Curso Online de COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIAS EM SUPERVISÃO PEDAGÓGICA  E FORMAÇÃO DE FORMADORES

Curso Online de COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIAS EM SUPERVISÃO PEDAGÓGICA E FORMAÇÃO DE FORMADORES

COMPETÊNCIAS A SEREM DESENVOLVIDAS Com a unidade curricular de Comunicação e Tecnologias em Supervisão Pedagógica e Formação de Formador...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 17 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 10 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

COMPETÊNCIAS A SEREM DESENVOLVIDAS

Com a unidade curricular de Comunicação e Tecnologias em Supervisão Pedagógica e Formação de Formadores pretende-se que os professores e agentes educativos dominem um referencial de competências na área das TI.
Desta forma, para uma melhor leitura, apresenta-se seguidamente os slides que identificam os objetivos em relação às competências de análise crítica, de intervenção e consultoria:

I - PARTE

COMPETÊNCIA EM ANÁLISE CRÍTICA:
1.1 Analisar e interpretar a escola e a organização escolar à luz dos contributos teóricos das ciências da educação, designadamente:
a) Os fundamentos pedagógicos da ação educativa e da ação do docente;
b) A teoria curricular e a didática em geral;
c) O domínio da TI na educação e formação ao longo da vida.
1.2 Fundamentar o processo de tomada de decisão em procedimentos de investigação e de inovação educacional: O domínio da TI na área das ferramentas colaborativas.
2. COMPETÊNCIA DE INTERVENÇÃO:
2.1 Estimular o professor no domínio das novas práticas pedagógicas apoiando-o no seu processo de desenvolvimento profissional, na escola e no sistema educativo;
2.2 Fomentar a existência, nos contextos de trabalho, de climas relacionais favoráveis ao desenvolvimento de interações participativas e de práticas reflexivas;
2.3 Estimular a melhoria do desempenho profissional na avaliação dos professores;
2.4 Construir sistemas e instrumentos de apoio às práticas pedagógicas e de supervisão em parceria;
2.5 Conhecer e utilizar ferramentas digitais como suporte de processos de avaliação/investigação;
2.6 Elaborar documentos em formato digital com diferentes finalidades;
2.7 Aceder, organizar e sistematizar em formato digital (pesquisa, e avaliação da informação).
3. COMPETÊNCIA PARA CONSULTORIA:
Assessorar os órgãos de direção executiva e de coordenação pedagógica das escolas no planejamento e organização de projetos curriculares e na formulação dos seus projetos educativos.

II ? SEGUNDA PARTE

1 ? Informação e Comunicação: Instalar, remover e utilizar aplicações; Gerir documentos e pastas; Regras e respeito pela legalidade e princípios éticos; Internet, Pesquisa, seleção e avaliação da informação; Ferramentas colaborativas (plataformas de aprendizagem);
Disponibilizar/dinamizar a informação; Comunicação síncrona e assíncrona.

2 - Processamento de Texto : Formatações Texto, parágrafo, pincel de formatações, limites e sombreado; Tabelas; Webquets e páginas HTML ; Inserir hiperligações no documento e exterior ao documento, formato HTML; Exemplos de webquets nas diferentes áreas disciplinares; Construção de modelos de apoio à avaliação ; Formulários, proteção documento e modelos no Word; Exercício prático;

3 - Folha de Cálculo : Formatações ; Ao nível das células (texto, cores, limites,?); Fórmulas e funções e construção de
fórmulas; Proteções de células/folhas Proteger/desproteger células e folha; Construção de modelos de apoio à avaliação ; Exercício prático

4 ? Apresentações : Boas práticas de construção de apresentações ; Exemplos de boas práticas; Regras para a construção de slides;
Ferramenta privilegiada na utilização em sala de aula; Vantagens/desvantagens da utilização das apresentações; Construção de modelos e criação de páginas HTML ; Construção de um documento que suporte o processo de avaliação dos professores; Exercício prático.

Consultor em TroubleShooting Strategy, Desenvolvimento Educacional, Incremento Profissional, Treinamentos Motivacionais, Recursos Humanos, Neurolinguística e Abordagem Holística, com sólida vivência como palestrante, elaborando e ministrando cursos diversos na formação de líderes, em busca constante pela excelência em resultados de curto, médio e longo prazos. Consultor em Pesquisa e Procuradoria Institucional (E-mec/Inep); Educador e Professor; Palestrante, Autor e Advogado, OAB/MG 94.245.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIAS EM SUPERVISÃO PEDAGÓGICA
    E FORMAÇÃO DE FORMADORES

  • COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIAS EM SUPERVISÃO PEDAGÓGICA
    E FORMAÇÃO DE FORMADORES
    1º encontro

  • COMPETÊNCIAS A SEREM DESENVOLVIDAS

    Com a unidade curricular de Comunicação e Tecnologias em Supervisão Pedagógica e Formação de Formadores pretende-se que os professores e agentes educativos dominem um referencial de competências na área das TI.
    Desta forma, para uma melhor leitura, apresenta-se seguidamente os slides que identificam os objetivos em relação às competências de análise crítica, de intervenção e consultoria:

    I - PARTE

    COMPETÊNCIA EM ANÁLISE CRÍTICA:
    1.1 Analisar e interpretar a escola e a organização escolar à luz dos contributos teóricos das ciências da educação, designadamente:
    a) Os fundamentos pedagógicos da ação educativa e da ação do docente;
    b) A teoria curricular e a didática em geral;
    c) O domínio da TI na educação e formação ao longo da vida.
    1.2 Fundamentar o processo de tomada de decisão em procedimentos de investigação e de inovação educacional: O domínio da TI na área das ferramentas colaborativas.
    2. COMPETÊNCIA DE INTERVENÇÃO:
    2.1 Estimular o professor no domínio das novas práticas pedagógicas apoiando-o no seu processo de desenvolvimento profissional, na escola e no sistema educativo;
    2.2 Fomentar a existência, nos contextos de trabalho, de climas relacionais favoráveis ao desenvolvimento de interações participativas e de práticas reflexivas;
    2.3 Estimular a melhoria do desempenho profissional na avaliação dos professores;
    2.4 Construir sistemas e instrumentos de apoio às práticas pedagógicas e de supervisão em parceria;
    2.5 Conhecer e utilizar ferramentas digitais como suporte de processos de avaliação/investigação;
    2.6 Elaborar documentos em formato digital com diferentes finalidades;
    2.7 Aceder, organizar e sistematizar em formato digital (pesquisa, e avaliação da informação).
    3. COMPETÊNCIA PARA CONSULTORIA:
    Assessorar os órgãos de direção executiva e de coordenação pedagógica das escolas no planejamento e organização de projetos curriculares e na formulação dos seus projetos educativos.

  • COMPETÊNCIAS A SEREM DESENVOLVIDAS

    II – SEGUNDA PARTE

    1 – Informação e Comunicação: Instalar, remover e utilizar aplicações; Gerir documentos e pastas; Regras e respeito pela legalidade e princípios éticos; Internet, Pesquisa, seleção e avaliação da informação; Ferramentas colaborativas (plataformas de aprendizagem);
    Disponibilizar/dinamizar a informação; Comunicação síncrona e assíncrona.

    2 - Processamento de Texto : Formatações Texto, parágrafo, pincel de formatações, limites e sombreado; Tabelas; Webquets e páginas HTML ; Inserir hiperligações no documento e exterior ao documento, formato HTML; Exemplos de webquets nas diferentes áreas disciplinares; Construção de modelos de apoio à avaliação ; Formulários, proteção documento e modelos no Word; Exercício prático;

    3 - Folha de Cálculo : Formatações ; Ao nível das células (texto, cores, limites,…); Fórmulas e funções e construção de
    fórmulas; Proteções de células/folhas Proteger/desproteger células e folha; Construção de modelos de apoio à avaliação ; Exercício prático

    4 – Apresentações : Boas práticas de construção de apresentações ; Exemplos de boas práticas; Regras para a construção de slides;
    Ferramenta privilegiada na utilização em sala de aula; Vantagens/desvantagens da utilização das apresentações; Construção de modelos e criação de páginas HTML ; Construção de um documento que suporte o processo de avaliação dos professores; Exercício prático.

  • PRELÚDIO

  • PIAGET

    CONSTRUTIVISMO,
    PRÁTICA PEDAGÓGICA,
    INTERAÇÃO.

    O CONHECIMENTO
    É FRUTO DA
    EXPERIÊNCIA

  • VYGOTSKY

    DESPREZO AO INATISMO;
    DESPREZO AO EMPIRISMO, SOCIOINTERACIONISTA, INFORMAÇÕES COM SENTIDO NO CONTEXTO SOCIAL.

    “O APRENDIZADO É FRUTO DA INTERAÇÃO SOCIAL”

  • MONTESSORI

    ATIVIDADE, INDIVIDUALIDADE,
    LIBERDADE.

    É PRECISO SEGUIR
    A CRIANÇA

  • FREIRE

    PROCESSO EDUCATIVO COMO ATO POLÍTICO.

    EDUCAR É
    ENSINAR A LER
    O MUNDO

  • GUIOMAR NAMO DE MELLO

    HOJE, CONTEÚDO
    NÃO É FIM,
    MAS SIM MEIO

  • IDENTIFICOU-SE
    COM ALGUM DOS AUTORES?


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • I - PARTE
  • COMPETÊNCIA EM ANÁLISE CRÍTICA:
  • 1.1 Analisar e interpretar a escola e a organização escolar à luz dos contributos teóricos das ciências da educação, designadamente:
  • a) Os fundamentos pedagógicos da ação educativa e da ação do docente;
  • b) A teoria curricular e a didática em geral;
  • c) O domínio da TI na educação e formação ao longo da vida.
  • 1.2 Fundamentar o processo de tomada de decisão em procedimentos de investigação e de inovação educacional: O domínio da TI na área das ferramentas colaborativas.
  • 2. COMPETÊNCIA DE INTERVENÇÃO:
  • 2.1 Estimular o professor no domínio das novas práticas pedagógicas apoiando-o no seu processo de desenvolvimento profissional, na escola e no sistema educativo;
  • 2.2 Fomentar a existência, nos contextos de trabalho, de climas relacionais favoráveis ao desenvolvimento de interações participativas e de práticas reflexivas;
  • 2.3 Estimular a melhoria do desempenho profissional na avaliação dos professores;
  • 2.4 Construir sistemas e instrumentos de apoio às práticas pedagógicas e de supervisão em parceria;
  • 2.5 Conhecer e utilizar ferramentas digitais como suporte de processos de avaliação/investigação;
  • 2.6 Elaborar documentos em formato digital com diferentes finalidades;
  • 2.7 Aceder, organizar e sistematizar em formato digital (pesquisa, e avaliação da informação).
  • 3. COMPETÊNCIA PARA CONSULTORIA:
  • Assessorar os órgãos de direção executiva e de coordenação pedagógica das escolas no planejamento e organização de projetos curriculares e na formulação dos seus projetos educativos.
  • II ? SEGUNDA PARTE
  • 1 ? Informação e Comunicação: Instalar, remover e utilizar aplicações; Gerir documentos e pastas; Regras e respeito pela legalidade e princípios éticos; Internet, Pesquisa, seleção e avaliação da informação; Ferramentas colaborativas (plataformas de aprendizagem);
  • Disponibilizar/dinamizar a informação; Comunicação síncrona e assíncrona.
  • 2 - Processamento de Texto : Formatações Texto, parágrafo, pincel de formatações, limites e sombreado; Tabelas; Webquets e páginas HTML ; Inserir hiperligações no documento e exterior ao documento, formato HTML; Exemplos de webquets nas diferentes áreas disciplinares; Construção de modelos de apoio à avaliação ; Formulários, proteção documento e modelos no Word; Exercício prático;
  • 3 - Folha de Cálculo : Formatações ; Ao nível das células (texto, cores, limites,?); Fórmulas e funções e construção de
  • fórmulas; Proteções de células/folhas Proteger/desproteger células e folha; Construção de modelos de apoio à avaliação ; Exercício prático
  • 4 ? Apresentações : Boas práticas de construção de apresentações ; Exemplos de boas práticas; Regras para a construção de slides;
  • Ferramenta privilegiada na utilização em sala de aula; Vantagens/desvantagens da utilização das apresentações; Construção de modelos e criação de páginas HTML ; Construção de um documento que suporte o processo de avaliação dos professores; Exercício prático.