Curso Online de Educação Especial: Deficiência Auditiva & Libras
4 estrelas 3 alunos avaliaram

Curso Online de Educação Especial: Deficiência Auditiva & Libras

Atenção você que deseja se qualificar para o mercado de trabalho no mundo globalizado e sem exclusão! Chegou o momento, venha fazer esse ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 6 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Atenção você que deseja se qualificar para o mercado de trabalho no mundo globalizado e sem exclusão! Chegou o momento, venha fazer esse curso para promover a inclusão das pessoas com deficiência auditiva na escola, no mercado de trabalho, na igreja e finalmente na sociedade. Esse curso tem como objetivo oferecer informações básicas sobre a deficiência auditiva e a língua brasileira de sinais ? LIBRAS.

Formação: Biologia Especialista em: Biotecnologia e Meio Ambiente Professor: Ciências e Biologia Experiência como Tutor do Curso de Licenciatura em Biologia.


- Longuina Schumoski

"Prezados, eu so tenho a declarar que o curso é muito bom para nos que estamos a começcar so acho que os sinais devem ser comunicados mais devagar para os iniciantes conseguir acompanhar com mais facilidade. No demais , vocês estão de parabéns. Jaqueline"

- Jaqueline Pinto Rodrigues

- Alexandre Bomfim Bonifacio

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • professor: sandoval amorim

    educação especial: deficiência auditiva & libras

  • _ tudo bem? _ bem!!!!

  • Brasil: cerca de 6 milhões de pessoas têm deficiência auditiva ou surdez

    brasil: cerca de 6 milhões de pessoas têm deficiência auditiva ou surdez

    segundo o último censo, realizado em 2000, pelo instituto brasileiro de geografia e estatística (ibge), existem no brasil 5,7 milhões de pessoas com deficiência auditiva. desse total, cerca de 170 mil são totalmente surdas.

    a perda da audição é a terceira maior causa de deficiência que atinge a população brasileira e pode estar relacionada a doenças ou acidentes. pode, ainda, apresentar graus e tipos diversos, que caracterizarão o modo de tratamento.

  • Deficiência auditiva e surdez

    deficiência auditiva e surdez

    deficiência auditiva é a dificuldade de ouvir e, surdez, a impossibilidade de ouvir. considera-se deficiência auditiva a diminuição da capacidade de percepção normal dos sons, sendo considerado parcialmente surdo aquele indivíduo cuja audição, ainda que deficiente, é funcional com ou sem prótese auditiva, e surdo o indivíduo cuja audição não é funcional na vida comum.

    há perdas auditivas consideradas leves, moderadas, severas e profundas. as pessoas com deficiência auditiva podem ou não usar aparelhos auditivo, auricular ou implante coclear. isso dependerá do grau da perda auditiva, das possibilidades financeiras e da escolha de cada família.

  • Deficiência auditiva e surdez

    deficiência auditiva e surdez

    é importante saber que nem todo surdo é mudo e por isso não é correto o termo “surdo-mudo”. esse grupo tem uma deficiência auditiva, mas não de fala. todos têm laringe, que é o órgão responsável pela emissão dos sons, e podem, portanto, aprender a falar. os surdos não falam porque não escutam e, assim, não aprendem os sons das letras, a menos que recebam tratamento fonoaudiológico para desenvolver a fala. o surdo só será mudo caso seja constatada clinicamente deficiência no aparelho articulatório, impedindo-o de emitir sons.

  • A comunicação e os surdos

    a comunicação e os surdos

    o principal obstáculo encontrado pelas pessoas com deficiência auditiva e pelos surdos é a aprendizagem da língua oficial do país, por ser de natureza distinta da língua de sinais. para se comunicar, o surdo utiliza sinais manuais e expressões faciais, que formam uma língua gramaticalmente estruturada, conhecida como língua brasileira de sinais (libras). no entanto, há também os que falam oralmente e fazem leitura labial – seja porque ficaram surdos quando já sabiam falar ou porque aprenderam a falar com ajuda de aparelhos auditivos ou de tratamento fonoaudiológico.

    “um estrangeiro no próprio país”. essa é uma definição utilizada por muitos para explicar a dificuldade de comunicação entre as pessoas surdas e ouvintes.

  • as pessoas com deficiência auditiva/surdez podem comunicar-se, além da libras e da fala, pela forma escrita. há também surdos que usam todas essas formas de comunicação: a escrita, a fala e a libras. a internet, os e-mails, os comunicadores como messenger, as mensagens de texto de celulares, o telefone fixo para surdo com dispositivo eletrônico para comunicação por texto (telecommunications device for the deaf -tdd) e até bilhetes escritos em papel são importantes ferramentas de comunicação deste grupo.

  • mesmo com tantas opções, uma das maiores dificuldades dessas pessoas ainda é a comunicação e a interação com os ouvintes.

  • Língua Portuguesa, Língua de Sinais e Bilingüismo

    língua portuguesa, língua de sinais e bilingüismo

    apesar de terem em comum a dificuldade para ouvir, as pessoas com deficiência auditiva/surdez dividem-se quando o assunto é aprender a falar. alguns só se comunicam por meio da libras; outros, fazem leitura labial, falam quase como qualquer pessoa ouvinte e não se interessam pela língua de sinais. há, neste mesmo grupo, os surdos bilíngues, que fazem uso tanto do português quanto da libras.

  • Língua Portuguesa, Língua de Sinais e Bilingüismo

    língua portuguesa, língua de sinais e bilingüismo

    o aprendizado da libras ou o desenvolvimento da fala desde cedo dependerá do contexto familiar no qual a criança vive e do grau da deficiência. a família deve escolher em qual ambiente linguístico vai inserir a criança. uns optam por estimular o aprendizado da língua portuguesa na modalidade oral, outros escolhem a libras e, ainda, há os que preferem que seus filhos comuniquem-se pelas duas formas.

    apesar de existirem barreiras que dificultam a interação entre surdos e ouvintes, há também avanços educacionais, linguísticos, tecnológicos e até comportamentais que permitem, atualmente, uma melhor integração deste grupo à sociedade.

  • Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS

    língua brasileira de sinais - libras

    a língua brasileira de sinais é uma língua visual-espacial articulada por meio das mãos, das expressões faciais e do corpo. é uma língua usada por parte da comunidade surda brasileira.
    reconhecida desde 2002 (lei nº 10.436, de 24 de abril) como meio legal de comunicação e expressão entre as comunidades de pessoas surdas no brasil, pode ser aprendida por qualquer pessoa interessada pela comunicação com essa comunidade.

    a libras não é universal. existem variações regionais.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Brasil: cerca de 6 milhões de pessoas têm deficiência auditiva ou surdez
  • Deficiência auditiva e surdez
  • A comunicação e os surdos
  • Língua Portuguesa, Língua de Sinais e Bilingüismo
  • Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS
  • O tradutor/intérprete da LIBRAS
  • Código de Ética do Intérprete de LIBRAS
  • Educação do Surdo
  • Fique atento à terminologia!
  • Pessoas com deficiência
  • Críticas: Tradutor-intérprete de LIBRAS
  • Sugestões: Tradutor-intérprete de LIBRAS
  • Alfabeto Manual
  • Numerais
  • Vocabulário Básico
  • Dias da Semana
  • Meses do Ano
  • Identificação Pessoal
  • Animais em Libras
  • Higiene
  • Referencial Bibliográfico