Curso Online de Uma visão psicopedagógica sobre a Educação Especial

Curso Online de Uma visão psicopedagógica sobre a Educação Especial

Um apanhado sobre a Educação Especial no Brasil e da relevância de uma capacitação profissional para uma práxis acolhedora com os alunos ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 9 horas

Por: R$ 45,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Um apanhado sobre a Educação Especial no Brasil e da relevância de uma capacitação profissional para uma práxis acolhedora com os alunos NEE.

Professora do educação infantil, séries iniciais, Magistério, Docencia Superior, Tutoria EAD, Educação Especial, Hiperatividade, Informática na Educação Infantil, Neurolinguistica, Coordenação e Gestão Pedagógica, Consultoria Psicopedagogica Institucional e Clínica, Pesquisadora CNPq-EAD com um artigo apresentado no 4º seminário Nacional de EAD, Escritora autora de artigos publicados, colunista do Portal Educação, cursos on-line e presencial e no momento escrevendo um livro. http://educaaopdg.blogspot.com/ educaaopdg@yahoo.com.br



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • UMA VISÃO PSICOPEDAGOGIA SOBRE A EDUCAÇÃO ESPECIAL

    UMA VISÃO PSICOPEDAGOGIA SOBRE A EDUCAÇÃO ESPECIAL

    “Ser especial não é ser diferente, ser diferente é que é ser especial! A diferença está na perseverança, no carinho, na solidariedade, na amizade, na alegria e no amor que os indivíduos com N.E. transmitem.”(Sonia Maria, 2012)

  • MÓDULO I

    MÓDULO I

    UM BREVE HISTORICO: “TODOS TÊM O DIREITO AO ESTUDO, A SAÚDE, SEGURANÇA, INDEPENDENTE DE SUAS CARACTERISTICAS FÍSICAS OU DE SUAS DIFICULDADES.”

  • Vamos iniciar o primeiro módulo lendo o Artigo Legislação Que Regulamenta A Educação Especial No Brasil da Autora: VIVIANE AVELINO MARCELOS . O artigo nos leva a uma reflexão sobre o vigor das Leis sobre a Educação Especial no Brasil.

    Vamos iniciar o primeiro módulo lendo o Artigo Legislação Que Regulamenta A Educação Especial No Brasil da Autora: VIVIANE AVELINO MARCELOS . O artigo nos leva a uma reflexão sobre o vigor das Leis sobre a Educação Especial no Brasil.

    O Brasil demonstrou traços de uma política educacional inclusiva já na promulgação da Constituição Federal  em  1988 no TÍTULO VIII capítulo Da Ordem Social :
    Art. 208. O dever do Estado com a Educação será efetivado mediante a garantia de:
    III - atendimento educacional especializado aos portadores de deficiência, preferencialmente na rede regular de ensino;
    IV - atendimento em creche e pré-escola às crianças de 0 a 6 anos de idade.

  • Art. 227 :
    II §- 1º criação de programas de prevenção e atendimento especializado para os portadores de deficiência física, sensorial ou mental, bem como de integração social do adolescente portador de deficiência, mediante o treinamento para o trabalho e a convivência, e a facilitação do acesso aos bens e serviços coletivos, com a eliminação de preconceitos e obstáculos arquitetônicos.

  • § 2.º A lei disporá sobre normas de construção dos logradouros e dos edifícios de uso público e de fabricação de veículos de transporte coletivo, a fim de garantir acesso adequado às pessoas portadoras de deficiência. Desde então nosso país vem reunindo esforços para assegurar o direito à educação de qualidade a todos os portadores de necessidades especiais preferencialmente em escolas regulares. 

  • A lei N. 7.853 de 24 de outubro de 1989 foi implantada e dispõe sobre o apoio às pessoas com deficiências , sua integração social, assegurando o pleno exercício de seus direitos individuais e sociais. Ao participar em 1990, em Jomtien, na Tailândia o Brasil optou pela construção de um sistema inclusivo concordando com a Declaração Mundial de Educação para todos Também em 1990 a lei n º8.069/90 – ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE - de 13 de julho de 1990  estabelece entre outras determinações :

  • Art. 5º - Nenhuma criança ou adolescente será objeto de qualquer forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão, punido na forma da lei qualquer atentado, por ação ou omissão, aos seus direitos fundamentais.
    Art. 11.
    § 1º. A criança e o adolescente portadores de deficiência receberão atendimento especializado.

  • E o caminho aberto para a mudança na educação especial não para por aqui, o Brasil esteve em consonância com as propostas da conferência Mundial sobre Necessidades Educacionais Especiais em Salamanca(Espanha, 1994). 

  • Propostas denominadas DECLARAÇÃO DE SALAMANCA que tiveram a participação de delegados de 88 governos e 25 organizações internacionais e o objetivo de estabelecer princípios, políticas e práticas na área das necessidades educativas especiais.

  • O documento oficial foi adaptado à terminologia educacional brasileira onde foi alterado o termo “necessidades educativas especiais“ por “necessidades educacionais especiais” e da mesma forma, a expressão “integrada” ou “integradora” foi também substituída por  “inclusiva”.  

  • A expressão necessidades educacionais especiais é utilizada para referir-se a crianças e jovens cujas necessidades decorrem de sua elevada capacidade ou de suas dificuldades para aprender. Está associada, portanto, a dificuldades de aprendizagem, não necessariamente vinculada a deficiência(s).


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 45,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • UMA VISÃO PSICOPEDAGÓGICA SOBRE A EDUCAÇÃO ESPECIAL/40HS
  • MÓDULO I: Um breve histórico.
  • MÓDULO II: Inclusão: um ato de abranger.
  • MÓDULO III: Formação Continuada: uma práxis pedagógica significativa.
  • MÓDULO IV: Educação Inclusiva e Educação Especial.