Curso Online de APERFEIÇOAMENTO TRANSTORNO GLOBAL DO DESENVOLVIMENTO / TRANSTORNO ESPECTRO AUTISTA.
5 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de APERFEIÇOAMENTO TRANSTORNO GLOBAL DO DESENVOLVIMENTO / TRANSTORNO ESPECTRO AUTISTA.

CURSO DE APERFEIÇOAMENTO TRANSTORNO GLOBAL DO DESENVOLVIMENTO / TRANSTORNO ESPECTRO AUTISTA.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 6 horas

Por: R$ 50,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

CURSO DE APERFEIÇOAMENTO TRANSTORNO GLOBAL DO DESENVOLVIMENTO / TRANSTORNO ESPECTRO AUTISTA.

Professora, Pedagoga, Especialista em Supervisão Escolar, Especialista em Educação Infantil Especialista em Neuropsicopedagogia Mestra em Ciências da Educação Simone Helen Drumond Ischkanian é autora do Projeto: Autismo e Educação(portfólios de atividades educacionais)- Os portfólios educacionais de autoria de Simone Helen Drumond Ischkanian, foram projetados em diversos níveis cognitivos e motor. O método e as técnicas estão embasadas no lúdico, com o uso de recursos concretos. As técnicas compreendem que alguns autistas têm dificuldades de relacionamento e de conexão com as pessoas à sua volta, por isso, vale-se de motivações com recursos lúdicos e brinquedos pedagógicos. Os procedimentos metodológicos não oferece falsas esperanças educacionais, mas viabiliza recursos pedagógicos aos pais, educadores e terapeutas de como é possível desenvolver as habilidades de um autista. As técnicas planejadas nos portfólios são a favor do cérebro do autista, por isso, quando algumas atividades são trabalhadas por mais de uma vez, elas são aliadas a etapas de evolução cognitiva e motora. Quando o autista revela que desenvolveu aquela habilidade, logo o portfólio seguinte amplia a motivação e permite que o conteúdo possa ser ampliado e ensinado de diversos pontos de vistas. A resposta são as competências reveladas pelo autista. A partir dos comportamentos ritualistas são planejadas atividades lúdicas de contato ocular, desenvolvimento social e inclusão de diversos conteúdos que permitem o autista projetar-se educacionalmente.


- Érica Cristina Ferreira De Assunção

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • As 10 coisas que toda criança com autismo gostaria que você soubesse, por Ellen Notbohm, traduzido para a Revista Autismo, edição de abril/2012 Vamos ver o vídeo:

    http://youtu.be/9CF8TKkZRKA

  • A incapacidade muito acentuada de desenvolver relações interpessoais nos cinco primeiros anos, caracteriza-se por uma falta de reação e de interesse pelos outros, sem comportamento de apego normal.

  • Essas dificuldades se manifestam na primeira infância: pela ausência de uma atitude de antecipação (ao dar colo a essas crianças, elas assumem uma postura rígida, ao contrário do esperado); pela ausência de contato visual e pela ausência de resposta de sorriso e de mímica.

  • A criança autista não utiliza o contato visual para chamar a atenção, além disso, há ausência, atraso ou cessação do sorriso, em resposta aos sorrisos dos outros.
    É indiferente aos outros, os ignora e não reage à afeição e ao contato físico.

  • Ausência de apego seletivo: a criança parece não
    distinguir os pais dos adultos estranhos.

  • O autista se comporta mais frequentemente como se estivesse só, como se os outros não existissem. Mais ainda, as crianças autistas não procuram ser acariciadas ou reconfortadas pelos pais quando tem dor ou quando tem medo. Às vezes, elas se interessam por uma parte do outro, sua mão, um detalhe do vestuário.

  • Na primeira infância existe inaptidão a brincar em grupo ou a desenvolver laços de amizade; mostram pouca emoção, pouca simpatia ou empatia por outro.
    À medida em que crescem (cerca de 5 ou 6 anos) pode se desenvolver uma maior ligação, mas as ligações sociais permanecem
    superficiais e imaturas.

  • AUTISMO NA ESCOLA PÚBLICA É POSSIVEL!

    Vamos ver o vídeo:

    http://youtu.be/DRscjg3tVFM

  • AUTISMO – ESCOLA, EDUCADORES, TERAPEUTAS E FAMÍLIA

    O AUTISTA RECÉM NASCIDO:

    parece diferente dos outros bebês;
    parece não precisar de sua mãe;
    raramente chora ("um bebê muito comportado");
    torna-se rígido quando é pego no colo;
    às vezes muito reativo aos elementos e irritável

  • AUTISMO – ESCOLA, EDUCADORES, TERAPEUTAS E FAMÍLIA

    OS SEIS PRIMEIROS MESES

    não pede nada, não nota sua mãe;
    sorriso, resmungos, resposta antecipada são ausentes ou retardados;
    falta de interesse por jogos, muito reativo aos sons.

  • AUTISMO – ESCOLA, EDUCADORES, TERAPEUTAS E FAMÍLIA

    DE SEIS A DOZE MESES - NÃO AFETUOSO

    não interessado por jogos sociais;
    quando é pego no colo, é indiferente ou rígido;
    ausência de comunicação verbal ou
    não-verbal;
    hipo ou hiper-reativo aos estímulos;
    aversão pela alimentação sólida;
    etapas do desenvolvimento motor irregulares ou retardadas.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 50,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • AUTISMO UM ARCO-ÍRIS DE POSSIBILIDADES ?“ Todas as cores do arco-íris superpostas formam o branco; só a integração de todos com suas diferenças é que pode criar harmonia.”
  • Lidando com o autismo em sala de aula É preciso amor pra poder pulsar É preciso amor pra pode pulsar.
  • O que é o autismo?
  • O autismo na escola ( Na escola, é mais comum depararmos com dois tipos de autismo: Autismo clássico e Síndrome de Asperger).
  • Propostas para atividades pedagógicas.
  • A atuação dos profissionais da escola é fundamental, uma vez que muitos casos de autismo foram percebidos primeiramente no ambiente escolar e, por meio de uma educação adequada, o aluno foi incluído na escola e no seu espaço social com qualidade.
  • Como lidar com o aluno autista na escola? ?Primeiro, sem rótulos e depois, com ações de qualidade. Nos rótulos encontram-se as limitações do aprendente, ou melhor, as nossas limitações. Devemos olhar para ele e transpomos as impressões externas das barreiras do ceticismo. São elas que mais impedem a inclusão do educando em nossos esforços e sonhos.
  • A inclusão escolar começa na alma do professor, contagia seus sonhos e amplia seus ideais.
  • "A utopia pode ter muitos defeitos, mas, pelo menos, uma virtude tem: ela nos faz caminhar".
  • A atuação do professor envolve três estágios: ?Observação: atenta-se para características pessoais do aluno. É o primeiro passo para o ensino e a aprendizagem.
  • Mediação: a atuação docente faz-se prática pedagógica.
  • O aluno com autismo:
  • ?aprende diferentemente,
  • ?deseja diferentemente e
  • ?pensa diferentemente.
  • Avaliação: verifica-se como o aluno se comporta diante dos instrumentos pedagógicos. Estabelece-se metas.