Curso Online de A história da educação especial rumo à inclusão

Curso Online de A história da educação especial rumo à inclusão

O presente curso tem por objetivo um estudo panorâmico das mudanças ocorridas em relação ao tratamento e educação da pessoa com deficiênc...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

De: R$ 50,00 Por: R$ 32,90
(Pagamento único)

Mais de 5 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

O presente curso tem por objetivo um estudo panorâmico das mudanças ocorridas em relação ao tratamento e educação da pessoa com deficiência. Aborda o tema atendimento educacional em toda a sua trajetória até a tão sonhada proposta educação inclusiva.

Currículo da autora: PRISCILLA AMARAL Pedagoga com habilitação em séries iniciais, Administração Escolar e com Pós-Graduação em Deficiência Intelectual. Experiência de 12 anos entre Instituições e Escolas. Vários artigos publicados. Participação em programa de televisão on-line, sendo entrevistada por Célia Coev sobre o tema: Deficiência intelectual e programa de rádio AM chamado Espaço Alternativo, sendo entrevistada por Edson Natale sobre o tema: Autismo e deficiência Intelectual. Palestrante convidada pela Câmara Municipal do Estado de São Paulo para versar sobre o tema: Transtornos diversos. Autora do livro Transtornos de conduta - Síndromes diversas e Autismo no Tempo da Delicadeza. Professora convidada de Pós-Graduação no Centro-Sul de pesquisa, extensão e graduação (Censupeg), lecionando temas relacionados à saúde mental e à inclusão social e educacional. Professora de Sala de Recursos em Escola Estadual e professora itinerante de Educação Especial. Cursos de especialização realizados: Processo de Inclusão; Introdução ao Autismo e Psicose Infantil; Estimulação Precoce; Prontidão para alfabetização; Estimulação para pessoas com Necessidades Especiais; Curso de Dislexia; Atitudes que favorecem o sucesso Escolar; Síndromes diversas; Educação Especial: Condutas típicas; Introdução ao Estudo das Neurociências; Curso básico de libras e alfabetização para pessoas com deficiência visual. Neuropsicopedagoga e psicomotricista clínica e relacional em formação pela UCM. Autora de mais de 70 cursos on-line da área de Educação Especial pelo Buzzero.com e uma das fundadoras da plataforma de cursos NeuroPsicopedagogiar. Contato: E-mail: priscamaral@uol.com.br wathsapp: (11)95239-5049 Site: professora-priscilla.webnode.com



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • A história da educação especial rumo à inclusão

    A história da educação especial rumo à inclusão

  • Educação Inclusiva

    Educação Inclusiva

    O presente curso tem por objeto um estudo panorâmico das mudanças ocorridas em relação ao tratamento e educação da pessoa com deficiência. Aborda o tema atendimento educacional em toda a sua trajetória até a tão sonhada proposta educação inclusiva.

  • Exclusão social

    Exclusão social

    Há décadas, as pessoas com deficiência viviam em completa exclusão social, não havia respeito às diferenças, passando até mesmo a serem ignoradas ou marginalizadas. O que mais contribuiu para isso foi à falta de esclarecimento acerca das deficiências. A partir do século XX, os movimentos sociais começaram a lutar por igualdade para todos.

  • Sistema regular de ensino

    Sistema regular de ensino

    Aos poucos o sistema educacional buscou formas de integrar os alunos com alguma deficiência no sistema regular de ensino. A inclusão escolar objetiva a construção de uma sociedade para todos, sem levar em conta as diferenças, valorizando assim a diversidade humana, desenvolvendo o princípio de solidariedade, tornando assim uma sociedade justa e igualitária.

  • Um processo que contribui

    Um processo que contribui

    A inclusão é, portanto, um processo que contribui para a construção de um novo tipo de sociedade, gerando mudanças no ambiente, na mentalidade das pessoas e da própria pessoa com deficiência.
    A educação é a ferramenta básica para a inserção de qualquer pessoa em seu meio social, ela transmite a cultura, constrói o cidadão, amplia conhecimentos visando à construção de um mundo melhor para todos. É o fundamento para a participação, independência, conhecimento e auto realização, tornando assim imprescindível para a realização plena de todos os cidadãos.

  • Pessoas com deficiência

    Pessoas com deficiência

    Durante muito tempo o diferente foi excluído da sociedade e consequentemente as pessoas com deficiência não podiam participar dos espaços sociais onde se transmitiam conhecimento. A partir de 1848, nos Estados Unidos, o atendimento a pessoa com deficiência mental teve seu início oficial, eles passaram a receber treinamento para aprenderem comportamentos sociais básicos em institutos residenciais e, em 1896, começaram a receber atendimento fora dessas residências.

  • Crescimento das instituições especializadas

    Crescimento das instituições especializadas

    A partir desse período, houve um crescimento das instituições especializadas para o atendimento das pessoas deficientes, bem como houve a expansão para o atendimento de outros tipos de deficiências e outros distúrbios, especialmente nos Estados Unidos e no Canadá. Surgiram as primeiras classes especiais, dentro das escolas regulares, em que as crianças podiam ser atendidas em caráter educacional. O crescimento dos serviços educacionais muito dependeu de movimentos organizados pelos pais dos deficientes, que desejavam lutar pelos direitos de seus filhos, já que até então não tinham o direito de opinar. Os movimentos de pais começaram a ganhar força por volta de 1950.

  • Declaração de salamanca (Salamanca, 2004)

    Declaração de salamanca (Salamanca, 2004)

    A educação inclusiva defendida na declaração de salamanca (Salamanca, 2004), foi adotada pelo Brasil como diretriz para sua política educacional e com o avanço da sociedade, a luta pela inclusão social, o respeito à diversidade fez com que o movimento fortalecesse tornando real a prática da inclusão em vários países. A construção de uma sociedade inclusiva é um processo de fundamental importância para o desenvolvimento e a manutenção de um estado democrático.

  • Integração das pessoas com deficiência no ensino especial.

    Integração das pessoas com deficiência no ensino especial.

    A inclusão é a garantia, a todos, do acesso contínuo ao espaço comum da vida em sociedade, que deve está preparada para o acolhimento a diversidade humana, a aceitação das diferenças individuais, do esforço coletivo na equiparação de oportunidades de desenvolvimento com qualidade em todas as dimensões. O objetivo de nossa pesquisa é realizar um estudo acerca das mudanças ocorridas ao longo do tempo, em relação à educação especial no Brasil, integração e inclusão no meio social e educacional. Resolvemos discorrer sobre como surgiu à educação especial e de que forma ocorreu à integração das pessoas com deficiência no ensino especial.

  • A história real de pessoas tão especiais.

    A história real de pessoas tão especiais.

    A relevância desse assunto consiste na resposta a todos que ao longo do tempo lutaram arduamente para reverter o quadro triste de uma história real de pessoas tão especiais. Esse curso é de natureza bibliográfica, baseado nos seguintes autores: SASSAKI, R. Kazumi; COLL César, MARCHESI Álvaro, Palácios Jesus Marcos, J.S Mazzota e pesquisas em sites de artigos. Espero que este curso contribua com conhecimentos adicionais a todos os profissionais de saúde e educação.

  • Educação Especial no Brasil

    Educação Especial no Brasil

    Educação Especial no Brasil Segundo (Mazzotta, 2005), buscando na história da educação informações sobre o atendimento educacional das pessoas com deficiências, pode-se constatar que, até o século XVIII, as noções a respeito da deficiência eram basicamente ligadas a misticismo e ocultismo, não havendo base científica para o desenvolvimento de noções realísticas. O conceito das diferenças individuais não era compreendido ou avaliado. A falta de conhecimento sobre as deficiências em muito contribuiu para que as pessoas com deficiências fossem marginalizadas e ignoradas.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 32,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • A história da educação especial rumo à inclusão
  • Educação Inclusiva
  • Exclusão social
  • Sistema regular de ensino
  • Um processo que contribui
  • Pessoas com deficiência
  • Crescimento das instituições especializadas
  • Declaração de salamanca (Salamanca, 2004)
  • Integração das pessoas com deficiência no ensino especial.
  • A história real de pessoas tão especiais.
  • Educação Especial no Brasil
  • A influência da Religião
  • Interpretação errônea de algumas religiões
  • A educação especial – profundas transformações
  • Profunda reflexão no campo educativo
  • A primeira metade do século XX
  • Necessidade de um diagnóstico preciso
  • Da Integração à Educação Inclusiva
  • Integração: física, social e funcional
  • Conceitos
  • Os alunos com necessidades educacionais especiais
  • Necessidade de que a sociedade seja modificada
  • Documentos que visam à inclusão social
  • Declaração sobre Educação para Todos
  • O processo de inclusão
  • Na fase da exclusão
  • Escolas especiais
  • Palestras sobre educação inclusiva
  • A idéia de integração
  • As instituições foram se especializando
  • Nova abordagem
  • O que é Inclusão social?
  • O princípio fundamental das escolas inclusivas
  • A inclusão escolar faz parte de um movimento muito maior
  • Luta pelo direito à escola.
  • O movimento de inclusão
  • Noventa e dois governos e vinte e cinco organizações internacionais
  • Plano de ação
  • Considerações Finais
  • Referências