Curso Online de Existencialismo e Psicologia - Introdução

Curso Online de Existencialismo e Psicologia - Introdução

Conheça o existencialismo enquanto vertente filosófica e sua relação com a psicologia e a prática da psicoterapia existencial. Este curs...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 8 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 24,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Conheça o existencialismo enquanto vertente filosófica e sua relação com a psicologia e a prática da psicoterapia existencial.

Este curso oferece uma introdução sobre a filosofia existencialista e sua relação com a psicologia, alguns dos filósofos da existência, temas existenciais e a psicoterapia existencial.


Conteúdo

1. Introdução ao Existencialismo
2. Filósofos da Existência
3. Temas Existenciais
4. Psicoterapia Existencial

Bruno Carrasco, fenomenólogo existencial, estudioso da área de humanas e professor de filosofia. Graduado em Psicologia, licenciado em Filosofia e Pedagogia, pós-graduado em Ensino de Filosofia e especializado em Psicoterapia Fenomenológico-Existencial, possui formação em Educação Participativa e Arteterapia. Possui interesse em diversas áreas, tais como a psicologia, a filosofia, as artes e a pedagogia. Busca somar conhecimentos e experiências de modo a compreender cada ser humano de maneira aprofundada, reconhecendo suas particularidades e seus distintos modos de ser e de se pronunciar.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • EXISTENCIALISMO E PSICOLOGIA

    Introdução ao existencialismo, aos filósofos da existência,
    aos temas existenciais e a prática da psicoterapia existencial

    Por Bruno Carrasco, psicoterapeuta existencial
    ex-isto www.ex-isto.com

  • O que é EXISTENCIALISMO?

  • O que é existencialismo?

    Existencialismo é um termo popular, utilizado em diversas circunstâncias. Algumas pessoas dizem “assisti um filme existencial”, ou “estou em crise exitencial, “essa música é bem existencial”, mas o que elas querem dizer com isso nem sempre corresponde ao significado de existencialismo, enquanto uma vertente filosófica.
    Não é muito simples compreender o existencialismo, pois há muitos representantes dessa filosofia e cada um segue caminhos um pouco distintos. Apesar disso, há alguns elementos que são comuns a maioria deles.
    ex-isto www.ex-isto.com

  • Contextualização

    Durante os séculos XIX e XX, o povo europeu vivenciou muitas mudanças, experimentou sentimentos de inquietação e caos, primeiramente diante da crise da subjetividade, que foi expressa por meio do Romantismo nas artes, e posteriormente com os conflitos e as guerras mundiais.
    Essas experiências geraram um sentimento de questionamento sobre o ser humano, fazendo este refletir sobre sua própria existência, sobre temas como o sentido da vida, o sofrimento emocional, as dores de existir e as angústias existenciais. E além disso, a buscarem novas respostas, pois os valores antigos já não mais imperavam, era preciso novas referências para novos tempos.
    ex-isto www.ex-isto.com

  • Questionamento sobre o Cientificismo

    Entre o final do século XIX e início do século XX também ocorrem diversos questionamentos e um sentimento de desconfiança para com o cientificismo.
    Cientificismo é uma crença de que a ciência e a razão humana poderiam resolver todos os problemas da humanidade, e tornar a vida e a convivência entre as pessoas melhor e mais saudável. Porém, com as duas grandes guerras no início do século XX, mortes de militares e civis, por armas e bombas com alto grau de destruição, construídas por meio de pesquisas científicas, muitos filósofos e inclusive cientistas passam a desacreditar na ciência, e perceber que ela pode ser utilizada para destruir a própria humanidade. Esses questionamentos influenciam um novo olhar sob o ser humano.
    ex-isto www.ex-isto.com

  • Críticas ao Racionalismo

    Grande parte dos existencialistas também criticam a filosofia Racionalista, que corresponde a uma vertente de filosofia que se desenvolveu durante os séculos XVII e XVIII, que toma a razão como principal meio do ser humano conhecer as coisas e o mundo, desprezando o corpo, os sentidos e as emoções.
    O racionalismo surge com influência do pensamento de Platão (século V a.C.), dividiu o entendimento do mundo em duas esferas, o mundo das ideias e o mundo dos sentidos. Em sua filosofia, Platão entende que o mundo que vivemos e percebemos (dos sentidos) é mutável, tudo se transforma, por isso não há como garantir conhecimentos seguros, por isso entendeu esse mundo como “enganoso”. Segundo ele a verdade está no mundo das ideias, que seria atingido apenas por meio da razão.
    ex-isto www.ex-isto.com

  • Críticas à Metafísica

    A metafísica corresponde à toda ideia, saber ou crença que esteja além da física, ou seja, além do mundo material e concreto, que podemos ver, sentir, tocar. A filosofia idealista é muitas vezes tida como metafísica, por se tratar especialmente de ideias ao invés de coisas concretas, contrário à filosofia materialista.
    Muitos dos autores existencialistas criticam e contrariam as concepções metafísicas, voltando suas reflexões para as coisas concretas do mundo, que podemos ver, perceber e sentir. Para a filosofia existencialista, o significado da existência humana não está em abstrações ou racionalizações metafísicas, mas na própria existência concreta.
    ex-isto www.ex-isto.com

  • “A primeira coisa que a filosofia existencial faz é recusar-se a reduzir o ser humano e sua personalidade a uma entidade qualquer. Não se pode reduzir o homem a ser um animal racional, mas tampouco a ser um animal social, ou a um ente psíquico, ou biológico. O homem não é, pois, nenhuma substância, suscetível de ser determinada objetivamente, seu ser é um constituir-se a si próprio.” (MORA, José. Dicionário de Filosofia, tomo II, São Paulo: Loyola, 2005)

  • Expressão literária e filosófica

    Todas essas condições históricas, concretas e subjetivas fizeram germinar uma nova vertente de expressão literária e filosófica, o existencialismo.
    Podemos perceber a angústia existencial expressa em quadros expressionistas, como “O Grito”, do artista norueguês Edvard Munch (1863-1944), que mostra uma pessoa diante de um momento de angústia e desespero existencial, destacando a intensidade dos sentimentos.
    Expressionismo foi um movimento artístico iniciado no final do século XIX, que não buscava representar nas obras uma cópia objetiva da natureza, mas destacar o humano e as emoções humanas tal como são sentidas.
    ex-isto www.ex-isto.com

  • Existencialismo na Literatura

    O existencialismo tem início na literatura europeia e russa do final do século XIX, se estendendo para o século XX. Tem como característica a exploração da existência subjetiva, das emoções e das singularidades, tratando de temas como a liberdade, as escolhas, as dores e as angústias de existir.
    Alguns autores:
    Fiódor Dostoiévski (1821-1881), Liev Tolstoi (1828-1910)
    Oscar Wilde (1854-1900), Hermann Hesse (1877-1962)
    Franz Kafka (1883-1924), Fernando Pessoa (1888-1935)
    Albert Camus (1913-1960), Clarice Lispector (1920-1977)
    Charles Bukowski (1920-1994), Jack Kerouac (1922-1969)
    ex-isto www.ex-isto.com

  • Existencialismo na Filosofia

    É uma vertente de filosofia contemporânea, que reconhece e valoriza as diferenças individuais e a liberdade de ser, propondo um modo peculiar de compreender a existência.
    Trata-se de uma filosofia ética que questiona e reflete sobre o modo como cada indivíduo leva sua vida e lida com suas necessidades, em suas condições históricas, materiais e subjetivas;
    Questiona e contraria alguns conceitos tradicionais na filosofia, como: o racionalismo, a metafísica, o essencialismo, o determinismo, o idealismo, o positivismo, entre outros.
    ex-isto www.ex-isto.com


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 24,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • EXISTENCIALISMO E PSICOLOGIA
  • O que é EXISTENCIALISMO?
  • Contextualização
  • Existencialismo na Literatura
  • Existencialismo na Filosofia
  • Definição de Existencialismo
  • Princípios do Existencialismo
  • Concepção de Ser Humano
  • Alguns dos Filósofos da Existência
  • TEMAS EXISTENCIAIS
  • Existência
  • Angústia
  • Situações que podem gerar angústia
  • Sentido da vida
  • FILÓSOFOS DA EXISTÊNCIA
  • SÖREN
  • KIERKEGAARD
  • (Dinamarca, 1813-1855)
  • Sören Kierkegaard
  • Filosofia de Kierkegaard
  • Existência humana
  • Existir = escolher
  • O ser humano não é predeterminado
  • Desespero existencial
  • Autenticidade
  • Kierkegaard e o existencialismo
  • Elementos da filosofia de Kierkegaard:
  • FRIEDRICH NIETZSCHE
  • (Alemanha, 1844-1900)
  • Sobre Nietzsche
  • O Nascimento da Tragédia
  • Apolíneo e Dionisíaco
  • Críticas ao Cristianismo
  • Moral do rebanho e moral dos senhores
  • Além-do-homem
  • Elementos da filosofia de Nietzsche:
  • JEAN-PAUL SARTRE
  • (França, 1905-1980)
  • JEAN-PAUL SARTRE
  • Sartre e o existencialismo
  • A existência precede a essência
  • Diferenças entre pessoas e objetos
  • ?Condenado a ser livre?
  • Responsabilidade e transformação
  • A má-fé
  • Concepção de ser humano
  • A condição humana
  • Projeto para fora
  • Filosofia de ação
  • Elementos da filosofia de Sartre:
  • PSICOLOGIA
  • Psicologia
  • Abordagens na Psicologia
  • Psicologia Comportamental
  • Comportamento
  • Terapia Comportamental
  • Psicanálise
  • Níveis de consciência
  • Estrutura da psiquê
  • Gestalt-terapia
  • Abordagem Centrada da na Pessoa
  • Abordagem Centrada na Pessoa
  • PSICOTERAPIA EXISTENCIAL
  • Psicoterapia
  • Psicoterapia Existencial
  • Objetivos da Psicoterapia Existencial
  • Valores da Psicoterapia Existencial
  • Referências Bibliográficas
  • EX-ISTO
  • Bruno Carrasco