicólogo
    O setting
    O enquadre
    A sequência
    Vantagens
    Bibliografia

  • Definição

    Definição

    Está fundamentada num referencial teórico psicodinâmico, sendo um recurso técnico que o psicólogo utiliza dentro do processo diagnóstico ou de tratamento, que tem começo, desenvolvimento e fim em si mesmo, operando como unidade para o conhecimento inicial da criança ou do adolescente e cujos dados serão ou não confirmados com uma testagem.

    (ARZENO,1995)

  • O Primeiro Contato

    O Primeiro Contato

    A primeira hora de contato com a criança ou o adolescente, equivale à 1ª entrevista que é feita com o adulto.

    Essa 1ª entrevista com a criança é livre, assim como com o adulto; todavia, existem diferenças importantes. O adulto em geral, fala sobre os seus problemas, já a criança, na melhor das hipóteses, consegue dizer umas poucas palavras sobre o que está acontecendo com ela.

  • O Primeiro Contato

    O Primeiro Contato

    Na entrevista prévia com os pais, deve-se combinar que estes lhe dirão o motivo pelo qual a levariam ao consultório, sem faltar à verdade, mas sem detalhes profundos. É desse ponto, que se inicia o diálogo com a criança:

    “Você sabe porque os seus pais a trouxeram aqui?

  • O Primeiro Contato

    O Primeiro Contato

    Se a resposta for afirmativa, isso dará uma pauta a partir da qual poder-se-á iniciar o diálogo. Ao contrário, se a resposta for negativa, deve-se resumir o que foi falado com os seus pais e o que combinamos que seria dito a ela.

    Às vezes, as crianças pode responder com uma negação para provar se o que os pais lhe disseram equivale efetivamente ao que o terapeuta está dizendo.

  • O Primeiro Contato

    O Primeiro Contato

    E quando as palavras não vêm ou acabam, o que fazer?

  • O Primeiro Contato

    O Primeiro Contato

    É a hora de empregar outros recursos, outras formas de linguagem, muito apropriadas ao nível da criança e do adolescente: a linguagem lúdica e gráfica.

  • A Linguagem Lúdica

    A Linguagem Lúdica

    Freud foi o 1º estudioso que refletiu sobre a função e o mecanismo psicológico da atividade lúdica infantil, quando interpretou a brincadeira de seu neto de 18 meses de idade.

  • A Linguagem Lúdica

    A Linguagem Lúdica

    O menino brincava com um carretel amarrado em um barbante e, sempre segurando o fio, lançava o carretel por cima de seu berço, cercado por uma cortina, onde esse desaparecia. Exclamava, então, “fort” - (fora), puxando logo em seguida o barbante, até atirar o carretel para dentro do berço, saudando seu aparecimento com um alegre “da” - (aqui).

  • A Linguagem Lúdica

    A Linguagem Lúdica

    Freud compreendeu que o seu neto estava brincando de ir embora e voltar, e que era a maneira que ele tinha para controlar a angústia da ausência da mãe. Desse modo, ele não estava meramente se divertindo; pelo contrário, por meio da manipulação do brinquedo, estava dominando uma situação que, de outra forma, seria impossível controlar. Concluiu então, que as crianças repetem nas suas brincadeiras tudo o que na vida lhes causou profunda impressão e, brincando, se tornam “senhoras” da situação.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 25,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • A HORA DO JOGO DIAGNÓSTICA
  • SUMÁRIO
  • Definição
  • O Primeiro Contato
  • A Linguagem Lúdica
  • Hora do Jogo Diagnóstica
  • O Papel do Psicólogo
  • O Setting
  • O Enquadre
  • A Sequência
  • Vantagens
  • Bibliografia