Curso Online de Infraestrutura - Fundações
5 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Infraestrutura - Fundações

DESCRIÇÃO: 01. NOÇÃO DE APLICAÇÕES DE FUNDAÇÕES DIRETAS E INDIRETAS. 02. NORMAS TÉCNICAS DE FUNDAÇÕES. 03. NOÇÕES DE INTERPRETAÇÃO ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 15 horas

Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

DESCRIÇÃO:

01. NOÇÃO DE APLICAÇÕES DE FUNDAÇÕES DIRETAS E INDIRETAS.

02. NORMAS TÉCNICAS DE FUNDAÇÕES.

03. NOÇÕES DE INTERPRETAÇÃO
DE PROJETOS DE FUNDAÇÕES.

04. LOCAÇÃO DE OBRA.

05. EXECUÇÃO DA OBRA.
06. VOCABULÁRIO DA OBRA CIVIL

José Vieira Cabral Nasceu no dia 25 de agosto de 1.960 em Xambrê, Paraná, viveu ali até os seus oito anos de idade e depois os seus pais se mudaram para Maringá no mesmo Estado. E aos 19 anos mudou-se para São Caetano do Sul, Região do Grande ABC, São Paulo, onde permanece até o presente momento. O Autor/produtor foi comerciante a maior parte de sua vida, mas também trabalhou como empregado em algumas Empresas: Foi Administrativo e Encarregado de obras Civis, tendo como formação (Mestria em Construção Civil) e, mais de 100 Cursos de diversas áreas. Como Escritor e pesquisador escreveu diversas Obras Literárias e Didáticas: É fundador da Livraria e Editora Virtual Cabral Veríssimo (seu nome artístico) e pertencente ao Clube de autores. O seu Site:(ciacabralverissimo.loja2.com.br), onde produz os seus Livros e Cursos online para a plataforma da (www.buzzero.com/autores/jose-cabral).


- Lucas A B Almeida

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • APRESENTAÇÃO:

    JOSÉ VIEIRA CABRAL – CPF: 031395948-01
    ENCARREGADO DE OBRAS CIVIS:
    MESTRE DE OBRA

    CERTIFICADO
    Nº 118-01/0299-153.092/00453-01-01

    INSCRITO PELA A EMPRESA “SINDOSCON”
    SINDICATO DA INDÚSTRIA DE CONSTRUÇÃO CIVIL
    DO ESTADO DE SÃO PAULO REGIÃO ABC,
    CONVÊNIO DO SINDICATO DA INDÚSTRIA
    DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO ESTADO DE SÃO PAULO
    SANTO ANDRÉ, 16 DE OUTIBRO DE 2.001
     
    ESCOLA SENAI JACOB LAFER
    AV. SANTOS DUMONT, 300 – SANTO ANDRÉ - SP
    RECONHECIDA PELA PORTARIA CEE Nº 10/80
     

  • 01. INFRAESTRUTURA FUNDAÇÕES

  • NOÇÕES DE APLICAÇÃO DE FUNDAÇÕES DIRETAS E INDIRETAS.
    Fundações Diretas
    São aquelas em que as cargas são transmitidas para o terreno através do prolongamento do pilar abaixo do nível do solo com um alargamento em sua base.
    Elas podem ser executadas por intermédio de sapatas corridas, sapatas isoladas, blocos, radier ou artificial.
    Sapatas
    A sapata é uma fundação direta, geralmente de concreto armado, com a forma aproximada de uma placa sobre a qual se apoiam colunas, pilares ou mesmo paredes. Ela pode ser corrida ou isolada.

  • Artificial
    Consiste apenas em uma modificação das condições naturais do terreno, de modo que melhore sua resistência, apoiando-se depois uma sapata ou um bloco sobre o mesmo.
    Feita a cava destinada à fundação, podemos adensar o fundo, de modo que fique mais resistente:
    Apiloando o fundo: Quando se soca o fundo da cava para que a terra fique mais firme;  .
    Cravando pedras: Quando pedras são socadas com firmeza para garantir uma constituição melhor da cava que reterá o bloco ou a sapata da fundação;  .
    Cravando pequenas estacas: Cravando estacas curtas de concreto quando o terreno está mais fraco;  .
    Fazendo um colchão de areia: Socando areia dentro do buraco de forma a envolver a sapata ou bloco.

  • Fundações Indiretas
    Se o terreno firme está a grande profundidade, a mais de 6 metros de fundo, não sendo econômico fazer a escavação até encontrá-lo, pode ser indicado o uso de estacas, ou seja, de fundações indiretas ou profundas.
    Indicam-se as estacas quando as cargas a suportar pelo terreno são grandes, o terreno é pouco resistente na superfície ou resistente a grande profundidade.
    Uma grande edificação está firmemente estaqueada. As estacas podem ser de madeira, concreto pré-moldado, aço ou moldadas “in loco”.

  • Estacas de Madeira
    As estacas de madeira empregadas como fundação indireta: são de madeira dura e resistente à ação do tempo. Em geral são troncos de árvore, redondos, lisos, descascados e retos. Devem ser tratadas antes de enterrá-las no solo com imunizadores contra insetos e fungos.
    O enterramento das estacas é feito com um equipamento chamado bate-estaca, que suspende um peso (o maço) e o deixa cair sobre a cabeça da estaca, há enterrando um pouco em cada batida.
    Estaca de Concreto Pré-Moldado
    As estacas de concreto pré-moldado são fabricadas previamente e transportadas prontas para o local de enterramento. Quando forem usadas já estarão com o concreto perfeitamente curado. São mais resistentes e duráveis que as estacas de madeira.

  • Estacas de Aço
    As estacas de aço são tubos de aço ou ferro fundido com ponta roncada e são enterradas não por percussão de um maço, mas por rotação.
    Estacas Moldadas “In Loco”
    As estacas moldadas “in loco” são estacas de concreto moldadas na obra. Elas podem ser:
    Strauss: É um tipo confeccionado no próprio local onde será empregada.
    O método consiste em enterrar um tubo de aço no solo com um pequeno bate-estaca. Enterrado o tubo, este vai sendo retirado ao mesmo tempo em que se vai enchendo o orifício com concreto, o qual é batido com um pilão para melhor adensamento.

  • Com camisa tipo Strauss: Executadas com tubo de revestimento que contém, num fundo falso, um balde-sonda e água dentro do tubo. À medida que a água vai penetrando no solo e se transformando em lama, esta enche o balde que vai retirando o material e formando o furo para a penetração do tubo revestimento. Não necessita do emprego de bate-estacas. O tubo revestimento vai sendo retirado conforme o lançamento do concreto. Deve ser feito por pessoas experientes para que não cause falhas no concreto, que certamente não serão vistas, mas reduzirão a resistência do solo.  .
    Simplex ou por Compressão: Também confeccionadas no local, são outro tipo de estaca de concreto fundida no solo com o auxílio de um tubo de aço.
    O método consiste em cravar no solo um tubo de aço com uma ponta de concreto pré-moldado, batendo com um bate-estaca. Em seguida, o tubo é cheio com um concreto bem plástico, em seguida o tubo vai sendo retirado, deixando a estaca de concreto no solo.

  • Franki: Talvez sejam as estacas mais empregadas atualmente. O método consiste em cravar um tubo de aço, batendo com o maço de bate-estacas, num tampão de concreto ou areia colocado no fundo do tubo. O tubo vai descendo forçado pelo atrito do tampão no interior do mesmo até a profundidade desejada.
    O prosseguimento das percussões do maço expulsa o tampão juntamente com um pouco de concreto colocado no interior, formando no solo abaixo do tubulão uma parte alargada de concreto. Em seguida, é colocada a ferragem da estaca no interior do tubo e também o concreto ao mesmo tempo em que se vai retirando o tubo

  • Tubulão: É outro tipo de fundação indireta que consiste em um tubo de aço de grande diâmetro. Um homem trabalha em seu interior e vai cavando ao mesmo tempo em que o tubo vai descendo. Quando chega à profundidade desejada, a base é alargada e concretada, servindo para apoio de uma parte da estrutura.
    Este método leva em conta basicamente a compressão do solo na base do tubulão.
    Tubulão tipo Chicago: A escavação é feita por etapas com escoramento que vai descendo à medida que a escavação prossegue. As escoras são travadas por meio de anéis metálicos.  .

  • Tubulão tipo Gow: Consiste na cravação de um conjunto de tubos metálicos, de diâmetros consecutivos e decrescentes. A escavação é feita após a cravação de cada tubo, sucessivamente. Os tubos são retirados com a progressão da concretagem. Tem como vantagem, sobre o tipo Chicago, pode ser executada abaixo do nível da água, desde que abaixo deste haja uma camada de argila que o tubo possa apoiar-se, permitindo o término da escavação antes que a água atravesse a camada de argila.  .
    Tubulão Pneumático: Para terrenos onde há muita água, tornam-se inviáveis todos os tipos de fundação citados anteriormente. São usadas, para este caso, estacas de tubulões pneumáticos. Consiste no uso de ar comprimido após a cravação do tubo antes da escavação de seu interior. A finalidade do ar comprimido é a de manter a água afastada através do aumento da pressão no interior do tubo.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • DESCRIÇÃO:
  • 01. NOÇÃO DE APLICAÇÕES DE FUNDAÇÕES DIRETAS E INDIRETAS.
  • 02. NORMAS TÉCNICAS DE FUNDAÇÕES.
  • 03. NOÇÕES DE INTERPRETAÇÃO
  • DE PROJETOS DE FUNDAÇÕES.
  • 04. LOCAÇÃO DE OBRA.
  • 05. EXECUÇÃO DA OBRA.
  • 06. VOCABULÁRIO DA OBRA CIVIL