Curso Online de A importância do Lúdico nas atividades Pedagógicas

Curso Online de A importância do Lúdico nas atividades Pedagógicas

O que é o lúdico,?, O Papel do lúdico na atividade Pedagógica, Qual o papel da educação, Contribuições do lúdico, O lúdico como Caráter e...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 3 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 10 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

O que é o lúdico,?, O Papel do lúdico na atividade Pedagógica, Qual o papel da educação, Contribuições do lúdico, O lúdico como Caráter educativo..Sugestões de atividades lúdicas..


OBSERVAÇÃO: CURSO ATUALIZADO.

Psicopedagoga, formada pela FVJ( Faculdade Vale do Jaguaribe- CE) Psicopedagogia clinica e Institucional Pedagoga, Formada Pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte- UERN. Atuou como Monitora da Disciplina Antropologia e Educação,Filosofia da Educação, do Programa Institucional PIM, na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Atuou como Orientadora Social do Programa Federal Projovem adolescente, no Rio Grande do Norte.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • a importância do lúdico nas atividades pedagógicas.

  • o que é lúdico?

    o lúdico tem sua origem na palavra “ludus” que quer dizer jogo, a palavra evoluiu levando em consideração as pesquisas em psicomotricidade, de modo que a definição deixou de ser o simples sinônimo de jogo, o lúdico apresenta valores específicos para todas as fases da vida humana.
    o lúdico faz parte da atividade humana e caracteriza-se por ser espontâneo, funcional e satisfatório. na atividade lúdica não importa somente o resultado, mas a ação, o movimento vivenciado. assim, na idade infantil e na adolescência a finalidade é essencialmente pedagógica.

  • a ludicidade, tão importante para a saúde mental do ser humano é um espaço que merece atenção dos pais educadores, pois é o espaço para expressão mais genuína do ser, é o espaço e o direito de toda a criança para o exercício da relação afetiva com o mundo, com as pessoas e com os objetos. o lúdico possibilita as relações o estudo da relação da criança com o mundo externo, integrando estudos específicos sobre a importância do lúdico na formação do pensamento.
    através da atividade lúdica e do jogo, a criança forma conceitos, seleciona idéias, estabelece relações lógicas, integra concepções, faz estimativas compatíveis com o crescimento físico e desenvolvimento e, o que é mais importante, vai se socializando. a convivência de forma lúdica é prazerosa com a aprendizagem proporcionará a criança estabelecer relações cognitivas ás experiências vivenciadas, bem como relacioná-la as demais produções culturais e simbólicas conforme procedimentos metodológicos compatíveis a essa prática. várias são as razões que levam os educadores a recorrer ás atividades lúdicas e a utiliza-lás como um recurso no processo de ensino- aprendizagem

  • qual o papel do lúdico na atividade pedagógica.

    a maioria das escolas tem didatizado a atividade lúdica das crianças restringindo-as a exercícios repetidos de discriminação viso-motora e auditiva, através do uso de brinquedos, desenhos coloridos, músicas ritmadas. ao fazer isso, ao mesmo tempo em que bloqueia a organização independente das crianças para a brincadeira, essas práticas pré-escolares, através do trabalho lúdico didatizado, enfatizam os alunos, como se sua ação simbólica servisse apenas para exercitar e facilitar para o professor, a transmissão de determinada visão do mundo, definida a priori pela escola.

  • “é fundamental que se assegure à criança o tempo e os espaços para que o caráter lúdico do lazer seja vivenciado com intensidade capaz de formar a base sólida para a criatividade e a participação cultural e, sobretudo para o exercício do prazer de viver, e viver , como diz a canção... como se fora brincadeira de roda”...
    (marcelino, nelson. c., 1996. p.38).

  • qual o papel da educação.

    é papel da educação formar pessoas criticas e criativas, que criem, inventem, descubra, que sejam capazes de construir conhecimento. não devendo aceitar simplesmente o que os outros já fizeram, aceitando tudo o que lhe é oferecido. daí a importância de se ter alunos que sejam ativos, que cedo aprendam a descobrir, adotando assim uma atividade mais iniciativa do que se expectativa.
    considera-se função da educação infantil promover o desenvolvimento global da criança; para tanto é preciso considerar os conhecimentos que ela já possui, proporcionar a criança vivenciar seu mundo, explorando, respeitando e reconstruindo. nesse sentido a educação infantil deve trabalhar a criança, tomando como ponto de partida que está é um ser com características individuais e que precisa de estímulos, para crescer criativa, inventiva e acima de tudo crítica.

  • quando o aluno chega a escola traz consigo uma gama de conhecimento oriundo da própria atividade lúdica. a escola, porém, não aproveita esses conhecimentos, criando uma separação entre a realidade vivida por ela na escola e seus conhecimentos.
    a escola agindo desta forma estará comprometendo a própria espontaneidade da criança, que não se sentirá tão a vontade em sala de aula a ponto de deixar fluir naturalmente sua imaginação e emoção.
    a ação de brincar, segundo almeida(1994) é algo natural na criança e por não ser uma atividade sistematizada e estruturada, acaba sendo a própria expressão de vida da criança. rizzi e haydt convergem para a mesma respectiva quando afirmam: “ o brincar corresponde a um impulso da criança, e este sentido, satisfaz uma necessidade interior, pois, o ser humano apresenta uma tendência lúdica” (1987 p.14).

  • contribuições do lúdico.

    o lúdico aplicado à prática pedagógica não apenas contribui para a aprendizagem da criança, como possibilita ao educador tornar suas aulas mais dinâmicas e prazerosas. cunha 91994) ressalta que a brincadeira oferece uma “ situação de aprendizagem delicada” , isto é, o educador precisa ser capaz de respeitar o nutri o interesse da criança, dando-lhe possibilidades para que envolva em seu processo, ou do contrário perde-se a riqueza que o lúdico representa.
    nesse sentido é responsabilidade do educador, na educação infantil, ajudar a criança a ampliar de fato, as suas possibilidades de ação. proporcionando à criança brincadeiras que possam contribuir para o seu desenvolvimento psicossocial e consequentemente para a sua educação.

  • o lúdico enquanto recurso pedagógico.

    enquanto recurso pedagógico o lúdico deve ser encarado de forma séria e usado de maneira correta, pois como afirma almeida (1994) , o sentido real, verdadeiro, funcional da educação lúdica estará garantida, se o educador estiver preparado para realizá-lo.

  • o papel do educador.

    o papel do educador dentro do lúdico é, intervir de forma adequada, deixando que o aluno adquira conhecimentos e habilidades; suas atividades visam sempre um resultado, e uma ação dirigida para a busca de finalidades pedagógicas.
    a educadora ferreiro ( 1989 ), já apontava para a importância de se oferecer a criança ambientes agradáveis onde se sinta bem e a vontade, pois a criança deverá se sentir como integrante do meio em que está inserida. portanto o educador deve não só colorir o ambiente, mas deixar-lo de forma que a criança se sinta atraída pela curiosidade de participar das atividades lúdicas, seja, através de jogos, leituras, desenhos, músicas etc.. exteriorizando suas emoções e o seus conhecimentos prévios de forma participativa, proporcionado uma relação agradável entre professor-aluno e aluno-aluno. lembrando sempre a função social da brincadeira, não apenas sendo por brincar, mas com um objetivo a ser desenvolvido.

  • o lúdico não como diversão, mas como caráter educativo.

    o educador precisa conhecer melhor o sentido do lúdico nas atividades de seu dia a dia, assim o ensino aprendizagem será sempre proveitoso quando o lúdico for usado de forma correta pelos professores. conceber o lúdico como atividade apenas de prazer e diversão, negando seu caráter educativo é uma concepção ingênua e sem fundamento. a educação lúdica é uma ação inerente na criança e no adulto aparece sempre, como uma forma transacional em direção a algum conhecimento.
    a criança aprende através da atividade lúdica ao encontrar na própria vida, nas pessoas reais, a complementação para as suas necessidades. portanto o lúdico é importantíssimo para a formação do individuo , enquanto ser crítico e reflexivo, para atuarem na sociedade em que vive com respeito mútuo, serenidade, amor, resolvendo seus problemas de maneira pacifica e solidaria.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Sugestões de Atividades Lúdicas
  • JOGOS Jogo das cores:
  • Jogo da velha:
  • Brinquedos Pedagógicos de sucatas:
  • Caixa pedagógica
  • Boliche com garrafas pet.
  • BATATA QUENTE Para não “morrer” com a bola na mão, as crianças precisam se concentrar e coordenar os movimentos ao ritmo da fala. -IDADE:A partir de 5 anos.. -LOCAL: Pátio.. -MATERIAL: Bola.. -PARTICIPANTES No mínimo três.. -COMO BRINCAR O grupo fica em círculo, sentado ou em pé. Uma criança fica fora da roda, de costas ou com os olhos vendados, dizendo a frase: “Batata quente, quente, quente... queimou!” Enquanto isso, os demais vão passando a bola de mão em mão até ouvirem a palavra “queimou”. Quem estiver com a bola nesse momento sai da roda. Ganha o último que sobrar.. - Uma opção é pedir para as crianças mudarem o ritmo com que dizem a frase. As que estão na roda têm de passar a bola de mão em mão mais rápido ou devagar, conforme a fala.
  • Jogo da memória com caixas de sabão em pó.
  • Cineminha