Curso Online de A Inclusão de universitários com necessidades especiais

Curso Online de A Inclusão de universitários com necessidades especiais

A inclusão identifica as barreiras que alguns grupos encontram no acesso a educação, auxilia na busca dos recursos, trazendo a tona um ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 25,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

A inclusão identifica as barreiras que alguns grupos encontram no acesso a educação, auxilia na busca dos recursos, trazendo a tona um paradigma educacional na universidade aberto as diferenças.
A fim de promover a transformação dos espaços educacionais, é relevante analisar alternativas pedagógicas para todos, como é garantido na Constituição Federal.
A educação inclusiva conjuga políticas educacionais e políticas sociais amplas com a implantação de propostas que requerem mudanças na gestão, na formação de professores, nas metodologias, ações colaborativas que respondam às necessidades de todos os alunos.

Introdução
Paralisia
Síndrome de Down
Autismo
Transtorno de Hiperatividade
Transtorno de Déficit de Atenção
Distúrbios de Aprendizagem
Dislexia
Disgrafia
Dislalia
Análise das universidades mediante os alunos portadores de deficiência
O que é necessário para portadores de deficiência física
O que é necessário para alunos com deficiência visual
O que é necessário para alunos com deficiência auditiva
Dificuldades dos professores e gestores
Conclusão


Formação Acadêmica:Pedagogia Especialização em: Psicologia e Saúde Mental Educação à Distância Metodologia da Pesquisa



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • A inclusão de universitários com necessidades especiais

    A inclusão de universitários com necessidades especiais

    Raquel Sampaio

  • Introdução

    A educação inclusiva é fundamentada na  universalização do acesso à educação e na diversidade, com educação de qualidade para todos.

    Sendo assim, é essencial uma pedagogia centrada, com participação da família e da comunidade, para promover uma real aprendizagem dos alunos na inclusão.

  • A inclusão identifica as barreiras que alguns grupos encontram no acesso a educação, auxilia na busca dos recursos, trazendo a tona um paradigma educacional na universidade aberto as diferenças.

    A fim de promover a transformação dos espaços educacionais, é relevante analisar alternativas pedagógicas para todos, como é garantido na Constituição Federal.

  • A Educação Inclusiva é, sim, uma questão de direitos humanos, mas ela também implica em políticas públicas, ações implementadas e avaliadas.

    A educação inclusiva conjuga políticas educacionais e políticas sociais amplas com a implantação de propostas que requerem mudanças na gestão, na formação de professores, nas metodologias, ações colaborativas que respondam às necessidades de todos os alunos.

  • Na sociedade democrática o discurso é de igualdade por uma educação para todos.

    No entanto, identificamos pontos de mudança para atingir essa qualidade esperada da educação inclusiva nas universidades.

  • Na história da humanidade, atitudes da sociedade com pessoas deficientes, de acordo com os fatores econômicos, culturais, filosóficos e científicos, revelam que pessoas com deficiência foram condenadas ao exílio e até mesmo a fogueira, consideradas criaturas malignas que tinham pacto com o demônio.

  • Nas primeiras décadas do século XX, a industrialização gerou mudanças sociais e descobertas científicas, grandes e fortes esclarecimentos sobre problemas congênitos, disfunções sensoriais, distúrbios mentais e físicos, instalando-se direitos de igualdade e fraternidade entre os seres humanos, conforme a Declaração Universal dos Direitos Humanos (1948).

  • Artigo 1o e 2o:

    (...) todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direito, sem distinção alguma, de raça, de cor, de sexo, de língua, de religião, de opinião política ou outra, de origem nacional ou social de fortuna, de nascimento ou de qualquer outra situação, assegurando as pessoas com deficiência os mesmos direitos à liberdade, a sua vida digna, a educação fundamental, ao desenvolvimento pessoal e social e a livre participação na vida da comunidade.

  • A partir da década de 90 a Declaração de Salamanca (1994) discutiu a atenção aos alunos com necessidades especiais e a educação para todos (Declaração de Jomtien, 1990).

    Ao assinar esta Declaração, o Brasil comprometeu-se com tais objetivos, que visam a transformação dos sistemas de educação inclusivos.

  • A partir da Convenção de Guatemala (1999), as pessoas portadoras de deficiência passaram a ter os mesmos direitos e liberdades que outras pessoas, direitos estes que incluem não ser submetido a discriminação com base na deficiência, com a dignidade inerente a todo ser humano.

  • Ainda percebe-se uma certa falta de preparo dos docentes, faltam métodos adequados de ensino, material didático adaptado, melhor comunicação entre professor e aluno, melhor aquisição de conhecimento, o que, muitas vezes, impossibilita o desenvolvimento do educando com necesidades especiais no ensino superior.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 25,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • A inclusão de universitários com necessidades especiais
  • Conclusão A deficiência pode ser definida como um comprometimento de uma capacidade, que limita ou impede o desempenho motor de uma pessoa, ocasionando alterações ortopédicas e/ou neurológicas.