Curso Online de Capacitação de Geociência

Curso Online de Capacitação de Geociência

Prezado aluno, Seja bem vindo ao curso Capacitação de Geociência

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 30 horas


Por: R$ 49,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Prezado aluno,

Seja bem vindo ao curso Capacitação de Geociência

Profissional ricamente capacitada com formação superior na área da pedagogia com pós graduação em Neuropsicologia.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • Capacitação de Geociência

    30
    HORAS

  • SEJA BEM VINDO

    AO CURSO

    Capacitação de Geociência

  • MODALIDADE ONLINE

    CURSO LIVRE

    O curso de Capacitação de Geociência tem o intuito de compilar informações para que os interessados sobre a temática possam aprimorar seu conhecimento sobre as principais características da área, tais como: significado de dinâmica; evolução do pensamento geocientífico; processos formadores de rocha; rochas metamórficas; as ciências da terra e o tempo geológico; geociência e sua importância para o cotidiano.

  • METEORITO

    Um meteorito é um pedaço sólido de detritos de um objeto, como um cometa, asteroide ou meteoroide, que se origina no espaço sideral e sobrevive à sua passagem pela atmosfera para atingir a superfície de um planeta ou lua. Quando o objeto original entra na atmosfera, vários fatores, como atrito, pressão e interações químicas com os gases atmosféricos, fazem com que ele se aqueça e irradie energia. Em seguida, torna-se um meteoro e forma uma bola de fogo, também conhecida como estrela cadente; os astrônomos chamam os exemplos mais brilhantes de "bólidos". Uma vez que se instala na superfície do corpo maior, o meteoro se torna um meteorito. Os meteoritos variam muito em tamanho. Para os geólogos, um bólido é um meteorito grande o suficiente para criar uma cratera de impacto.[

  • Os meteoritos que são recuperados após serem observados enquanto transitam pela atmosfera e impactam a Terra são chamados de quedas de meteoritos. Todos os outros são conhecidos como achados de meteoritos.
    Os meteoritos têm sido tradicionalmente divididos em três grandes categorias: meteoritos pedregosos que são rochas, compostas principalmente de minerais de silicato; meteoritos de ferro que são em grande parte compostos de ferroníquel; e meteoritos de ferro pedregosos que contêm grandes quantidades de material metálico e rochoso. Os esquemas de classificação modernos dividem os meteoritos em grupos de acordo com sua estrutura, composição química e isotópica e mineralogia. Meteoritos menores que 2 mm são classificados como micrometeoritos. Meteoritos extraterrestres foram encontrados na Lua e em Marte.[

  • A maioria dos meteoroides se desintegra ao entrar na atmosfera da Terra. Normalmente, observa-se que cinco a dez por ano caem e são posteriormente recuperados e divulgados aos cientistas. Poucos meteoritos são grandes o suficiente para criar grandes crateras de impacto. Em vez disso, eles normalmente chegam à superfície em sua velocidade terminal e, no máximo, criam um pequeno poço.

  • Grandes meteoroides podem atingir a Terra com uma fração significativa de sua velocidade de escape (segunda velocidade cósmica), deixando para trás uma cratera de impacto de hipervelocidade. O tipo de cratera dependerá do tamanho, composição, grau de fragmentação e ângulo de entrada do impactor. A força de tais colisões tem o potencial de causar destruição generalizada.[ Os eventos de crateras de hipervelocidade mais frequentes na Terra são causados por meteoroides de ferro, que são mais facilmente capazes de transitar intactos pela atmosfera.

  • Exemplos de crateras causadas por meteoroides de ferro incluem a Cratera de Barringer, Cratera de Odessa, Crateras de Wabar e a Cratera de Wolf Creek; meteoritos de ferro são encontrados em associação com todas essas crateras. Em contraste, mesmo corpos pedregosos ou gelados relativamente grandes, como pequenos cometas ou asteroides, até milhões de toneladas, são interrompidos na atmosfera e não causam crateras de impacto.

  •  Embora esses eventos de interrupção sejam incomuns, eles podem causar uma concussão considerável; o famoso evento de Tunguska provavelmente resultou de tal incidente. Objetos pedregosos muito grandes, com centenas de metros de diâmetro ou mais, pesando dezenas de milhões de toneladas ou mais, podem atingir a superfície e causar grandes crateras, mas são muito raros.

  • Tais eventos são geralmente tão energéticos que o impactor é completamente destruído, sem deixar meteoritos. (O primeiro exemplo de um meteorito rochoso encontrado em associação com uma grande cratera de impacto, a Cratera de Morokweng na África do Sul, foi relatado em maio de 2006).

  • Vários fenômenos são bem documentados durante quedas de meteoritos testemunhadas, pequenas demais para produzir crateras de hipervelocidade. A bola de fogo que ocorre quando o meteoroide passa pela atmosfera pode parecer muito brilhante, rivalizando com o Sol em intensidade, embora a maioria seja muito mais fraca e possa nem ser notada durante o dia. Várias cores foram relatadas, incluindo amarelo, verde e vermelho. Flashes e rajadas de luz podem ocorrer quando o objeto se desfaz. Explosões, detonações e estrondos são frequentemente ouvidos durante quedas de meteoritos, que podem ser causadas por estrondos sônicos, bem como ondas de choque resultantes de grandes eventos de fragmentação.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 49,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Capacitação de Geociência
  • METEORITO
  • ESTRUTURA DA TERRA
  • ROCHAS METAMÓRFICAS
  • SIGNIFICADO DE CIÊNCIA
  • PLANETA
  • VULCANISMO E PLUTONISMO
  • UNIVERSO E SISTEMA SOLAR
  • HISTÓRICO DAS GEOCIÊNCIAS
  • CROSTA TERRESTRE: DINÂMICA
  • ORIGEM, EVOLUÇÃO E COMPOSIÇÃO
  • PROCESSOS FORMADORES DE ROCHA
  • EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO GEOCIENTÍFICO
  • AS CIÊNCIAS DA TERRA E O TEMPO GEOLÓGICO
  • GEOCIÊNCIA E SUA IMPORTÂNCIA PARA O COTIDIANO
  • ROCHAS NO CONTEXTO DA DINÂMICA GLOBAL (CICLO DAS ROCHAS)
  • PLACAS TECTÔNICAS OCEANOS, ENTRE OUTRAS COMPOSIÇÕES DO PLANETA