Curso Online de CURSO DE EXTENSÃO: ENSINO RELIGIOSO PARA O ENSINO FUNDAMENTAL

Curso Online de CURSO DE EXTENSÃO: ENSINO RELIGIOSO PARA O ENSINO FUNDAMENTAL

A religião não é apenas um fenômeno individual, mas um fenômeno social. A igreja, o povo escolhido (o povo judeu), o partido comunista, s...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 20 horas

De: R$ 50,00 Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Mais de 5 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

A religião não é apenas um fenômeno individual, mas um fenômeno social. A igreja, o povo escolhido (o povo judeu), o partido comunista, são exemplos de doutrinas que exigem não só uma fé individual, mas também adesão a certo grupo social.
A História das Religiões, nascida na segunda metade do século XIX, estuda a religião recorrendo aos métodos da investigação histórica. Ela estuda o contexto cultural e político em que determinada tradição religiosa emergiu.
O Ensino Religioso é uma questão diretamente ligada a vida, e que vai se refletir no comportamento, no sentido que orienta a sua ética. A sala de aula não pretende ser uma comunidade de fé, mas um espaço de reflexão sobre limites e superaçõesIsto implica a necessidade de se construir uma pedagogia que favoreça tal perspectiva, porque o que se objetiva é fruto de uma experiência pessoal, na busca de respostas para as questões existenciais.
O Ensino Religioso deverá ser tratado como disciplina do sistema de ensino, cujos conteúdos deverão primar pelo conhecimento religioso que forme consciências e atitudes anteriores a qualquer opção religiosa.
É preciso esclarecer e renovar o conceito de ensino religioso, da sua prática pedagógica, da definição de seus conteúdos, natureza e metodologia adequada ao universo escolar, como propõem os Parâmetros Curriculares Nacionais.


INTRODUÇÃO
HISTÓRIA DO ESTUDO DA RELIGIÃO
ABORDAGENS DISCIPLINARES
CATECISMO
CATEQUESE NARRATIVA
TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO
CRISTIANISMO HOJE
PALAVRAS E CONCEITOS RELEVANTES
ATEÍSMO
O PROBLEMA DO MAL
O ENSINO RELIGIOSO NA LDB
A DIMENSÃO PEDAGÓGICA NO ENSINO RELIGIOSO
AS AULAS DE ENSINO RELIGIOSO
ENSINO FUNDAMENTAL
ORGANIZAÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL
ATUAÇÃO PROFISSIONAL
HISTÓRIA DAS RELIGIÕES
Hinduísmo
Judaísmo
Xintoísmo
Budismo
Cristianismo
Islamismo
Taoísmo
Zoroastrismo
O ESPIRITISMO
AS RELIGIÕES AFROBRASILEIRAS
O MORMONISMO
TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
OS NÃO RELIGIOSOS
RELIGIÃO E RELIGIOSIDADE
SOCIEDADE E RELIGIÃO
O ESPÍRITO DO CAPITALISMO
A PERSPECTIVA DE DURKHEIM
AS RELIGIÕES NO BRASIL
A RELIGIÃO NO BRASIL DO SÉCULO XXI
A CONSTRUÇÃO E A MANUTENÇÃO DO MUNDO HUMANO PELA RELIGIÃO
A PLURALIDADE DE SISTEMAS RELIGIOSOS
A ESTRUTURA E OS CONFLITOS RELIGIOSOS
O PLURALISMO RELIGIOSO NO BRASIL


Formação Acadêmica:Pedagogia Especialização em: Psicologia e Saúde Mental Educação à Distância Metodologia da Pesquisa



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • CURSO DE EXTENSÃO: ENSINO RELIGIOSO PARA O ENSINO FUNDAMENTAL

    CURSO DE EXTENSÃO: ENSINO RELIGIOSO PARA O ENSINO FUNDAMENTAL

    Raquel Sampaio

  • INTRODUÇÃO

    INTRODUÇÃO

    A Religião (do latim: "religio" usado na Vulgata, que significa "prestar culto a uma divindade", “ligar novamente", ou simplesmente "religar") pode ser definida como um conjunto de crenças relacionadas com aquilo que parte da humanidade considera como sobrenatural, divino, sagrado e transcendental, bem como o conjunto de rituais e códigos morais que derivam dessas crenças.

  • A religião não é apenas um fenômeno individual, mas um fenômeno social. A igreja, o povo escolhido (o povo judeu), o partido comunista, são exemplos de doutrinas que exigem não só uma fé individual, mas também adesão a certo grupo social.

    .

  • Pode-se atentar, por exemplo, as perseguições do Partido Comunista Chinês à seita Falun Gong, em que o Partido Comunista Chinês entende que a religião não seja necessária a sociedade chinesa.

  • HISTÓRIA DO ESTUDO DA RELIGIÃO

    HISTÓRIA DO ESTUDO DA RELIGIÃO

    As primeiras reflexões sobre a religião foram feitas pelos antigos Gregos e Romanos. Xenofonte relativizou o fenômeno religioso, argumentando que cada cultura criava deuses à sua semelhança.

    O historiador grego Heródoto descreveu nas suas Histórias as várias práticas religiosas dos povos que encontrou durante as viagens que efetuou.

  • Confrontado com as diferenças existentes entre a religião grega e a religião dos outros povos, tentou identificar alguns deuses das culturas estrangeiras com os deuses gregos.

    Nos primeiros séculos da era atual, os autores cristãos produziram reflexões em torno da religião fruto dos ataques que experimentaram por parte dos autores pagãos.

  • Estes criticavam o fato desta religião ser recente, quando comparada com a antiguidade dos cultos pagãos. Nos finais do século XVIII e no início do século XIX, parte importante dos textos sagrados das religiões tinham já sido traduzidos nas principais línguas europeias.

  • No século XIX ocorre também a estruturação da antropologia como ciência, tendo vários antropólogos se dedicado ao estudo das religiões dos povos tribais.

    Nesta época os investigadores refletiram sobre as origens da religião, tendo alguns defendidos um esquema evolutivo, no qual o animismo era a forma religiosa primordial, que depois evoluía para o politeísmo e mais tarde para o monoteísmo.

  • ABORDAGENS DISCIPLINARES

    ABORDAGENS DISCIPLINARES

    O estudo científico da religião é atualmente realizado por várias disciplinas das ciências sociais e humanas.

    A História das Religiões, nascida na segunda metade do século XIX, estuda a religião recorrendo aos métodos da investigação histórica. Ela estuda o contexto cultural e político em que determinada tradição religiosa emergiu.

  • A Sociologia da Religião analisa as religiões como fenômenos sociais, procurando desvendar a influência dela na vida do indivíduo e da comunidade.

    A Fenomenologia da Religião, que deriva da filosofia fenomenológica de Edmund Husserl, tenta captar o lado único da experiência religiosa.

  • Utiliza como principal método científico a observação, explicando os mitos, os símbolos e os rituais. Ela procura compreender a religião do ponto de vista do crente, bem como o valor dessas crenças na vida do mesmo.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • CURSO DE EXTENSÃO: ENSINO RELIGIOSO PARA O ENSINO FUNDAMENTAL
  • INTRODUÇÃO
  • HISTÓRIA DO ESTUDO DA RELIGIÃO
  • ABORDAGENS DISCIPLINARES
  • CATECISMO
  • CATEQUESE NARRATIVA
  • TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO
  • CRISTIANISMO HOJE
  • PALAVRAS E CONCEITOS RELEVANTES
  • ATEÍSMO
  • O PROBLEMA DO MAL
  • IRRELIGIÃO
  • O ENSINO RELIGIOSO NA LDB
  • A DIMENSÃO PEDAGÓGICA NO ENSINO RELIGIOSO
  • AS AULAS DE ENSINO RELIGIOSO
  • ENSINO FUNDAMENTAL
  • ORGANIZAÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL
  • ATUAÇÃO PROFISSIONAL
  • HISTÓRIA DAS RELIGIÕES
  • Hinduísmo
  • Judaísmo
  • Xintoísmo
  • Budismo
  • Cristianismo
  • Islamismo
  • Taoísmo
  • Zoroastrismo
  • O ESPIRITISMO
  • AS RELIGIÕES AFROBRASILEIRAS
  • O MORMONISMO
  • TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
  • OS NÃO RELIGIOSOS
  • RELIGIÃO E RELIGIOSIDADE
  • SOCIEDADE E RELIGIÃO
  • O ESPÍRITO DO CAPITALISMO
  • A PERSPECTIVA DE DURKHEIM
  • AS RELIGIÕES NO BRASIL
  • A RELIGIÃO NO BRASIL DO SÉCULO XXI
  • A CONSTRUÇÃO E A MANUTENÇÃO DO MUNDO HUMANO PELA RELIGIÃO
  • A PLURALIDADE DE SISTEMAS RELIGIOSOS
  • A ESTRUTURA E OS CONFLITOS RELIGIOSOS
  • O PLURALISMO RELIGIOSO NO BRASIL