Curso Online de Curso de Capacitação sobre Avaliação

Curso Online de Curso de Capacitação sobre Avaliação

Este curso visa ajudar o docente na elaboração das avaliações e testes que vão além da "cobrança" de ensino, mais sim uma aproximação do ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 2 horas

Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso visa ajudar o docente na elaboração das avaliações e testes que vão além da "cobrança" de ensino, mais sim uma aproximação do aluno e maior compreensão do ensino passsado pelo professor

Teólogo



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • O PROCESSO DE AVALIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR

    o processo de avaliação no ensino superior

    prof. emerson elias
    emersondeoliveiraelias@gmail.com

  • o que é avaliar?

    não é
    - medir um objeto,
    -observar uma situação,
    -pronunciar incisivamente um julgamento de valor

    é:

    isto implica saber o que se deseja e observar o real em função do desejado.

    uma operação de leitura orientada da realidade.

  • Pode a avaliação ser objetiva?

    pode a avaliação ser objetiva?

    como se fosse uma medida, não!

    por que? há implicações subjetivas!
    o ator avaliador;
    o “objeto” avaliado – sujeito que aprende;

    assim, isto quer dizer que a objetividade, estritamente falando, é impossível!

    todavia, nada impede que se tente:
    1.delimitar melhor o objeto da avaliação: objetivo, conteúdo, características, habilidades...
    2. neutralizar, em parte, os viéses sociais: contrato didático – regras do jogo.

  • talvez mais do que objetividade, deve-se buscar a pertinência e a justiça!

    ação feedback/julgamento ajuste

    o principal risco não é a falta de objetividade, mas o uso perverso da relação de comunicação avaliativa.

  • “eu sou especial
    professor, talvez eu não siga
    as suas instruções tão bem
    como o senhor gostaria.
    talvez eu não fale tão claramente como o senhor.
    talvez eu não leia com tanta fluidez como o senhor.
    talvez eu não expresse minhas idéias por escrito com igual precisão.
    mas estou aprendendo no meu próprio ritmo.
    o senhor se dá conta disso?”
    falk, 2000, p. 93

  • O QUE ENTENDEMOS POR AVALIAÇÃO?

    o que entendemos por avaliação?

    não há um só tipo de avaliação sobre o qual exista consenso!
    quando falamos de avaliação, com certeza não estamos fazendo referência sempre à mesma coisa!

  • DESAFIOS

    desafios

    superação do conceito de avaliação como sinônimo de prova;
    superação da mentalidade tradicional de avaliação (classificação, exclusão);
    mudança de práticas: de mera verificação para avaliação de fato;
    superação do entendimento restrito de avaliação como instrumento ou mecanismo técnico.
    superação da ausência de conhecimento sobre avaliação por parte da comunidade universitária como um todo.

  • CONCEITO DE AVALIAÇÃO

    conceito de avaliação

    a avaliação é um processo abrangente da existência humana, que implica uma reflexão crítica sobre a prática, no sentido de captar seus avanços, suas resistências, suas dificuldades e possibilitar uma tomada de decisão sobre o que fazer para superar os problemas identificados / obstáculos.
    celso dos santos vasconcellos

  • COMPLEXIDADE DA AVALIAÇÃO

    complexidade da avaliação

    multifacetada;
    muitos significados;
    se apresenta de muitos modos;
    cumpre distintas finalidades;
    oculta significados;
    produz sentidos;
    consolida valores;
    afirma interesses;

    provoca mudanças;
    transforma;
    possui uma profunda dimensão pública;
    interessa a muita gente;
    é política e ética;
    seu processo será sempre inconcluso e preliminar

  • PARA QUÊ AVALIAR?

    para quê avaliar?

    avaliar para conhecer a realidade;
    avaliar para incluir;
    avaliar para promover/avançar/transformar a realidade avaliada;
    avaliar para formar, não para o mercado mas para as necessidades da sociedade como um todo.

  • EXIGÊNCIAS

    exigências

    desaprender para reconstruir;
    acolher para incluir, conhecer para interferir, organizar para mudar;
    compreender o contexto político social e econômico para não agir de forma ingênua, perceber a que a avaliação atende;
    recuperar a dimensão humana de estar junto, acreditar no outro. reconstruir o espaço coletivo.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • O PROCESSO DE AVALIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR
  • Pode a avaliação ser objetiva?
  • O QUE ENTENDEMOS POR AVALIAÇÃO?
  • DESAFIOS
  • CONCEITO DE AVALIAÇÃO
  • COMPLEXIDADE DA AVALIAÇÃO
  • PARA QUÊ AVALIAR?
  • EXIGÊNCIAS
  • AVALIAÇÃO PROCESSUAL E FORMATIVA
  • Como avaliar os diversos instrumentos?
  • A avaliação dos Trabalhos em Grupo:
  • Sugestões para a avaliação do trabalho em grupo
  • Elaboração de Provas Dissertativas e Objetivas
  • Provas e Controles Escritos
  • Níveis de Complexidade no Processo de Construção do Conhecimento
  • COMPREENSÃO
  • APLICAÇÃO este nível de construção do conhecimento se caracteriza pela transposição da compreensão de um objeto de conhecimento: fato, situação-problema, para outras situações.
  • Estrutura da questão: - enuncia-se “o todo” a ser analisado -indicam-se parâmetros para análise -explica-se o objetivo da análise Palavras-chave: -analise -faça uma análise -examine os fatos -decomponha a sentença
  • JULGAMENTO -É DE MAIOR COMPLEXIDADE - HÁ A EMISSÃO DE JUÍZO DE VALOR -APÓS ANÁLISES OU SÍNTESES Palavras-chave: -JULGUE -JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA - APRESENTE ARGUMENTOS a favor ou contra
  • COMENTAR - É uma habilidade operatória mais próxima ao coloquial. -implica em ajuizar, segundo critérios pessoais: gosto, predileções, preferências -embasado em experiências, sentimentos, valores próprios, ou ainda , em determinados enfoques teóricos
  • Formas de Correção
  • Auto - Avaliação
  • O Sonho Indomado, Thiago de Mello