Curso Online de Análise do Comportamento Aplicada ao Autismo - ABA

Curso Online de Análise do Comportamento Aplicada ao Autismo - ABA

Prezado aluno, Seja bem vindo ao curso Análise do Comportamento Aplicada ao Autismo - ABA

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 85 horas


Por: R$ 49,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Prezado aluno,

Seja bem vindo ao curso Análise do Comportamento Aplicada ao Autismo - ABA

Profissional ricamente capacitada com formação superior na área da pedagogia com pós graduação em Neuropsicologia.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • Análise do Comportamento Aplicada ao Autismo - ABA

    85 HORAS

  • Seja bem vindo

    Ao curso

    Análise do Comportamento Aplicada ao Autismo - ABA

  • Modalidade online

    Curso livre

    Curso destinado aos profissionais da área da educação.

  • INTRODUÇÃO AO BEHAVIORISMO E À CIÊNCIA DO COMPORTAMENTO - CONCEITOS BÁSICOS

    Behaviorismo (do inglês: behavior, "comportamento") é uma abordagem sistemática para a explicação do comportamento de seres humanos e animais. Para o behaviorismo, comportamento é tudo aquilo que um organismo humano ou animal faz ou produz, incluindo ações privadas, como sentir ou pensar. Enquanto área de estudo, o behaviorismo busca compreender, principalmente, as causas que levam os processos de aquisição, manutenção e perda de comportamentos de um organismo.

  • O behaviorismo surgiu no início dos anos 1900 como uma reação à psicologia profunda e outras formas tradicionais de psicologia, que muitas vezes tinham dificuldade em fazer previsões que pudessem ser testadas experimentalmente. Dessa forma, cita-se, por exemplo, Edward Thorndike, um dos pioneiros no behaviorismo. Thornidike diferenciou-se dos demais psicólogos de sua época ao tentar estudar experimentalmente o comportamento.

  •  Um de seus experimentos mais icônicos refere-se ao momento onde ele colocou repetidamente gatos famintos em caixas de madeira que eram alimentados todas as vezes que eles conseguissem sair da caixa. Thorndike percebeu que quanto mais vezes os gatos era colocadom nas caixas, mais rápido eles conseguiam escapar. 

  • Assim, postulou a chamada Lei do efeito, que dizia que um comportamento seria fortalecido caso sua consequência viesse a ser agradável e que um comportamento seria enfraquecido caso sua consequência viesse a ser desagradável. Embora a lei do efeito não seja mais válida atualmente, sua criação expõe elementos essenciais do behaviorismo: uma ciência experimental que busca explicar as causas do comportamento, assim como sua aprendizagem.

  • Com uma publicação de 1924, John B. Watson concebeu o behaviorismo metodológico, que rejeitou métodos introspectivos e buscou entender o comportamento apenas medindo comportamentos e eventos observáveis. Não foi até a década de 1930 que B. F. Skinner sugeriu que o comportamento encoberto incluindo cognição e emoções está sujeito às mesmas variáveis de controle que o comportamento observável, que se tornou a base de sua filosofia chamada behaviorismo radical.

  • Enquanto Watson e Ivan Pavlov investigaram como estímulos neutros (condicionados) eliciam reflexos no condicionamento respondente, Skinner avaliou as histórias de reforçamento dos estímulos discriminativos (antecedentes) que emitem o comportamento; a técnica ficou conhecida como condicionamento operante.

  • A aplicação do behaviorismo radical conhecida como análise aplicada do comportamento  é usada em diversos contextos, incluindo, por exemplo, o comportamento animal aplicado e o gerenciamento do comportamento organizacional para o tratamento de transtornos mentais, como autismo e abuso de substâncias.[7][8] Além disso, embora o behaviorismo e as escolas cognitivas de pensamento psicológico não concordem teoricamente, eles se complementam nas terapias cognitivo-comportamentais, que demonstraram utilidade no tratamento de certas patologias, incluindo fobias simples, TEPT e transtornos do humor.

  • Bechterev, grande estudioso de neurologia e psicofisiologia, foi o primeiro a propor uma Psicologia cuja pesquisa se baseia no comportamento, em sua Psicologia Objetiva.[9]


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 49,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Análise do Comportamento Aplicada ao Autismo - ABA
  • INTRODUÇÃO AO BEHAVIORISMO E À CIÊNCIA DO COMPORTAMENTO - CONCEITOS BÁSICOS
  • FORTALECIMENTO DE REPERTÓRIO COMPORTAMENTAL E TENTATIVAS DISCRETAS
  • INCLUSÃO ESCOLAR, HABILIDADES ACADÊMICAS E GERENCIAMENTO DE EQUIPE
  • Políticas educacionais inclusivas
  • Inclusão de alunos com necessidades educacionais especiais
  • TRANSTORNO HIPERCINÉTICO
  • TRANSTORNOS GLOBAIS DE DESENVOLVIMENTO
  • TDAH
  • TRANSTORNO INVASIVO DO DESENVOLVIMENTO
  • AUTISMO
  • LEGISLAÇÃO E NORMAS
  • INDICADORES DE DESENVOLVIMENTO E SINAIS
  • Normatização Da educação especial
  • AUTISMO
  • LEGISLAÇÃO E NORMAS
  • INDICADORES DE DESENVOLVIMENTO E SINAIS
  • INTRODUÇÃO À TERAPIA ABA: UM PANORAMA DA ÁREA
  • PROGRAMA DE ENSINO INDIVIDUALIZADO (PEI)