Curso Online de  GESTÃO ESCOLAR

Curso Online de GESTÃO ESCOLAR

GESTÃO deve ser uma atividade facilitadora e estruturada na definição e na prática desses objetivos EDUCACIONAIS. É RESPONSABILIDADE do d...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 16 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 25,00
(Pagamento único)

Mais de 20 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

GESTÃO deve ser uma atividade facilitadora e estruturada na definição e na prática desses objetivos EDUCACIONAIS.
É RESPONSABILIDADE do diretor da escola, cujo objetivo é estabelecer a unidade e integração de todas as ações do estabelecimento de ensino, de modo que se concentrem na formação e aprendizagem dos alunos.
Este curso visa capacitar ,profissionais da área de educação,leigos e afins para esta demanda .

Professor:Wisnael de Souza ,Teólogo,Músico,Analista de Sistemas . FORMAÇÃO: Graduação em Análise de Sistemas (UNITINS),Filosofia e Sociologia(FVG),Bacharelado em Teologia (FACETEN),Bacharelado Psicologia Pastoral (ITG),Mestrado em Teologia (ESUTES)



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • CURSO DE GESTÃO ESCOLAR

  • Administração, gerência ou gestão?

    ADMINISTRAÇÃO, substituída – nova dinastia com a expressão GERÊNCIA.

    Nas últimas décadas, a palavra GESTÃO ganha nova nobreza.
    GESTÃO a ideia de dirigir e de decidir, mas ainda pela novidade, sem revelar os preconceitos dos termos anteriores.
    GESTÃO deve ser uma atividade facilitadora e estruturada na definição e na prática desses objetivos EDUCACIONAIS.
    GESTÃO é um componente decisivo na eficácia escolar, educação e o ensino. A prática administrativa, a GESTÃO escolar, devem estar a serviço do pedagógico, do educacional.

  • O CONTEXTO ATUAL E OS ESTILOS DE GESTÃO

    MUNDO - ALDEIA GLOBAL
    MUNDO – SISTEMA ABERTO, PRÓXIMO, INTERLIGADO

    TAYLOR À TEORIA DA CONTINGÊNCIA UM LONGO CAMINHO...
    TEORIA DA CONTINGÊNCIA = Relativo, contingente, nada é absoluto, não existe uma única e exclusiva melhor maneira de administrar ou de organizar.
    As empresas bem sucedidas aprendem a adaptar-se às demandas ambientais.
    Para mudar a empresa precisa – ambiente de mudanças, inovação e criatividade.
    Exige – planejamento em equipe, envolvendo todas as pessoas.

  • FLEXIBILIDADE é necessária não só em função das grandes transformações do mundo hoje, mas principalmente porque essas mudanças se acentuarão em grau, velocidade e complexidade.

    VISÃO ESTRATÉGICA – antever o futuro

    SER DIRIGENTE – reger uma orquestra, onde as partituras mudam a cada instante e os músicos têm liberdade para marcar seu próprio compasso.

    PODER – pressupõe liberdade e participação para o alcance de objetivos comuns.

    MOTIVAÇÃO – possibilita a congruência entre desejos e aspirações individuais com as necessidades do bem comum. Cooperação e colaboração são essenciais.

    VERDADEIRO LÍDER – é conhecido pelos liderados.
    LIDERANÇA é: habilidade humana e gerencial; alcançável por pessoas comuns; produto de habilidades e conhecimentos aprendidos; forma de comunicação e articulação existente nas pessoas para garantir o alcance de propósitos comuns.

  • GESTÃO ESCOLAR

    1) A ESCOLA COMO FOCO DE ANÁLISE: A MESO-ABORDAGEM

    As instituições escolares adquirem uma dimensão própria, enquanto espaço organizacional, onde também se tomam importantes decisões educativas, curriculares e pedagógicas.

    TERRITORIALIDADE ESPACIAL E CULTURAL

    JOGO DOS ATORES – INTERNO E EXTERNOS

    AUTONOMIA

    CONSTRUÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO

    MOBILIZAÇÃO DO CONJUNTO DE PROFISSIONAIS – (TRABALHO COLETIVO)

    GESTÃO PARTICIPATIVA – PROFESSORES E DIREÇÃO = TRAZER COMUNIDADES LOCAIS PARA DENTRO DA ESCOLA

  • FINALIDADE DA ESCOLA

    A ESCOLA É UMA ORGANIZAÇÃO QUE TEM POR FINALIDADE O DESENVOLVIMENTO DE UM CONJUNTO DE CAPACIDADES COGNITIVAS, AFETIVAS E PSICOMOTORAS.
    VISA O DESENVOLVIMENTO DA AUTONOMIA MORAL E INTELECTUAL DOS SUJEITOS PARA A FORMAÇÃO, CIDADANIA E PREPARAÇÃO PARA O TRABALHO.

  • AO PROCESSO DE GESTÃO CABE CRIAR CONDIÇÕES PARA QUE O PROCESSO DE BASE CONTE COM REFERENCIAIS E RECURSOS, PRINCIPALMENTE HUMANOS, ADEQUADOS.
    UMA CULTURA E UM CLIMA ORGANIZACIONAL DE MELHORIA CONTÍNUA DOS PROCESSOS DE GESTÃO SÃO NECESSÁRIOS PARA ASSEGURAR QUALIDADE DOS SERVIÇOS PRESTADOS E FORMAÇÃO COM COMPETÊNCIA, EM UM CENÁRIO SÓCIO-ECONÔMICO DE MUDANÇAS CONSTANTES.

    DEMOCRATIZAÇÃO DO ENSINO

    A ESCOLA E O APRIMORAMENTO DO CONHECIMENTO

  • Direção tem que enfrentar desafios

    O Diretor de Escola é a figura central do processo educacional dentro da escola que dirige.

    VISIONÁRIO

    PENSADOR

    CORAJOSO

    SENSÍVEL

    TOMAR DECISÕES

    ASSUMIDOR DE COMPROMISSOS

    O Diretor de Escola tem que liderar, ter posturas firmes e exemplos a serem seguidos.

  • NOVO PERFIL DO GESTOR

    CAPACIDADE DE TRABALHAR EM EQUIPE

    CAPACIDADE DE GERENCIAR UM AMBIENTE CADA VEZ MAIS COMPLEXO

    MANEJO DE TECNOLOGIAS EMERGENTES

    CAPACIDADE DE COMUNICAÇÃO

    DISPOSIÇÃO DE ASSUMIR RESPONSABILIDADE PELOS RESULTADOS

    CAPACIDADE DE ABSTRAÇÃO

    SOCIEDADE PÓS-MODERNA E SUAS DEMANDAS PARA A ESCOLA

    ATUALIZAÇÃO PERMANENTE

  • ESCOLA >> EDUCAÇÃO DE QUALIDADE >>> REQUER ALTERAÇÃO NA CONCEPÇÃO DE GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES ESCOLARES

    COMPROMISSO DOS EDUCADORES

    QUE EDUÇÃO PRATICAMOS?

    QUE VALORES DEVEM SER TRABALHADOS PELA ESCOLA?

    A SERVIÇO DE QUEM E DE QUE EDUCAMOS?

  • Direção tem que enfrentar desafios

    PREOCUPAÇÕES DA GESTÃO ESCOLAR EM RELAÇÃO AOS OBJETIVOS DA EDUCAÇÃO ESCOLAR.
    Perez Gómez

    CONSIDERAR E TRABALHAR A REALIDADE DO ALUNO EM SEUS ASPECTOS INFORMATIVOS E COMPORTAMENTAIS

    FUNÇÃO COMPENSATÓRIA
    ATENÇÃO E RESPEITO PELA DIVERSIDADE


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 25,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • DE QUE TRATAREMOS
  • LEMBRANDO QUE :
  • DIFERENÇA ENTRE GESTÃO ESCOLAR E ADMINISTRAÇÃO UMA QUESTÃO PARADIGMÁTICA
  • ÁREAS DA GESTÃO EDUCACIONAL
  • INDICADORES DE QUALIDADE DA ESCOLA O QUE DIZEM AS PESQUISAS
  • DIMENSÕES DA GESTÃO ESCOLAR
  • DESEMPENHO DE CANDIDATOS
  • FUNDAMENTOS E PRINCÍPIOS DA EDUCAÇÃO E DA GESTÃO EDUCACIONAL
  • A QUALIDADE DO TRABALHO DO DIRETOR ESCOLAR SE ASSENTA SOBRE SUAS COMPETÊNCIAS
  • A COMPETÊNCIA DO DIRETOR É A PONTE QUE PERMITE A PASSAGEM ENTRE O QUE SE É O QUE SE PROPÕE A SER
  • 7.O diretor Escolar tem autonomia para destituir algum membro do Conselho Escolar? Não. Um membro do CE só poderá ser destituído quando ocorrer ausência injustificada por três reuniões ordinárias consecutivas ou até cinco extraordinárias alternadas.
  • Fracasso escolar
  • Fracasso Escolar
  • O que é fracasso escolar?
  • Conceitualmente, o fracasso escolar é entendido como um desajuste produzido em algum ponto do sistema educativo, exemplos: na formação do docente, na exigência dos conteúdos, na fragmentação curricular ou, ainda, nas possibilidades oferecidas aos alunos para o aprendizado.
  • Envolvimentos positivos
  • APRENDIZAGEM X FRACASSO ESCOLAR
  • A busca de competência
  • IDEB- O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica
  • Atuação atual de professores e profissionais da área em relação ao ensino
  • A INTERVENÇÃO PSICOPEDAGÓGICA
  • HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL PERÍODO (1946 - 1961)
  • Contexto Histórico da Educação Brasileira - 1946
  • Contexto Histórico da Educação Brasileira - 1947
  • Contexto Histórico da Educação Brasileira - 1948
  • Contexto Histórico da Educação Brasileira - 1949
  • Contexto Histórico da Educação Brasileira - 1950
  • Contexto Histórico da Educação Brasileira - 1951
  • Contexto Histórico da Educação Brasileira - 1952
  • Contexto Histórico da Educação Brasileira - 1953
  • Contexto Histórico da Educação Brasileira - 1954
  • Contexto Histórico da Educação Brasileira - 1955
  • Contexto Histórico da Educação Brasileira – 1957
  • Contexto Histórico da Educação Brasileira – 1958
  • Contexto Histórico da Educação Brasileira – 1959
  • Contexto Histórico da Educação Brasileira – 1961
  • LEI N. 4.024, DE 20 DE DEZEMBRO DE 1961     Fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional.
  • Fim!
  • REFERÊNCIAS BIBLIOGRÀFICAS