Curso Online de SUPERVISÃO PEDAGÓGICA

Curso Online de SUPERVISÃO PEDAGÓGICA

O curso Supervisão Escolar por meio da Educação a Distância oferece ao profissional de educação o conhecimento sobre o papel do superviso...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 30 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

O curso Supervisão Escolar por meio da Educação a Distância oferece ao profissional de educação o conhecimento sobre o papel do supervisor no processo de gestão escolar.

Licenciada em Física, Matemática e Pedagogia; Pós-Graduada em Física e Tecnólogo em Superior em Análise e Desenvolvimento de Sistemas.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Supervisão pedagógica: da ação exercida à ação repensada

    Supervisão pedagógica: da ação exercida à ação repensada

    EAD ONLINE
    http://eadonlinecursos.blogspot.com.br/

  • BREVE HISTÓRICO

    BREVE HISTÓRICO

    Associada ao “controle”;

    O modelo de Supervisão com maior incidência sobre o nosso é o do Estados Unidos; que surgiu em meados do Século XVIII – Inspeção Escolar;

    Remete a ideia de Foucault (1977) – Panóptico
    – super – visão – como expressão do desejo de controle total sobre os movimentos dos outros.

  • Supervisão Educacional foi criada num contexto de ditadura – Lei n. 5692/71 – função predominantemente tecnicista e controladora;

    A introdução da Supervisão traz para o interior da escola a divisão social do trabalho;

    Divisão entre os que pensam, decidem, mandam e os que executam;

  • DEFINIÇÃO NEGATIVA DO PAPEL

  • AQUILO QUE A SUPERVISÃO NÃO É, OU NÃO DEVERIA SER:

    AQUILO QUE A SUPERVISÃO NÃO É, OU NÃO DEVERIA SER:

  • DEFINIÇÃO POSITIVA DO PAPEL

  • Articulador do Projeto Político-Pedagógico;

    Organizador de reflexões;

    O núcleo de definição e de articulação da supervisão – o PEDAGÓGICO;

    Foco nos processos de ensino e aprendizagem dos(as) alunos(as);

  • A concepção de supervisão – não se centra na figura do supervisor mas na função supervisora;

    Antes de mais nada é um educador - combate a tudo aquilo que desumaniza a escola:
    o autoritarismo;
    o conhecimento desvinculado da realidade;
    a evasão;
    a lógica classificatória e excludente;
    a discriminação social na e através da escola.

  • Foco de atenção do Supervisor no trabalho de formação é tanto:

    Individual: deve contribuir com o aperfeiçoamento profissional de cada um dos professores;

    Coletivo: ao mesmo tempo ajudar a constituí-los enquanto grupo;

  • Sua práxis contempla as dimensões:

    REFLEXIVA

    ORGANIZATIVA

    CONECTIVA

    INTERVENTIVA

    AVALIATIVA

  • MEDIAÇÃO

    MEDIAÇÃO

    O supervisor se relaciona com o professor visando sua relação – diferenciada e qualificada – com os alunos;

    Articulação entre a pedagogia da sala de aula e a pedagogia institucional – para o mesmo fim – a formação humana.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Supervisão pedagógica: da ação exercida à ação repensada
  • BREVE HISTÓRICO
  • AQUILO QUE A SUPERVISÃO NÃO É, OU NÃO DEVERIA SER:
  • MEDIAÇÃO
  • Como mediador...
  • Abertura para um novo paradigma Passar de “super”- visão para “outra”-visão!
  • Desdobramento da função supervisora
  • CONDIÇÕES SUBJETIVAS PARA AÇÃO SUPERVISORA
  • Sensibilidade...
  • Confiança...
  • Ver, ouvir, falar, compreender, prezar
  • olhar
  • ouvir
  • falar
  • Ver, ouvir, falar, compreender, prezar
  • REFERÊNCIAS CARNOY, Martin. A vantagem acadêmica de cuba: por que seus alunos vão melhor na escola. São Paulo: ediouro, 2009. MEDINA, Antonia da Silva. Supervisão Escolar, da ação exercida à ação repensada. 2ed. Porto Alegre: AGE/RS, 2002. PLACCO, Vera Maria Nigro de Souza; ALMEIDA, Laurinda Ramalho de. (Organizadoras). O coordenador Pedagógico e o espaço da mudança. 3 ed. São Paulo: Edições Loyola, 2002. PLACCO, Vera Maria Nigro de Souza; ALMEIDA, Laurinda Ramalho de. (Organizadoras). O coordenador Pedagógico e o cotidiano da escola. 2 ed. São Paulo: Edições Loyola, 2003. ROSA, Carla Lavínia Pacheco da; ABREU, Rudimar Serpa de. (Organizadores). Anais do VI Seminário Interdisciplinar em Supervisão Escolar. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2005. VASCONCELOS, Celso dos Santos. Coordenação do trabalho pedagógico: do projeto político-pedagógico ao cotidiano da sala de aula. 5 ed. São Paulo: Libertad Editora, 2004.