Curso Online de Síndrome de Burnout em Educadores

Curso Online de Síndrome de Burnout em Educadores

SEJA BEM VINDO AO CURSO Síndrome de Burnout em Educadores CURSO DESTINADOS AOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO, SAÚDE E GESTORES PÚBLICOS. CA...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 6 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 24,90
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

SEJA BEM VINDO AO CURSO Síndrome de Burnout em Educadores

CURSO DESTINADOS AOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO, SAÚDE E GESTORES PÚBLICOS.

CARGA HORÁRIA DO CURSO 06 HORAS AULA.

NÃO TEM PRE REQUISITO PARA PARTICIPAÇÃO.

ORGANIZAÇÃO QUE BUSCA APRESENTAR CURSOS EM DIVERSAS ÁREAS DE ATUAÇÃO E FORMAÇÃO POR UM BAIXO CUSTO PARA OS USUÁRIOS.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • Síndrome de Burnout em Educadores

  • Seja bem vindo ao curso

    Síndrome de Burnout em Educadores

  • Curso destinado aos educadores e profissionais aos gestores.

    O estresse relacionado ao trabalho é cada vez mais frequente do que imaginamos.

  • Nosso curso é atual e apresenta a perspectiva da doença e do aspecto dela ser muito frequente no ambiente de trabalho dos educadores.

    Estudo desenvolvidos por estudiosos da área da saúde e da educação evidenciam a frequente necessidade da busca para a qualidade de vida no trabalho dos profissionais da educação.

  • No contexto educacional as doenças do trabalho são frequentes e por vezes negada para quem as têm.

    A grande questão é evidenciar e diagnosticar como doença relacionada atividade laborativa.

  • Nosso estudo abordará a síndrome de bunourt em educadores.

    Obrigada por desejar se informar da temática e bom estudo!

  • Síndrome de burnout

    Síndrome de Burnout é um distúrbio psíquico de caráter depressivo, precedido de esgotamento físico e mental intenso, definido por Herbert J. Freudenberger como "() um estado de esgotamento físico e mental cuja causa está intimamente ligada à vida profissional".

  • Falta de motivação, sensação de esgotamento físico e mental, vontade de se isolar. Irritabilidade, pessimismo, dificuldade de concentração, ansiedade. Dores de cabeça e nas costas, fraqueza, mudanças bruscas de humor, insônia, lapsos de memória. A combinação de todos esses sintomas tem nome: Síndrome de Burnout, (ou Síndrome do Esgotamento Nervoso).

  • A síndrome, que foi definida pelo psiquiatra alemão Herbert Freundeberg em 1974, pode ser desenvolvida em resposta ao estresse excessivo e prolongado de atividades relacionadas ao trabalho. A palavra Burnout, de origem inglesa, é resultante de duas outras: burn, que significa "queimar" e out, que quer dizer "fora". Em tradução para o português, o termo expressa "queimar por completo". O estado de exaustão intensa nos níveis físico e mental faz com que um indivíduo se sinta sobrecarregado a ponto de tornar-se incapaz de responder às demandas constantes de sua função no trabalho.

  • A profissão docente se destaca por estar dentre aquelas que possuem altos riscos de desenvolvimento da Síndrome de Burnout quando comparada às demais profissões. Os principais fatores associados à Síndrome são condições ruins de trabalho, carga horária excessiva, baixa remuneração, dificuldades na gestão de sala de aula e condições desfavoráveis na organização do sistema educacional. Entretanto, em seu livro Leading from the edge (em tradução livre “Conduzindo no limite”, ainda sem tradução para o português), o educador James Hilton afirma que a Síndrome de Burnout entre professores não deve ser vista somente como resultado desses fatores. Para ele, pode ser consequência de estresse persistente, do sentimento de isolamento e de falta de apoio na profissão.

  • Dicas para evitar a Síndrome de Burnout
    Não ignore os sintomas físicos e emocionais. Procure assistência médica e psicológica;
    Promova espaços de troca e discussão no trabalho;
    Estabeleça prioridades. Organize listas diárias com os afazeres mais urgentes e defina quais são os seus objetivos a longo prazo, quebrando-os em tarefas menores;
    Identifique quais são os seus causadores de estresse mais comuns. Quando não estiver em um momento estressante, estabeleça formas de lidar com eles;
    Organize sua rotina de maneira que sempre haja tempo para uma atividade de lazer. Torne-a tão importante quanto as demais obrigações;
    Movimente-se! Escolha uma atividade física prazerosa que caiba na sua rotina: caminhada, yoga, dança, bicicleta;


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 24,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Síndrome de Burnout em Educadores
  • Síndrome de burnout
  • O que é Síndrome de Burnout?
  • Quais são os principais sintomas da Síndrome de Burnout?
  • Diagnóstico da Síndrome de Burnout
  • Tratamento
  • PREVENÇÃO
  • A SÍNDROME EM EDUCADORES
  • AGRADECIMENTO